sábado, 13 de dezembro de 2014

10 praias em Salvador estão impróprias para banho

Meio ambiente

Salvador tem 10 praias impróprias para banho, uma delas é Periperi segundo o Inema

A Tarde
Da Redação
Marco Aurélio Martins | Ag. A TARDE
Os soteropolitanos que vão aproveitar o domingo na praia devem ficar atentos com a qualidade da água. De acordo com o último boletim do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), 10 praias da capital baiana estão impróprias para o banho neste fim de semana.
São elas: Periperi (atrás da estação férrea), Pedra Furada (atrás do hospital Sagrada Família), Ondina (próximo ao Morro da Sereira), Rio vermelho (em frente à Rua Bartolomeu de Gusmão), Pituba (próximo ao Ki-Mukeka), Armação (em frente ao Clube Interpass), Boca do Rio (em frente ao Posto Salva Vidas), Corsário (em frente ao Posto Salva Vidas Patamares), Abaeté (em frente á placa da fundação do parque) e Pituaçu (em frente à entrada do estacionamento do parque).
Segundo o Inema, os banhistas devem evitar contato com a água do mar em locais com manchas de coloração suspeita, próximos à saída de esgotos e córregos e ainda durante o tempo chuvoso, já que a água pode estar contaminada e causar doenças.
Fonte - A Tarde  13/12/2014

Consórcio retira trilhos de viaduto do VLT de Cuiabá para evitar furto

Cuiabá

O material estava exposto em elevado da MT-040 há dez meses, quando foi deixado pela empresa para ser instalado 

Mídia News
Reportagem de Karine Miranda
Foto: Edson Rodrigues/Secopa |
Os trilhos do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que estavam sobre o viaduto da MT-040, na região do Coxipó, foram removidos do local pelo Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande, após denúncia de moradores de que as armações de ferro usadas para fixar os trilhos estariam sendo visada por assaltantes.
O material seria implantado na faixa central do elevado, que integra o Eixo 2 da via permanente do VLT (Coxipó-Centro), e estava exposto no viaduto há, pelo menos, dez meses.
Segundo a assessoria do Consórcio, a retirada do material ocorreu na semana passada, após informações de moradores das imediações de que pessoas rondavam o viaduto à espera de uma oportunidade para furtar as armações de ferro.
Ainda segundo Consórcio, havia seguranças para realizar a vigilância, contudo, devido a suspeita, tanto o trilho quando as armações de ferro foram encaminhados para o Centro de Manutenção e Controle do VLT, em Várzea Grande.

Demora na instalação
A instalação deveria ocorrer após o Consórcio concluir as obras de drenagem e as pistas marginais do viaduto e da rotatória.
Contudo, o material não foi instalado devido a polêmica com o viaduto da UFMT, quando houveram diversas reclamações sobre a colocação dos trilhos sem a previsão de uso, segundo o Consórcio.
Isso porque as obras do eixo 2 do VLT, sentido Centro-Coxipó, estão paradas há meses, desde que o consórcio optou por priorizar os serviços no eixo 1 sentido Aeroporto-CPA, mais precisamente na Avenida da FEB, em Várzea Grande.

Obras do VLT
Até o momento, apenas o viaduto de 445 metros de extensão da MT-040, inaugurado em fevereiro de 2013, e o viaduto da UFMT, com 428 metros, inaugurado em dezembro de 2013, foram concluídos na região do Coxipó.
A paralisação das obras no Coxipó, inclusive, fez com que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinasse à Secretaria Extraordinária (Secopa) que entregasse, até o final deste ano, o cronograma referente à conclusão das etapas de obras do VLT.
A medida foi tomada para garantir que as obras sejam concluídas em 2015, visto que o modal deveria ser entregue em março passado.
Na ocasião, um aditivo foi firmado entre as partes, dando prazo para término da obra em dezembro.
Até o momento, a secretaria ainda não entregou o cronograma.

VLT
O projeto do VLT está orçado em R$ 1,477 bilhão ao Governo do Estado, sendo que, desse total, pelo menos R$ 896 milhões já foram destinados à aquisição do material rodante, como os trilhos e os carros.
Ao todo, serão instalados 22,2 km de trilhos nos dois eixos, por onde devem circular os 40 composições do VLT – formados por sete carros cada um.
Além dos trilhos e implantação do modal, o projeto prevê a execução de estações e terminais, bem como de obras de arte (pontes, trincheiras e viadutos) ao longo dos dois eixos.
Fonte - STEFZS 13/12/2014

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Lançado voo direto Salvador/Buenos Aires/Salvador

Turismo

Os voos serão operados com aeronaves Boeing 737-800, capacidade para 170 passageiros, saída de Salvador às 2h40, e chegada a Buenos Aires às 7h30. Na volta, os voos sairão da capital argentina às 9h30, com chegada à capital baiana às 1h55. A tarifa de boas-vindas custa U$ 329.

Secom
Secom
O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo (Setur) e a Empresa de Turismo da Bahia (Bahiatursa), em parceria com a Aerolíneas Argentinas, lançou nesta sexta-feira (12) o voo direto ligando Salvador/Buenos Aires/Salvador, com seis frequências semanais. Após o café da manhã, no prédio da Federação do Comércio, na Avenida Tancredo Neves, do qual participaram autoridades, agentes e operadores de viagens e imprensa, foi feito o anúncio oficial do começo das operações, previsto para 3 de janeiro de 2015.
Os voos serão operados com aeronaves Boeing 737-800, capacidade para 170 passageiros, saída de Salvador às 2h40, e chegada a Buenos Aires às 7h30. Na volta, os voos sairão da capital argentina às 9h30, com chegada à capital baiana às 1h55. A tarifa de boas-vindas custa U$ 329.
Segundo o secretário do Turismo, Pedro Galvão, “o voo direto para Buenos Aires é um anseio muito antigo dos baianos, pois os argentinos são os nossos maiores visitantes das Américas. Com a facilidade agora, de apenas quatro horas de voo, ficará muito mais fácil. Buenos Aires, uma mistura de Paris e Madri, atrai muito os baianos”.

Lotados
Para a diretora de Relações Internacionais da Bahiatursa, Rosana França, que representou o presidente da empresa, Diogo Medrado, “é uma grande satisfação para o governo a realização deste sonho, porque desde 2007 estamos tentando o acesso regular. Temos voos charters, mas o regular é fundamental. Precisamos comemorar e trabalhar cada dia para manter esse voo”.
O diretor para o Brasil da Aerolineas Argentinas, Ariel Fernandez, informou que os voos para a semana do Carnaval estão lotados, e a taxa de ocupação dos primeiros dois meses é de mais de 80%. Além disso, a partir de março, o voo Salvador/BuenosAires/Salvador passa a ser diário. “Com a chegada a Buenos Aires às 7h30, o passageiro poderá fazer conexão para várias outras cidades argentinas, outros países da América do Sul e voos internacionais de longo alcance, e pode começar sua agenda comercial ou turística bem cedo”.
Participaram do evento, entre outras autoridades, o presidente do Convention Bureau, Pedro Costa, o vice-presidente da Fecomércio, Kelson Fernandes, o cônsul da Argentina, Mariano Vergara, e o presidente do Sindicato das Empresas de Turismo no Estado da Bahia, Luiz Augusto Leão Costa, para quem “todos vão sair contemplados com esse voo. Resta agora o trade dar prosseguimento para que a gente possa concretizá-lo definitivamente. Estávamos precisando de uma ação como essa”.
Fonte - Secom Ba.  12/12/2014

Dilma inaugura estaleiro que fabricará submarinos

Defesa

Dilma Rousseff inaugura estaleiro que fabricará submarinos,o complexo de estaleiro e base naval possui 540 mil m²

Por Redação
com Vermelho 
Adicionar legenda
A presidenta Dilma Rousseff participou, nesta sexta-feira, em Itaguaí (RJ), da inauguração do prédio principal do estaleiro de construção de submarinos, que integra o complexo de Estaleiro e Base Naval da Marinha do Brasil. O edifício é a instalação mais importante do empreendimento e abrigará recursos técnicos e industriais que permitirão a fabricação de cinco submarinos, sendo quatro convencionais e um com propulsão nuclear.
O Estaleiro de Construção recebeu investimentos de cerca de R$ 9 bilhões e faz parte do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub). Ele tem previsão de terminar seus 22 mil m² de obras no final de 2015. Com isso, o Brasil vai poder, além de construir, projetar submarinos graças a um acordo de transferência de tecnologia firmado com a França, em 2008.
Para o coordenador-geral do Prosub, almirante-de-esquadra Gilberto Max, o conhecimento de projetar os submarinos é o grande diferencial do programa.
- O projeto é o que vai nos dar o conhecimento. O programa é baseado no seguinte tripé: transferência de tecnologia, nacionalização e capacitação de pessoal. Então, ao final do programa, nós temos a certeza de que o nosso País terá adquirido um salto tecnológico muito grande, que pode ser usada na indústria e nas universidades para que o conhecimento tenha continuidade – afirma o almirante.
Segundo o almirante Max, um dos objetivos do programa é criar o projeto e a construção de submarinos de propulsão nuclear. Max ressalta que, apesar do intercâmbio com os franceses, a tecnologia nuclear é toda brasileira. Hoje o Brasil possui cinco submarinos, sendo quatro deles construídos no País.
Toda a obra do complexo de Estaleiro e Base Naval ficará pronta em 2021, quando os quatro submarinos convencionais do Estaleiro de Construção estarão prontos. Até lá, estão previstos 9.000 empregos diretos e 32.000 indiretos, com a participação de 600 empresas nacionais, promovendo a geração de emprego na região de Itaguaí. Na construção e projeto dos submarinos convencionais e com propulsão nuclear, serão cerca de 5.600 empregos diretos e 14.000 indiretos.
Dentro das iniciativas do Prosub, existem programas sociais para a região de Itaguaí, como cursos de formação de mão de obra para trabalhar no empreendimento, realizados no próprio canteiro de obras. Já foram formados 438 profissionais nas atividades de soldador, carpinteiro, eletricista, pedreiro, montador, armador e ajudante. Os programa oferecem ainda aulas de inglês e informática, com cerca de 200 alunos.
Fonte - Correio do Brasil  12/12/2014

Caminhão colide com VLT no Cariri no Ceará

VLT do Cariri

Um dos carros da composição chegou a descarrilar e teve boa parte dos equipamentos de sua dianteira danificados

Ultima Hora-DN
FOTO: VCREPÓRTER / WHATSAPP
Juazeiro do Norte. Um caminhão baú colidiu com o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), metrô de superfície do Cariri, ontem deixando duas vítimas com ferimentos leves. Um dos vagões do trem chegou a descarrilar e teve boa parte dos equipamentos de sua dianteira danificados. Já o caminhão, que vinha com uma carga de iogurte, teve o produto saqueado pelos moradores da localidade, no fim da tarde, momento em que era retirado do local, no bairro São José, na linha entre Crato e Juazeiro.
Cerca de 30 pessoas estavam seguindo para o Crato e não sofreram lesões. Uma das vítimas teve uma luxação no braço e outra uma pancada no rosto. Por conta do acidente, a operação do VLT foi cancelada durante a tarde de ontem.
Equipes do Serviço Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros estiveram no local para prestar os primeiros atendimentos às vítimas do acidente, além da perícia.

Manutenção
O VLT foi levado para o Centro de Manutenção do metrô do Cariri e não há previsão de quando voltará a funcionar. Além disso, segundo o assistente operacional do metrô, Marcelo Bezerra, o trem teve boa parte dos equipamentos operacionais destruídos, incluindo os controles de cabine e vários saiotes, além de duas rodas do veículo ficarem fora.
Dos três VLTs em funcionamento na única linha entre Crato e Juazeiro do Norte, apenas um ficará operando. Outro já esteve com problemas e sem transportar passageiros. As peças para o conserto chegaram recentemente.
Fonte - Diário do Nordeste  12/12/2014

É intenso o fluxo de passageirosno no terminal do Ferry Boat em São Joaquim

Salvador

Fluxo de passageiros é intenso no Terminal de São Joaquim,mesmo com o fluxo intenso, não há atraso no embarque,as travessias acontecem de 1h em 1h....

A Tarde
Da Redação
Edilson Lima | Ag. A TARDE
O fluxo de passageiros no sistema ferryboat é intenso na manhã desta sexta-feira, 12, no Terminal de São Joaquim, em Salvador. Já em Bom Despacho, na Ilha de Itaparica, o movimento é tranquilo.
As travessias acontecem de 1h em 1h, sem atrasos no embarque. Para diminuir o fluxo no terminal, houve duas viagens extras, uma às 6h30 e a outra às 9h30.
Durante a manhã, operam as embarcações Ana Nery, Ivete Sangalo, Maria Bethânia e Pinheiro, além do novo ferry Zumbi dos Palmares, que realiza operação assistida.
No final do dia, após o término do horário de trabalho, é previsto um aumento no movimento de usuários, que saem da capital com destino à Ilha.
Fonte - A Tarde  12/12/2014

MP denuncia viagem clandestina de crianças em trens de carga da Vale

Pará

Promotoria diz que situação é frequente no Pará e Maranhão. Empresa diz que faz rondas frequentes para evitar clandestinos.

G1 PA

O Ministério Público do Estado do Pará denuncia que crianças e adolescentes viajam de forma irregular pelo Pará ao pegar carona em trens da mineradora Vale. De acordo com a promotoria, a situação dos chamados "meninos do trem" vem sendo combatida desde 2006, mas ainda é muito frequente nos estados do Pará e Maranhão.
Os embarques clandestinos acontecem ao longo da Estrada de Ferro Carajás, que liga o sudeste do Pará a São Luís. De acordo com a promotoria da Infância e da Juventude, este tipo de deslocamento coloca as crianças em risco de asfixia, contaminação, choque térmico, atropelamento e outros acidentes.
Por conta dos diversos casos registrados pelos Ministérios Públicos dos dois estados, a promotoria de Marabá instaurou Inquérito Civil para apurar estes embarques clandestinos. Além deste inquérito, também tramita no Maranhão uma Ação Civil Pública para obrigar a empresa a não permitir o embarque de crianças e adolescentes nos trens sem autorização de pais ou responsáveis.
A Vale afirmou que está tomando providências para combater as viagens clandestinas, realizando rondas diárias nos pátios de cruzamentos das composições das ferrovias para evitar o acesso clandestino aos trens de minérios. A empresa disse ainda que realiza, ao longo de todo ano, reuniões para esclarecer a comunidade sobre o perigo deste tipo de ação, tendo apresentado um plano de segurança que está sendo revisado pelo Ministério Público.

Audiência pública
O MP agendou uma audiência pública para debater o plano de segurança da empresa. O diálogo com a sociedade está marcado para o dia 25 de fevereiro de 2015, no Auditório da Câmara Municipal de Marabá. O edital de convocação ainda está sendo elaborado, mas o MP confirma a participação da promotoria de Infância e Juventude de São Luís.
Fonte - STEFZS  12/12/2014

Maior proporção de empresas de alto crescimento está no Norte e Nordeste - IBGE

Economia

Os dados estão no estudo Estatística de Empreendedorismo 2012, divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Empresa de alto crescimento é aquela que tem a partir de dez pessoas assalariadas e apresenta crescimento de pelo menos 20% no quadro de pessoal por um período de três anos.

Akemi Nitahara
Repórter da Agência Brasil
foto-ilustração/omarketizador
A concentração de empresas de alto crescimento é maior nas regiões Norte e Nordeste. Do total de empresas do Nordeste, 11,4% são de alto crescimento, responsáveis por 21,7% do pessoal ocupado, proporção que cai para 10% das empresas e 15,1% do pessoal na Região Sul. Os estados com as maiores proporções de empresas de alto crescimento são Maranhão (13,4%), Roraima (12,5%) e Ceará (12,4%), enquanto a menor proporção está em Minas Gerais, com 9,3%.Os dados estão no estudo Estatística de Empreendedorismo 2012, divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Empresa de alto crescimento é aquela que tem a partir de dez pessoas assalariadas e apresenta crescimento de pelo menos 20% no quadro de pessoal por um período de três anos. O instituto analisou dados do Cadastro Central de Empresas (Cempre) e pesquisas estruturais do IBGE nas áreas de indústria, comércio, serviços e construção.
O IBGE destaca que entraram na análise os dados do triênio 2010-2011-2012, portanto posteriores à crise econômica global de 2008 e 2009 e que, no período avaliado, o empreendedorismo como promotor do crescimento econômico ganhou destaque, pois “é um instrumento importante no aumento da produtividade, competitividade e geração de postos de trabalho”.
No período analisado, o crescimento de países em desenvolvimento recuou de 7,5% para 5,1%, com redução do crescimento real do comércio internacional de bens e serviços de 12,8% para 2,8%.
No Brasil, a construção cresceu 11,6% em 2010, 3,6% em 2011 e 1,4% em 2012. Por outro lado, a indústria, que teve queda de 5,6% em 2009, cresceu 10,4% em 2010 e 1,6% em 2011, mas voltou a cair 0,8% em 2012. O comércio teve crescimento de 10,9%, 3,4% e 0,9%, respectivamente; e o setor de serviços, de 5,5%, depois 3,4% e 1,9% no último ano analisado.
A inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), manteve-se dentro do limite da meta do governo, com 6,5%, 5,9% e 6,5%; e o desemprego caiu no período, chegando ao nível mais baixo da história em 2012, com 5,5%, acompanhado de um movimento de formalização do emprego e qualificação da mão de obra, aumentando o percentual de 15 anos ou mais de estudo – o que equivale ao curso superior completo – de 6,9% em 2008 para 8,1% em 2011.
Em 2012, o Brasil tinha 4,6 milhões de empresas ativas, responsáveis pela ocupação de 40,7 milhões de pessoas, sendo 83,4% na condição de empregado assalariado e 16,6% como sócio ou proprietário. No recorte de empresas com uma ou mais pessoas assalariadas, o número alcança 2,3 milhões, enquanto, com relação àquelas com pelo menos dez pessoas assalariadas, o Brasil tinha, em 2012, 465 mil empresas, o que corresponde a 10,1% do total.
Enquanto o número total de empresas no país cresceu 13% entre 2008 e 2012, a remuneração média passou de 3,1 salários mínimos em 2008 para 2,8 em 2012, com um total de R$ 756,6 bilhões. Em 2008, o salário mínimo era R$ 415 e em 2012 chegou a R$ 622.
Considerando apenas as empresas de alto crescimento, esses empreendimentos eram 35.206 em 2012 e empregavam 5,3 milhões de pessoas, com um montante de R$ 108,8 bilhões pagos em remunerações. Na comparação com 2011, houve crescimento de 2% no número de empresas, de 5% no pessoal ocupado e de 14% nos salários e remunerações. Entre 2009 e 2012, essas empresas geraram 3,3 milhões de postos de trabalho, o que representa 58,3% do total criado por empresas com dez assalariados ou mais no país, percentual maior do que o apresentado no triênio anterior, quando o número chegou a 56%. Considerando apenas as empresas de alto crescimento, o aumento no número de postos de trabalho alcançou 167,8% no período analisado.
Fonte - Agência Brasil 12/12/2014

VLI registra novo recorde no Terminal Integrador Palmeirante

Ferrovias

Para a realização do transbordo, segundo a VLI, foi recebido um total de 4.538 carretas com milho vinda dos estados do Tocantins, Mato Grosso e Maranhão.

RF
foto - ilustração
A VLI, empresa especializada em operações logísticas que integram atividades de ferrovias, portos e terminais, registrou um novo recorde de 172.438,11 toneladas de milho de carregamento no Terminal Integrador de Palmeirante, no Tocantins. O resultado ultrapassou o último recorde de carregamento realizado em julho, equivalente a 152.100 toneladas de soja.
Para a realização do transbordo, segundo a VLI, foi recebido um total de 4.538 carretas com milho vinda dos estados do Tocantins, Mato Grosso e Maranhão. No carregamento, foram necessários 1806 vagões divididos em 22 trens, com destino o Porto do Itaqui, na capital maranhense.
A estrutura de 12 mil m² do terminal conta com dois tombadores de carretas, dois silos com capacidade para armazenar 6 mil toneladas cada e uma tulha com capacidade de carregamento de mil toneladas por hora.
Fonte - Revista Ferroviária  12/12/2014

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Concessão de ferrovias,contratos deverão prever direito de passagem

Ferrovias

O Projeto de Lei do Senado (PLS 185/2009) foi apresentado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), como resultado do trabalho da Subcomissão de Regulamentação dos Marcos Regulatórios.

Por Isabela Vilar e
Iara Guimarães Altafin - Agência Senado
foto - ilustração
Projeto que obriga contratos de concessão de ferrovias a prever o direito de passagem em suas cláusulas, ou seja, a possibilidade de um concessionário usar a malha de outro, com pagamento e em períodos específicos e predefinidos, foi aprovado nesta quarta-feira (10) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).
O Projeto de Lei do Senado (PLS 185/2009) foi apresentado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), como resultado do trabalho da Subcomissão de Regulamentação dos Marcos Regulatórios. De acordo com a justificativa do texto, a falta do direito de passagem faz com que, cada vez que uma carga passa de uma malha para outra, o concessionário possa exigir que ela seja descarregada e recarregada em suas próprias composições (operação que se chama “transbordo”).
Para o relator, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), essa prática do transbordo resulta em mais custos para o usuário. Com a previsão do direito de passagem, o senador diz acreditar que haverá mais competição na prestação de serviços, o que pode gerar ganhos na qualidade.
Quando tramitou na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), o projeto recebeu uma emenda para deixar explícito que a alteração deve ser nos contratos que envolvam exploração de infraestrutura ferroviária. Uma subemenda aprovada na CCJ altera o texto para deixá-lo ainda mais claro nesse ponto.
Além disso, o texto divide as revisões tarifárias entre a periódica, para distribuição dos ganhos de produtividade e reavaliação das condições de mercado, e a extraordinária, quando ocorrerem fatos não previstos no contrato, que alterem o seu equilíbrio econômico-financeiro e estejam fora do controle.
O projeto também revoga regras anteriores sobre revisão tarifária previstas na Lei 10.233/2001, que trata da reestruturação dos transportes aquaviário e terrestre. O texto ainda terá de passar pelo Plenário do Senado, antes de ir para a Câmara dos Deputados.
Fonte - STEFZS  11/12/2014

Maria do Rosário recebe solidariedade de ministras por ofensas de Bolsonaro

Política

Nesta quarta-feira, ao ler a nota de repúdio, durante cerimônia de entrega do Prêmio Direitos Humanos 2014, Eleonora Menicucci lembrou que, desde 1990, o Brasil considera o estupro um crime hediondo. “É inaceitável que um deputado utilize seu posto para reverberar discurso de ódio e de incitação ao crime, que atinge, humilha e reduz as mulheres”, disse.

Paulo Chagas e Marcelo Brandão 
Repórteres da Agência Brasil*
foto - ilustração
As ministras Eleonora Menicucci, da Secretaria de Políticas para as Mulheres, e Ideli Salvatti, de Direitos Humanos, assinaram nota de solidariedade à deputada Maria do Rosário (PT-RS) e repúdio ao deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) por ofensas dirigidas à deputada Maria do Rosário. Terça-feira (9), em discurso no plenário da Câmara, Bolsonaro disse que só não estupraria a deputada porque ela “não merece”.
"Fica aí, Maria do Rosário, fica. Há poucos dias, você me chamou de estuprador no Salão Verde e eu disse que não estuprava você porque você não merece. Fica aqui para ouvir", discursou Bolsonaro da tribuna da Câmara. O parlamentar repetiu as mesmas palavras que usou em 2003 em discussão com a deputada. Na época, Maria do Rosário o havia chamado de estuprador, por ele incentivar essa prática mesmo sem ter consciência disso. Ele a empurrou e disse que ela era uma "vagabunda".
A agressão verbal de ontem ocorreu após Maria do Rosário discursar, no plenário da Câmara, sobre os trabalhados da Comissão Nacional da Verdade, que entregou hoje (10) o relatório final à presidenta Dilma Rousseff. A comissão investiga principalmente crimes ocorridos durante a ditadura militar (1964-1985), e Bolsonaro é um dos principais críticos do trabalho do grupo, por não incluir representantes dos militares e não investigar crimes cometidos pelos militantes de esquerda.
Nesta quarta-feira, ao ler a nota de repúdio, durante cerimônia de entrega do Prêmio Direitos Humanos 2014, Eleonora Menicucci lembrou que, desde 1990, o Brasil considera o estupro um crime hediondo. “É inaceitável que um deputado utilize seu posto para reverberar discurso de ódio e de incitação ao crime, que atinge, humilha e reduz as mulheres”, disse.
No mesmo evento, Ideli declarou que tinha recebido informação de que estavam chegando à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) representações da sociedade civil contra o deputado. Segundo ela, uma pessoa com esse tipo de comportamento não merece representar o Congresso Nacional.
Após a premiação, a ministra Ideli explicou que, como se trata de quebra de decoro e incitação ao crime, é possível abrir um processo de cassação. “É um comportamento reincidente. Não é nem a primeira, nem a segunda, nem a terceira vez que há uma afronta dessa magnitude feita por esse parlamentar”. Segundo ela, entidades como a OAB e partidos políticos já estão se manifestando.
“Então, a gente espera que o Congresso Nacional dê uma resposta à altura para que alguém com mandato não fique incitando crimes hediondos no Parlamento brasileiro. Desta vez, foi gravíssimo, porque foi da tribuna [da Câmara]. Das outras vezes, tinha sido no corredor, no meio do plenário. Desta vez, não, ele estava no exercício indiscutível do seu mandato”, enfatizou.
Ainda ontem, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse que a Casa não pode permitir que deputados tenham comportamento incompatível com o decoro parlamentar. Em conjunto, a bancada feminina e a Procuradoria da Mulher da Câmara divulgaram nota de repúdio à atitude do deputado.
"Não é a primeira vez que o referido deputado usa das prerrogativas do mandato parlamentar para transgredir o Regimento Interno, ficando à vontade para promover diferentes formas de violência. Incitar este ato de barbárie é ainda mais grave quando recordamos que, apenas em 2013, o Brasil registrou 50 mil casos de estupro, podendo ter chegado ao alarmante patamar de 143 mil casos, devido justamente à banalização desta forma de violência", diz a nota.
O PT também divulgou, ontem, nota de repúdio. Segundo a nota, a bancada do PT decidiu "tomar todas as medidas judiciais e regimentais contra Bolsonaro. “A barbárie cometida hoje [9] no plenário da Câmara ofende a cidadania brasileira e a consciência das pessoas que lutam por uma sociedade civilizada, tolerante e democrática. No âmbito do Parlamento e do Judiciário, todas as iniciativas serão tomadas por nós, parlamentares da bancada do PT, já que as declarações – ameaças – de Bolsonaro demonstram total desrespeito à condição de representante do povo deste país."
Na internet, uma petição pela cassação do mandato do deputado já tem mais de 70 mil assinaturas. A meta é chegar a 75 mil. Jair Bolsonaro foi reeleito em outubro deste ano para o sétimo mandato no Congresso Nacional. Ele recebeu da população fluminense 464.418 votos.
Colaborou Mariana Tokarnia
*Com informações da Agência Câmara
Fonte - Agência Brasil  11/12/2014

Edward Snowden: Vivo bem em Moscou e já esgotei fontes de informações

Internacional

O ex-agente de inteligência dos Estados Unidos, Edward Snowden, revelou que a única diferença entre a sua vida atual em Moscou e a que levava nos Estados Unidos é a recusa do uso de iPhone. Ele contou que passa bem e que tem uma rotina tão normal na capital russa que consegue até se locomover de metrô pela cidade.

DN
Edward Snowden participou de evento da Amnesty International
 / Foto: Charles Platiau – AP
Snowden participou nesta quinta-feira, 11, de uma videoconferência entre Moscou e Paris, promovida pela organização internacional de direitos humanos Amnesty International. O ex-agente destacou investir muito do seu tempo trabalhando em projetos de padrões para a web. Segundo ele, “o problema não reside mais na segurança nacional, mas na criação de programas que interceptam a comunicação de todos, sem exceção. Ao invés de vigiar apenas pessoas suspeitas, atualmente o monitoramento em tempo integral abrange a todos”.
Comentando o relatório sobre abusos por parte CIA, revelado na terça-feira, 9, por um comitê investigativo do Senado norte-americano, Snowden classificou o uso de tortura como imperdoável. Ele destacou que ao permitir tais abusos a seus representantes, os Estados Unidos perdem a legitimidade para falar de Estados autoritários.
Durante a entrevista, Edward Snowden contou ainda ter destruído todas as informações secretas obtidas durante os anos de serviço na inteligência do seu país, e que não possui outras informações além das que já foram reveladas por ele à imprensa.
Fonte - Diário da Russia  11/12/2014

Trens holandeses testam sistema limpa-trilhos a laser

Transportes sobre trilhos

Instalados nas rodas das composições, os lasers removem material orgânico do caminho, além de secarem os trilhos

Gabriel Garcia, da INFO

A empresa ferroviária da Holanda está testando um sistema que usa raios laser para retirar detritos dos trilhos do país.
Instalado na roda dos trens, os lasers removem não apenas material orgânico que se deposita caminho (como folhas e plantas), mas também podem secar os trilhos após fortes chuvas ou tempestades de neve.
Dessa forma, o sistema melhoraria a tração e o freio dos trens, evitando acidentes graves.
Desenvolvido pela Universidade de Tecnologia de Delft, o aparelho de limpeza pode ser usado em velocidades até 80 km/h.
"A questão não é saber se o sistema laser funcionará, mas por quanto tempo os trilhos ficarão limpos", afirmou Rolf Dollevoet, professor que coordena o projeto.
Fonte - STEFZS  11/12/2014

Temporada de cruzeiros começa e atrai para Bahia 180 mil turistas

Turismo

Um total de 68 navios deve atracar no Porto de Salvador, localizado na Avenida da França, até o final do verão, de acordo com a previsão da Secretaria do Turismo do Estado (Setur). A expectativa do órgão é que o turismo marítimo traga à cidade cerca 180 mil pessoas, entre brasileiros e estrangeiros, até março do próximo ano.

Secom 
Secom Ba.
Começam a desembarcar na capital baiana os visitantes que chegam por meio de cruzeiros marítimos. Um total de 68 navios deve atracar no Porto de Salvador, localizado na Avenida da França, até o final do verão, de acordo com a previsão da Secretaria do Turismo do Estado (Setur). A expectativa do órgão é que o turismo marítimo traga à cidade cerca 180 mil pessoas, entre brasileiros e estrangeiros, até março do próximo ano.
Entre os visitantes, está a família da vendedora da cidade da Maringá, no Paraná, Juliana Recco, que visitou Salvador pela primeira vez nesta quarta-feira (10). Acompanhada do marido, Elias Bastos, e da filha Giordana, de 6 anos, a paranaense falou sobre a experiência de viajar de navio e a escolha do destino.
Segundo Juliana, há cinco anos ele tinha feito outra viagem semelhante, mas como a filha era muito pequena, acabou não participando. "Desta vez, veio a família inteira e escolhemos como destino Salvador, que tínhamos o sonho de conhecer. Viajar assim é muito mais confortável para todos, com muita coisa para fazer e atividades para todos os gostos”.
A família passeou pelos principais pontos turísticos de Salvador, como a Igreja do Bonfim, o Pelourinho e o Farol da Barra, acompanhada de perto pelo guia de turismo João Luz. Engenheiro agrônomo por formação, há cerca de dez anos João abandonou a profissão para trabalhar com receptivo e agora faz as visitas guiadas para os turistas de navios que atracam no porto. “Descobri o interesse pela história da minha cidade e hoje tenho muito prazer em receber pessoas na minha terra e colaborar com o turismo cultural, contextualizando os nossos atrativos e passando conhecimento também".

Destinos no interior
Segundo o secretário estadual do Turismo, Pedro Galvão, pessoas como João se beneficiam diretamente com a chegada desse público. “Os turistas que chegam em navios podem não utilizar a rede hoteleira, mas movimentam a economia baiana de maneira significativa, uma vez que visitam nossos principais pontos turísticos guiados por pessoal credenciado e qualificado, fazem compras e almoçam comida típica nos restaurantes da cidade, contribuindo para o turismo como um todo”.
O secretário considera que a chegada de turistas via navios cria oportunidades para outros retornos à Bahia. “De cruzeiros, normalmente essas pessoas passam um ou dois dias na capital, mas o que temos percebido é que elas se interessam em voltar, em outra ocasião, para ficar mais dias em Salvador e também conhecer destinos no interior do estado, como a Chapada Diamantina, a região sul, nossas praias e tantos outros lugares que temos a oferecer”.
Fonte - Secom Ba.  10/12/2014

Minha Casa, Minha Vida deve cumprir meta de 3,75 milhões de moradias em 2014

Politica

O total de unidades habitacionais contratadas corresponde a 98,8% da meta do programa até o fim de 2014. “Alcançaremos 100% da meta agora em dezembro, com a contratação de 3,75 milhões de casas”, calculou a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.

Luana Lourenço e Pedro Peduzzi
Repórteres da Agência Brasil
Conjunto Habitacional Zilda Arns, do Programa
Minha Casa,Minha Vida, em construção no Rio de janeiro

Imagem de Arquivo/Agência Brasil
O programa habitacional Minha Casa, Minha Vida contratou 3,7 milhões de moradias e entregou 1,87 milhão de unidades até novembro, segundo o 11º Balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) divulgados hoje (11) pelo governo.
O total de unidades habitacionais contratadas corresponde a 98,8% da meta do programa até o fim de 2014. “Alcançaremos 100% da meta agora em dezembro, com a contratação de 3,75 milhões de casas”, calculou a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.
De acordo com o governo, o Minha Casa, Minha Vida já beneficiou mais de 7 milhões de pessoas. Os empreendimentos concluídos pelo programa, até agora, geraram 1,2 milhão de empregos, e as obras em execução deverão empregar mais 1,7 milhão de trabalhadores.
Para o financiamento habitacional, o total de recursos contratados chegou a R$ 360 bilhões para compra, reforma ou construção de mais moradias, beneficiando R$ 1,9 milhão de famílias, de acordo com os números do balanço.
No eixo urbanização de assentamentos precários, o governo diz que R$ 33,5 bilhões em recursos foram contratados. Desse total, R$ 12,7 bilhões na segunda etapa do programa (2011-2014). Nesse período, 487 ações foram concluídas. Entre as obras com andamento adequado, com previsão de conclusão até 2015, estão as ações de urbanização integrada do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, e da Comunidade de Heliópolis, em São Paulo.
Fonte - Agência Brasil  11/12/2014

VLT de Fortaleza,retomada das obras tem única proposta

Transportes sobre trilhos

Retomada do VLT de Fortaleza tem única proposta. - A conclusão das obras do VLT havia sido prometida inicialmente para o período da Copa do Mundo, em junho deste ano, e foi paralisada após rompimento de contrato com a empresa responsável, que atrasou o andamento das obras. As obras do VLT em Fortaleza estão 50% prontas, segundo o Governo do Estado.

G1- CE
foto - ilustração
Apenas uma empresa apresentou nesta quarta-feira (10) à Central de Licitações do Estado (CCC) a proposta para assumir a retomada das obras do Ramal Parangaba-Mucuripe pelo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).
De acordo com o edital da licitação, a Sultepa Construções e Comércio Limitada, terá até sexta-feira (12) para confirmar a proposta de preço, que foi de R$145,249.800,70 milhões.
A conclusão das obras do VLT havia sido prometida inicialmente para o período da Copa do Mundo, em junho deste ano, e foi paralisada após rompimento de contrato com a empresa responsável, que atrasou o andamento das obras. As obras do VLT em Fortaleza estão 50% prontas, segundo o Governo do Estado.
Uma nova licitação foi promovida em agosto de 2014 e recebeu uma proposta do consórcio VLT-Fortaleza, formado pelas empresas de engenharia Marquise e Engesol. A proposta não foi aceita após analisada por técnicos da Seinfra.
O novo modelo de proposta de contratação permite contratações públicas mais rápidas e eficientes para obras beneficiadas com recursos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), como é o caso do VLT. Por esse método vence a empresa que apresentar o lance de menor valor global. Como somente uma empresa apresentou proposta, caso a documentação seja aprovada, a licitante poderá assinar o contrato. O secretário de Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele, afirmou que espera que os trabalhos sejam retomados no início de 2015.
A empresa licitante deverá entregar a documentação à Procuradoria Geral do Estado - PGE em cópia eletrônica, até 18 horas desta sexta-feira. A partir daí será avaliada por equipe da Seinfra. Caso seja aprovada, segue para elaboração do contrato, divulgação e assinatura da ordem de serviços. O prazo de conclusão das obras, a partir da autorização dos serviços, será de 18 meses. O secretário de Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele, afirmou que espera que os trabalhos sejam retomados no início de 2015.

VLT Parangaba-Mucuripe
O Ramal do VLT Parangaba-Mucuripe é um projeto da Seinfra em conjunto com a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos - Metrofor que visa a remodelação do ramal ferroviário Parangaba-Mucuripe, atualmente utilizado para transporte de carga, objetivando a utilização do mesmo para transporte de passageiros.
O Ramal atravessa 22 bairros, que representa 505.162 habitantes (aproximadamente 20% da população da cidade) e possui uma densidade demográfica de 9.717,65 hab/km2 (22% acima da média de Fortaleza). Um estudo de viabilidade realizado entre os dias 25 e 29 de maio de 2006 resultou uma previsão de demanda potencial de 90.000 passageiros por dia.
O projeto prevê, dentre outras, a construção de três tipologias de estação, sendo uma elevada (Parangaba), a do Papicu (que fará a integração com a Linha Leste do Metrô e o terminal) e outro tipo de padronização para as outras seis estações: Montese, Vila União, Rodoviária, São João do Tauape, Pontes Vieira e Mucuripe.
Fonte - Revista Ferroviária  10/12/2014

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Bahia avança no fomento à tecnologia e na universalização da inclusão digital

Tecnologia

O Programa de Aprendizado Jovem (Proaj) registra 6.610 alunos, entre formados e matriculados. Já o Projeto Link Aprendiz tem cerca de três mil alunos em sala de aula. O total de investimento em programas e projetos, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), é de R$ 455,7 milhões.

Secom
foto - Secom
Ampliação do acesso à internet, da inclusão digital e do fomento à inovação e à tecnologia. Este é o resultado comprovado pelos números apurados pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), após oito anos de gestão do governador Jaques Wagner. São 999 Centros Digitais de Cidadania implantados nos 417 municípios do Estado, com 35 milhões de acessos e mais 900 mil usuários cadastrados. O Programa de Aprendizado Jovem (Proaj) registra 6.610 alunos, entre formados e matriculados. Já o Projeto Link Aprendiz tem cerca de três mil alunos em sala de aula. O total de investimento em programas e projetos, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), é de R$ 455,7 milhões.
A missão da Secti, de investir e contribuir para que o estado tenha novo ritmo de desenvolvimento sustentável,vem sendo concretizada, por meio dos principais programas e projetos da pasta. A secretária Andrea Mendonça destaca a importância da inovação para o fortalecimento e incentivo de produções científicas. “Temos obtido avanços significativos, principalmente na participação popular. Durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia tivemos a presença de mais 18 mil pessoas, enquanto no Campeonato de Robótica Lego participaram 1.200 participantes oriundos de escolas da capital e do interior, no Parque Tecnológico”.

Atlas eólico
Outro marco da Secti foi a publicação do Atlas Eólico da Bahia como ferramenta de estudos e planejamento para o setor no estado. O atlas compilou dados provenientes de 156 torres anemométricas e apresenta dados sobre a capacidade de gerar, a 150 metros de altura, 195 GW, o que significa a capacidade de gerar 766 terawatts/hora, dando à Bahia competência para participar dos leilões de energia.

Tecnologia social
Já o resultado do fortalecimento da tecnologia social em favor da agricultura familiar, em projetos como o Tecsol, pode ser verificado, por meio da atuação da Secti, em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). O projeto visa fortalecer as cadeias produtivas do licuri, em Caldeirão Grande, com reciclagem na Região Metropolitana de Salvador (RMS). São 36 famílias beneficiadas pela Cooperlic, que trabalham produzindo artesanato e alimentos, onde a Secti entregou uma van para funcionar como minicozinha móvel para pequenas produções.

Editais e Parque Tecnológico
O trabalho da Secti no apoio e fomento ao desenvolvimento tecnológico de empresas de base vem aumentando consideravelmente com os editais do Parque Tecnológico da Bahia. Com apenas dois anos de funcionamento, o Tecnocentro Bautista Vidal, edificação construída seguindo os conceitos de sustentabilidade, integra o poder público, a comunidade acadêmica e o setor empresarial.
Andrea Mendonça ressalta a importância deste equipamento para a Bahia. “O Tecnocentro já possui 90% da sua estrutura ocupada por laboratórios de instituições públicas e privadas, com 41 empresas, sendo 24 incubadas, que empregam cerca de 450 profissionais. A Áity - Incubadora de Empresas - presta diversas consultorias, assessoramento e acompanhamento para desenvolver suas atividades, num espaço de grande visibilidade aos olhos de possíveis financiadores de seus projetos”.
Fonte - Secom Ba. 10/12/2014

Pelos trilhos do tempo

Transportes sobre trilhos

As viagens de trem deixaram saudade, por onde ele passava levava alegria, diversão e animação, e suas saudosas estações são lembradas como local de encontro, reencontros, despedidas.Ver o trem passar, ouvir seu apito e o barulho das rodas de ferro nos trilhos é uma boa lembrança.... 

Por Sebastião Borges-Clic Folha

Trem de ferro, Maria Fumaça, Misto, Expresso, como queiram chamar. Ver o trem passar, ouvir seu apito e o barulho das rodas de ferro nos trilhos é uma boa lembrança que sempre tenho. A história da nossa Estação Ferroviária em Passos é uma história contada de boca em boca, e foi assim que alinhei no pensamento o dia festivo de sua inauguração: bandeirinhas estendidas por toda a plataforma, discursos e aplausos, estrugir de centenas de foguetes, alvoroço das pessoas, muitos vivas, banda de música, autoridades ladeando o agente executivo (cargo equivalente a prefeito) Coronel João de Barros, com seu jeitão, alto, magro, nariz comprido, vermelho, bigode e cavanhaque, olhos vivos e pescoço estirado, andando de um lado pra outro, analisando todos os detalhes. Preocupado com o atraso da Mogiana, a todo momento tirava da algibeira o bonito relógio suíço entrelaçado por uma corrente de ouro. Plataforma cheia de gente, povão em volta da Estação, políticos com seus colarinhos engomados e com seus melhores ternos, acompanhados por suas senhoras muito bem trajadas com vestidos longos e apertados, sapatos de saltos, leque e sombrinhas coloridas. Um misto de emoção tomava conta daqueles que pela primeira vez iam ouvir o barulho das rodas dos vagões escorregarem lentamente sobre os trilhos da ferrovia e o apito rouco da Maria Fumaça! Ao contrário dos que preferiram ir até a Estação, muitos se aglomeraram em cima de barrancos, em pontos estratégicos para ver pela primeira vez a bichona passar.
E a Maria Fumaça apitou, apareceu numa fumaceira danada, soltando faísca por todos os lados, passando pelos pontilhões que cruzavam a cidade, parecendo um monstro bonito, puxando os vagões, se exibindo, adentrando bem devagar o pátio da Estação, se aproximando da plataforma, fazendo um grande barulho com a freiada sobre os trilhos, e entre um vagão e outro estava o guarda acenando para o povo, todo imponente, parecendo um general, exibindo sua farda branca e boné azul marinho.
Assim ela chegou! Soprando fumaça para todo lado, fogos pipocando nos ares, a banda tocando, políticos sorrindo, e o povão, numa alegria irradiante, saudando com palmas e vivas! O trem que por aqui passou se fez saudade, deixou marcas em cada um que teve o privilégio de fazer uma sacolejante e vagarosa, mas gostosa viagem, como eu fiz várias vezes a bordo da Maria Fumaça ou trem de ferro em minha infância e juventude. A viagem era demorada, mas as paisagens diante dos olhos compensavam a demora de se chegar ao destino marcado. E quando a noite chegava, seu farolzão ia rompendo o nevoeiro da madrugada, serpenteando entre lavouras, morros, matas, pontes sobre rios, passando por vilarejos que hoje viraram cidades, transportando pessoas em busca de uma vida melhor em outras regiões, e a cada cochilo, o sonho de um novo lugar e uma nova oportunidade. Os que viajavam nos vagões de primeira classe iam confortáveis, os bancos eram almofadados e tinha o bar restaurante. Já os que iam em segunda classe, os bancos eram de madeira, desconfortáveis, e sem o bar restaurante tinham que levar a matula e comer no próprio banco.
As viagens de trem deixaram saudade, por onde ele passava levava alegria, diversão e animação, e suas saudosas estações são lembradas como local de encontro, reencontros, despedidas, e onde se iniciava a maioria dos namoros! Diz a história que a linha de Passos seria prolongada até a cidade de Piunhi, no prosseguimento foram feitos vários cortes nos morros até a uma certa distância, mas os trilhos jamais foram colocados, ficando assim a nossa Estação como “fim de linha”.
Durante 56 anos o povo de Passos foi servido por uma estrada de ferro que foi inaugurada em 11 de dezembro de 1921, desativada em 1977, e a retirada dos trilhos começou em 14 de janeiro de 1986. E o tempo, faminto pelo progresso, chegou levando os trilhos, mas o trem continua na memória daqueles que esperavam o seu apito para despertar do sono e começar sua vida cotidiana, ou, uma nova vida.
É o tempo passando e a gente “Memoriando”!
E a Associação dos Escritores de Passos e Região realizará sua primeira reunião em sua nova sede, hoje, quarta – feira, dia 10 de dezembro, às 19h e 30 minutos, no Palácio da Cultura.
Fonte - STEFZS 10/12/2014

COMENTÁRIO Pregopontocom

Lagrimas.............as lembranças que viajam pelos trilhos jamais se apagarão,estarão sempre presentes e vivas servindo para alimentar a esperança da revitalização das nossas Ferrovias. - O BRASIL traçara o seu destino caminhando pelos trilhos......

VEJA Também

QUERO MEU TREM DE VOLTA.......

Hidroporto dos Tainheiros o primeiro ponto de pouso e decolagem de aviões está sucateado na Ribeira

Salvador

Primeiro ponto de pouso e decolagem de aviões está sucateado na Ribeira - Ambiente luxuoso, com estilo modernista, foi onde Getúlio Vargas desembarcou quando era presidente da República. O Hidroporto acabou desativado por volta de 1943, com a construção do atual aeroporto de Salvador. Hoje no lugar funciona uma marina, e o aspecto é de abandono.

Rayllanna Lima - TB
Foto: Romildo de Jesus
Na década de 30, o Hidroporto dos Tainheiros, localizado no bairro da Ribeira, era o único local de pouso e decolagem de aviões da capital baiana. Ambiente luxuoso, com estilo modernista, foi onde Getúlio Vargas desembarcou quando era presidente da República. O Hidroporto acabou desativado por volta de 1943, com a construção do atual aeroporto de Salvador. Hoje no lugar funciona uma marina, e o aspecto é de abandono.
Mas ainda há quem peça pela preservação do local. Como divulgado na coluna Boa Terra da última segunda-feira (8), a atriz Sônia Braga, durante sua temporada em Salvador, conheceu o local e, inspirada pelo movimento internacional Art déco, emitiu o alerta de SOS para o antigo Hidroporto.
A aposentada Joana Angélica Alves dos Santos, que costumava frequentar o antigo Hidroporto com suas duas filhas, e hoje vai frequentemente ao local por conta de seu veleiro, sente falta de como era o ambiente. “Era um ambiente mais agradável, minhas filhas até hoje se lembram de quando passeavam aqui. Mas é o progresso, às vezes ele não vem tanto para o bem. Na minha opinião, deveriam cuidar mais daqui. Deveriam investir para trazer toda aquela beleza, e preservar um lugar que foi e é tão importante”, disse.
Conhecido como Aeroporto dos Tainheiros, era um local com instalações luxuosas, sala de espera, sala de bagagem, espaço para companhias aéreas e um restaurante-bar. Os aviões, chamados hidroaviões, amerissavam – pouso de aeronaves em superfícies aquáticas – em uma ponte de com formato de Y. À noite, era formada uma fileira de canoas com tochas para iluminar o lugar onde pousariam. Como era um ambiente onde havia banhistas e condutores de barcos, era tocada uma sirene de alerta quando os aviões se aproximavam.
Com a construção do atual aeroporto de Salvador, por volta de 1943, o Hidroporto dos Tainheiros foi desativado e por algum tempo serviu de sede da Associação dos Radioamadores (LABRE). Depois, abrigou o Clube dos Sargentos da Marinha e posteriormente no lugar funcionou uma boate.
Já pela década de 80, o ambiente foi motivo de discussão entre os moradores de Itapagipe e uma empresa náutica, que queria transformar o espaço em uma marina. Através da Associação de Moradores e Amigos de Itapagipe (AMAI), os moradores reclamaram a transformação em espaço cultural para a comunidade e alegaram que a marina afetaria a raia das competições de remo. Apesar disso, a marina foi construída, mantendo a raia.
Apesar do funcionamento do Píer Salvador (marina e loja náutica) e do restaurante A Bordo, o aspecto do lugar ainda é de abandono, e poucas pessoas sabem o que ainda funciona no local. “Era um lugar muito lindo. Uma coisa maravilhosa que dava gosto admirar. Hoje está todo abandonado, com um aspecto feio. Ninguém cuida mais”, disse a moradora da Ribeira Rita Cerqueira.
Os interiores dos ambientes comerciais estão bem conservados, mas quem entra no antigo Hidroporto e passa pelo píer pode perceber que as pilastras de sustentação estão em degradação, janelas de vidros quebradas e estrutura externa estão em degradação. De acordo com o Governo do Estado, a responsabilidade do primeiro aeroporto da cidade é do Comando da Base Aérea de Salvador.
Fonte - Tribuna da Bahia  10/12/2014

Estudo mostra aumento no número de jovens que só estudam

Educação

A proporção de jovens com idade entre 16 e 24 anos que só estudam pulou de 6,8%, no biênio 1986-1987, para 15,4%, no período de 2012 e 2013. Já a taxa de participação no mercado de trabalho caiu de 79,6%, em 1986, para 74,2%, em 1999, e 72,9%, em 2013.

Marli Moreira 
Repórter da Agência Brasil 

Um levantamento feito pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Fundação Seade) mostra que os jovens estão adiando a entrada no mercado de trabalho. A proporção de jovens com idade entre 16 e 24 anos que só estudam pulou de 6,8%, no biênio 1986-1987, para 15,4%, no período de 2012 e 2013. Já a taxa de participação no mercado de trabalho caiu de 79,6%, em 1986, para 74,2%, em 1999, e 72,9%, em 2013.
“Esse adiamento da entrada no mercado de trabalho está associada a uma maior frequência à escola e ao aumento do nível de escolaridade”, diz o estudo comemorativo dos 30 anos da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), na região metropolitana de São Paulo.
Quase metade dos jovens de 16 a 24 anos (48,6%) só trabalhavam no período de 1986 a 1987, taxa que diminuiu para 39,1%, entre 2012 e 2013. A redução também é expressiva na faixa entre 16 e 18 anos (de 31,4% para 14,1%). Nesse grupo, os que conciliavam o estudo com o trabalho passou de 27,6% para 19,6% e a taxa dos que se dedicavam exclusivamente aos estudos dobrou ao atingir 35,9%.
Outro indicador relevante é a queda da parcela de jovens de 16 a 24 anos que não estudam nem trabalham (de 14,9% para 11,5%). O estudo aponta ainda que o percentual de jovens que só estudavam, entre 1986 e 1987, era bem menor entre os que tinham renda familiar baixa (6,1%) comparado aos de renda mais elevada (11,3%). Atualmente, a diferença entre eles caiu - 17% entre os mais pobres e 19,8% entre os mais ricos.
Quanto ao desemprego foram verificadas condições distintas entre as duas classes sociais. Enquanto essa situação afetava 17,3% dos jovens mais pobres entre 1986 e 1987, entre os mais ricos a taxa era de apenas 2,6%. Já no último período analisado, a proporção atingiu 18,6% nas classes de renda mais baixa e de 4% para os de renda mais elevada.
De acordo com a análise técnica da Fundação Seade, entre as dificuldades de inserção dos jovens no mercado de trabalho estão a falta de experiência bem como a distância entre a moradia e os locais onde existem vagas disponíveis, desinteresse pelo tipo de ocupação, remuneração insuficiente, desestímulos por causa da grande concorrência e falta de orientação sobre como buscar um trabalho.
No que se refere aos que não estudam nem trabalham constatou-se que, entre 1986 e 1987, 7,2% dos homens estavam nessa condição e que, no período de 2012 e 2013, a proporção aumentou para 13,9% com predomínio na faixa etária de 19 a 21 anos. O estudo atribui esse fato à convocação para o serviço militar obrigatório e também ao desalento em relação aos estudos e ao trabalho.
Fonte - Agência Brasil  10/12/2014

Comissão reconhece 434 mortes e desaparecimentos durante ditadura militar

Direitos Humanos

CNV confirma em relatório mais de 200 desaparecidos políticos durante a ditadura militar.No documento entregue hoje (10) à presidenta Dilma Rousseff, com o relato das atividades e a conclusão dos trabalhos realizados, a CNV traz a comprovação da ocorrência de graves violações de direitos humanos.

Michèlle Canes 
Repórter da Agência Brasil
Antonio Cruz/ Agência Brasil
Depois de dois anos e sete meses de trabalho, a Comissão Nacional da Verdade (CNV) confirmou, em seu relatório final, 434 mortes e desaparecimentos de vítimas da ditadura militar no país. Entre essas pessoas, 210 são desaparecidas.
No documento entregue hoje (10) à presidenta Dilma Rousseff, com o relato das atividades e a conclusão dos trabalhos realizados, a CNV traz a comprovação da ocorrência de graves violações de direitos humanos. “Essa comprovação decorreu da apuração dos fatos que se encontram detalhadamente descritos no relatório, nos quais está perfeitamente configurada a prática sistemática de detenções ilegais e arbitrárias e de tortura, assim como o cometimento de execuções, desaparecimentos forçados e ocultação de cadáveres por agentes do Estado brasileiro” diz o texto.
Mais de 300 pessoas, entre militares, agentes do Estado e até mesmo ex-presidentes da República, foram responsabilizadas por essas ações ocorridas no período que compreendeu a investigação. O documento diz ainda que as violações registradas e comprovadas pela CNV foram resultantes “de ação generalizada e sistemática do Estado brasileiro” e que a repressão ocorrida durante a ditadura foi usada como política de Estado “concebida e implementada a partir de decisões emanadas da Presidência da República e dos ministérios militares”.
Outro ponto de destaque das conclusões do relatório é que muitas das violações comprovadas durante o período de investigação ainda ocorrem nos dias atuais, apesar da existência de um contexto político diferente. Segundo o texto, “a prática de detenções ilegais e arbitrárias, tortura, execuções, desaparecimentos forçados e mesmo de ocultação de cadáveres não é estranha à realidade brasileira contemporânea” e crescem os números de denúncias de casos de tortura.
Diante dessas conclusões, o relatório final da CNV traz 29 recomendações, divididas em três grupos: medidas institucionais, iniciativas de reformulação normativa e de seguimento das ações e recomendações dadas pela comissão.
Entre as recomendações estão, por exemplo, questões como a determinação da responsabilidade jurídica dos agentes públicos envolvidos nessas ações, afastando a aplicação da Lei da Anistia (Lei 6.683/1979) por considerar que essa atitude “seria incompatível com o direito brasileiro e a ordem jurídica internacional, pois tais ilícitos, dadas a escala e a sistematicidade com que foram cometidos, constituem crimes contra a humanidade, imprescritíveis e não passíveis de anistia”.
A CNV recomenda também, entre outros pontos, a desvinculação dos institutos médico-legais e órgãos de perícia criminal das secretarias de Segurança Pública e das polícias civis, a eliminação do auto de resistência à prisão e o estabelecimento de um órgão permanente para dar seguimento às ações e recomendações feitas pela CNV.
Em suas mais de 3 mil páginas, o documento traz ainda informações sobre os órgãos e procedimentos de repressão política, além de conexões internacionais, como a Operação Condor e casos considerados emblemáticos como a Guerrilha do Araguaia e o assassinato da estilista Zuzu Angel, entre outros. O volume 2 do documento traz informações sobre violações cometidas contra camponeses e indígenas durante a ditadura.
A Comissão Nacional da Verdade foi instalada em 2012. Criada pela Lei 12.528/2011, a CNV será extinta no dia 16 de dezembro.
Fonte - Agência Brasil  10/12/2014

China inaugura trem de alta velocidade entre Xangai e Cantão

Transportes sobre trilhos

A abertura da nova linha está entre as novidades anunciadas recentemente pelas autoridades ferroviárias de Xangai, que contará a partir deste mês com 32 novas rotas de trem de alta velocidade em direção a cidades do interior chinês, como Huaihua (província de Hunan) e Nanchang (Jiangxi) e Nanning (Guangxi).

EFE
foto-ilustração/article
A China irá inaugurar na quarta-feira um trem de alta velocidade que unirá seus dois principais polos econômicos, Xangai (leste) e Cantão (sudeste), trajeto que terá 6h51 de duração.
O trajeto feito pelo trem de alta velocidade entre duas das principais cidades da China será nove horas menor do que o realizado pela ferrovia convencional e terá o dobro do tempo de uma viagem de avião.
A abertura da nova linha está entre as novidades anunciadas recentemente pelas autoridades ferroviárias de Xangai, que contará a partir deste mês com 32 novas rotas de trem de alta velocidade em direção a cidades do interior chinês, como Huaihua (província de Hunan) e Nanchang (Jiangxi) e Nanning (Guangxi).
Todas estas rotas, incluindo a que parte para Cantão, cerca de 1,2 mil quilômetros de distância, sairão da estação de Hongqiao, que compartilha localização e instalações com o aeroporto internacional do mesmo nome, o menor dos dois comerciais da cidade, ao oeste da capital econômica da China.
A essas novas linhas se somará algumas das rotas de alta velocidade já existentes rumo a várias cidades nos extremos do país, como Harbin (Heilongjiang, nordeste), Shenzhen (Cantão, sudeste) e Lhasa (Tibete, oeste), e que passarão de trens rápidos, com paradas no caminho, a trens diretos a partir de amanhã.
A China tem a maior rede de ferrovias de alta velocidade do mundo, com mais 11 mil quilômetros, e as autoridades planejam seguir acrescentando lances, de modo que este meio de transporte chegue a todas as capitais provinciais do país.
Fonte - Revista Ferroviária  09/12/2014

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Simefre destaca o desempenho acima do esperado da indústria ferroviária

Economia

De acordo com o Sindicato, as previsões de investimentos elevados por parte das concessionárias ferroviárias de carga, assim como esforços do governo federal para melhoria da mobilidade urbana e as alterações na área econômica mantêm a indústria otimista para 2015, apesar da previsão de um ano difícil e de mudanças.

Agência Estado
foto - ilustração
A indústria ferroviária teve desempenho acima das expectativas em 2014, tanto em termos de carga quanto de passageiros, segundo dados do Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre). De acordo com o Sindicato, as previsões de investimentos elevados por parte das concessionárias ferroviárias de carga, assim como esforços do governo federal para melhoria da mobilidade urbana e as alterações na área econômica mantêm a indústria otimista para 2015, apesar da previsão de um ano difícil e de mudanças.
Até outubro deste ano, foram entregues 4.067 vagões, número que deve alcançar 4.500 vagões até o fim de 2014, ante previsão inicial de 3.500. Na comparação com 2013, quando foram entregues 2280 vagões, o volume quase dobrou. Nos primeiros dez meses de 2014, foram entregues 52 locomotivas, número considerado muito baixo, mas que deve chegar ao total de 80 no ano, mantendo o volume de 2013. O mercado de carros de passageiros entregou 320 carros até outubro, com previsão de fechar o ano em 394, o que representa alta de 80% em relação aos 219 carros entregues em 2013.
Segundo o Simefre, os investimentos previstos para os anos de 2014 a 2016 estão entre R$ 400 milhões e R$ 600 milhões. A entidade ressaltou que o governo manteve os incentivos já concedidos anteriormente, como a desoneração da folha de pagamentos e o Reintegra. No entanto, o sindicato não espera a manutenção dos financiamentos em condições tão competitivas para 2015 e torce para que o governo federal implemente o Programa de Renovação da Frota de Vagões e Locomotivas.
"A indústria ferroviária instalada no Brasil é competitiva. Há, entretanto, variáveis que têm que ser levadas em consideração, como a valorização excessiva do real e a instabilidade na flutuação do câmbio", apontou o vice-presidente do Simefre, Luiz Fernando Ferrari.

Perspectivas
O setor prevê mudanças para o próximo ano, principalmente em razão da nova equipe econômica da presidente Dilma Rousseff. "O ano de 2015 vai ser difícil, então é uma previsão bem realista repetir tanto no mercado interno, quanto no externo, o desempenho deste ano", afirmou César Pissetti, diretor comercial de ferrovias da Randon e vice-presidente do Simefre. A entidade estima para 2015 a produção e entrega de cerca de 4 mil vagões (75 para exportação), 90 locomotivas (10 para exportação) e 420 carros de passageiros (90 para exportação), com faturamento levemente superior ao de 2014.
Fonte - Revista Ferroviária  09/12/2014

Governadores eleitos do Nordeste terminam a Carta da Paraíba

Política

Sai a Carta da Paraíba - Governadores eleitos do Nordeste terminam documento com propostas para o Nordeste a ser encaminhado ao governo federal

Diário de Pernambuco
C/informações de 
Thiago Neuenschwander
Governadores eleitos do Nordeste estiveram hoje
reunidos na Paraíba./Foto-Thiago Neuenschwander 
A Carta da Paraíba, como foi chamado o documento elaborado hoje em reunião entre os governadores eleitos do Nordeste, em João Pessoa, apresenta 15 sugestões ao governo federal. Sob a justificativa de estarem "renovando o compromisso de buscarem políticas sociais que distribuam renda e estabeleçam mobilidade social ascendente para milhões de pessoas", os nove chefes e futuros chefes de estado admitem, na carta, que as desigualdades só serão combatidas se todos estiverem juntos nesta luta.
Na construção do que chamaram de "agenda positiva e convergente a todos os estados" da região, eles sugeriram, entre outras coisas, fontes de financiamento para a saúde que garantam a elevação do patamar de atendimento à população; a votação, pelos ministros do Supremo Tribunal federal (STF) do mérito da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) 4917, que permite a entrada em vigor da Lei de royalties do petróleo; a redefinição do papel da União com a construção de uma política nacional que contemple a modernização das Forças de Segurança dos estados (polícias militar, civil e bombeiros) e um plano nacional integrado de combate às drogas e armas; investimentos na infraestrutura logística de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos do Nordeste; a criação de uma linha de crédito especial - a Proinveste Nordeste - no primeiro trimestre de 2015 para investimento em infraestrutura nos estados, e reforço à política educacional de qualificação do ensino básico e de expansão do ensino técnico e superior.
A reunião, que começou pouco mais das 10h, terminou às 13:40h. Assinaram o documento o governador reeleito da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), o governador eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), o governador eleito de Alagoas, Renan Filho (PMDB), o governador eleito da Bahia, Rui Costa (PT), o governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), o governador eleito do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), o governador eleito do Piauí, Wellington Dias (PT) e o governador eleito de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSB).
Fonte - Diário de Pernambuco  09/12/2014

Obras de transposição do rio São Francisco,70% já estão quase prontas

Transposição do São Francisco

Quase 70% das obras de transposição do São Francisco estão prontas - Na visita técnica realizada na última segunda-feira, a comitiva de autoridades e técnicos sobrevoou Mauriti, no Ceará

Ultima Hora - DN
As obras de transposição do Rio São Francisco
envolvem ao todo mais de 11 mil trabalhadores
ELIZÂNGELA SANTOS
O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e membros da Comissão Externa do Senado, responsável por acompanhar o Projeto de Integração do Rio São Francisco realizaram, na última segunda-feira, nova visita técnica às obras do empreendimento. A comitiva passou pelos municípios paraibanos de Monteiro e São José de Piranhas, além de sobrevoar a região de Mauriti, no Ceará.
O grupo cumpriu agenda pela manhã no Eixo Leste, em Monteiro, na Paraíba, e acompanhou de perto a execução do túnel Engenheiro Giancarlo de Lins Cavalcanti (antigo túnel Monteiro) e da galeria Monteiro, outra estrutura de engenharia. São quase 130 trabalhadores atuando em dois turnos de serviço (dia e noite) para execução das estruturas que contam com 84 máquinas em operação. O túnel possui mais de 150 metros escavados e terá três quilômetros de extensão.
A partir de janeiro, a produtividade do túnel será ampliada. "Vamos reforçar essa frente com mais máquinas para que tenhamos o dobro da execução física, com escavações na entrada e na saída do túnel", afirmou o ministro Francisco Teixeira durante a vistoria.
No período da tarde, a comitiva seguiu para o Eixo Norte do Projeto, com sobrevoo nas obras que passam por Mauriti, no Ceará, e São José de Piranhas, na Paraíba. Uma das estruturas em construção na Paraíba é a barragem Boa Vista, com equipes trabalhando 24 horas por dia e 173 equipamentos em funcionamento.
Para o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo, a avaliação do andamento das obras é "muito positiva" - essa visita técnica foi a última antes da elaboração, pelo grupo, de relatório anual sobre o empreendimento.
Fonte - Diário do Nordeste  09/12/2014

Ferryboat: movimento segue intenso em Bom Despacho

Travessia marítima

De acordo com a concessionária do sistema de travessia, seis ferries estão em operação: Ana Nery, Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Rio Paraguaçu, Juracy Magalhães Júnior e Pinheiro.

A Tarde
Da Redação
O movimento de usuários do Ferry Boat segue intenso no Terminal de Bom Despacho, na ilha de Itaparica, desde a manhã desta terça-feira, 9.
De acordo com a concessionária do sistema de travessia, seis ferries estão em operação: Ana Nery, Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Rio Paraguaçu, Juracy Magalhães Júnior e Pinheiro.
Enquanto as embarcações Zumbi dos Palmares e Dorival Caymmi realizam operação assistida. Já no Terminal de São Joaquim, em Salvador, o fluxo de passageiros e veículos flui com normalidade.
Fonte - A Tarde  09/12/2014

Estados Unidos revelam métodos de tortura da CIA

Internacional

O trabalho é fruto de uma investigação que durou mais de três anos, entre 2009 e 2012, com o objetivo de revelar detalhes sobre o programa criado em segredo pela CIA para interrogar os detidos suspeitos de ligações com a Al Qaeda e que incluía simulações de afogamento e privação de sono.

Da Agência Lusa
foto-ilustração/Wikipédia 
O Senado norte-americano divulgou hoje (9) relatório sobre os métodos de tortura utilizados pela CIA (a agência de inteligência dos Estados Unidos) depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, motivando críticas entre os republicanos que receiam reações violentas em todo o mundo.
As medidas de segurança foram reforçadas nas instalações diplomáticas e bases militares norte-americanas antes da publicação do relatório que, no entanto, omite o conteúdo mais sensível.
O trabalho é fruto de uma investigação que durou mais de três anos, entre 2009 e 2012, com o objetivo de revelar detalhes sobre o programa criado em segredo pela CIA para interrogar os detidos suspeitos de ligações com a Al Qaeda e que incluía simulações de afogamento e privação de sono.
"O presidente acredita que é importante que seja publicado, para que as pessoas dos Estados Unidos e de todo o mundo compreendam exatamente o que se passa", explicou Josh Earnest, porta-voz de Barack Obama, que acabou com o programa quando chegou à Casa Branca em janeiro de 2009.
Reconhecendo que não há "um bom momento" para publicar um documento desse tipo, Josh Earnest disse ser indispensável a sua divulgação para assegurar que os fatos não voltem a ocorrer.
O relatório foi aprovado, em dezembro de 2012, por uma comissão do Senado que, em abril deste ano, votou a favor da divulgação de um resumo de 500 páginas.
Fonte - Agência Brasil  09/12/2014

ALL / Rumo - Parecer de superintendência do Cade vai contra união

Logística

A proposta de fusão da ALL com Rumo a envolve a formação de uma gigante do setor de logística no Brasil avaliada em cerca de 11 bilhões de reais. A proposta de fusão da ALL com Rumo a envolve a formação de uma gigante do setor de logística no Brasil avaliada em cerca de 11 bilhões de reais.

Reuters 

São Paulo - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) informou nesta terça-feira que a superintendência-geral do órgão de defesa da competição identificou preocupações concorrenciais sobre a fusão entre a transportadora ferroviária ALL e a Rumo Logística, do grupo de infraestrutura e energia Cosan.
Com isso, a superintendência impugnou a operação que prevê a incorporação da ALL pela Rumo perante o tribunal do Cade.
A proposta de fusão da ALL com Rumo a envolve a formação de uma gigante do setor de logística no Brasil avaliada em cerca de 11 bilhões de reais.
A ALL é a maior operadora ferroviária do Brasil. A Rumo, do grupo Cosan, atua no mercado de serviços de logística multimodal para exportação de açúcar pelo Porto de Santos.
Após consultar o mercado sobre a operação, a superintendência-geral concluiu em parecer que a união pode gerar riscos de limitação de acesso à infraestrutura da nova empresa, assim como práticas discriminatórias em relação aos demais usuários, apesar dos potenciais efeitos benéficos em termos de ampliação da capacidade ferroviária.
O parecer destaca que a Cosan, controladora da nova empresa, utilizaria a ferrovia para transporte de carga própria e que a companhia fruto da união entre ALL e Rumo deteria o controle de toda a cadeia logística de exportação de granéis vegetais pelo Porto de Santos (SP).
"Nesse contexto, a empresa tem evidente capacidade de adotar condutas que coloquem em desvantagem rivais atuantes nas mais diversas etapas dessa cadeia", diz o parecer.
A superintendência pondera que eventuais estratégias discriminatórias, possivelmente difíceis de detectar, poderiam criar dificuldades de funcionamento e aumento de custos para concorrentes em setores fundamentais da economia, como a exportação de commodities agrícolas, a distribuição de combustíveis e a prestação de serviços logísticos.
Além disso, considera que a operação vai contra o novo modelo proposto para as próximas concessões ferroviárias, que propõe a separação entre o detentor da infraestrutura e o prestador de serviço de transporte ferroviário.
Com o fim da fase de análise do caso no âmbito da superintendência do Cade, o tribunal do órgão tomará uma decisão final sobre a aprovação ou reprovação do acordo e sobre a adoção de eventuais condições a serem atendidas pelas companhias para afastar preocupações concorrenciais.
A recomendação da superintendência saiu depois que o Cade reprovou a compra do grupo latino-americano produtor de PVC e soda Solvay Indupa pela Braskem, em meados de novembro.
Em comunicados enviados ao mercado, a ALL e a Cosan Logística disseram que o parecer publicado pela superintendência não é vinculante e que "seguirão buscando uma solução negociada junto ao tribunal do Cade".
As decisões do tribunal podem ser aplicadas unilateralmente ou mediante acordo com as companhias, disse o Cade. O conselheiro Gilvandro Araújo será relator do caso.
O Cade tem prazo de 240 dias após a notificação do ato de concentração, ocorrida em 21 de julho, para tomar uma decisão final, prorrogáveis por mais 90 dias.
No início de novembro, a Cosan Logística havia informado que recebeu aprovação da Agência Nacional de Transportes (ANTT) para o negócio, mas que o Cade declarou a incorporação como "complexa", determinando a realização de diligências para aprofundar análise sobre operação.
No parecer, a superintendência cita manifestação de uma empresa contrária à fusão, que afirma que "diversas práticas já estariam ocorrendo e poderiam ser agravadas com a alteração de incentivos decorrentes da operação". Entre as práticas citadas no relatório estão "preferência de vagões próprios em detrimento de cargas de terceiros, alteração de programação de carregamento nos terminais, descumprimento de prazos e corte de programação".
Além disso, o parecer cita que "vários terceiros consultados" ressaltam que discriminação pode ocorrer em "tarifas acessórias de carregamento, descarregamento, manobra e armazenagem", que não são reguladas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Terceiros interessados
Dezesseis companhias e entidades ingressaram como terceiras interessadas no processo no Cade, expressando preocupações por conta do eventual domínio da Cosan na contratação de espaços da ferrovia da ALL.
Em documento entregue ao Cade, entidades do Paraná como a Fecomércio, por exemplo, pediram que fossem incorporados "critérios de limitação da ocupação de capacidade por grupo econômico, especialmente com subsidiárias dos controladores" nos trechos em que a demanda supere a oferta.
Outra companhia que demonstrou preocupações sobre a eventual fusão foi a Fibria, cuja celulose produzida em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, é transportada até o Porto de Santos por ferrovias da ALL. Em documento entregue ao Cade, a Fibria disse temer que a nova empresa tenda a privilegiar sua própria rentabilidade, em detrimento dos contratos em vigor com outras companhias.
Apesar da notícia já esperada ter sido considerada negativa por participantes do mercado, os papéis da ALL e da Cosan Log avançavam na Bovespa nesta sessão, liderando as altas do Ibovespa, na contramão da tendência geral.
Na véspera, data do parecer da superintendência que foi divulgado nesta terça-feira, a ação da ALL caiu 4,88 por cento e a da Cosan Log recuou 7,22 por cento.
Fonte - STEFZS  09/12/2014

Paris - Prefeitura vai proibir circulação de veículos na área central da cidade

Mobilidade

Plano antipoluição quer eliminar totalmente a circulação de motores movidos a diesel até 2020.“Nos quatro distritos centrais de Paris, à exceção de bicicletas, ônibus, táxis, os únicos veículos permitidos serão os de residentes, carros de entregas e de emergência”, disse ela ao semanário francês, acrescentando que o plano antipoluição será discutido no Conselho de Paris em 9 de fevereiro.

O Globo
foto - ilustração/Pregopontocom
A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, quer banir completamente da cidade os gases emitidos por motores movidos a diesel até 2020. Para isso, ela anunciou, em entrevista ao “Journal du Dimanche” (“JDD”) neste fim de semana, que vai proibir a circulação de veículos nos quatros arrondissenments centrais da capital francesa:
“Nos quatro distritos centrais de Paris, à exceção de bicicletas, ônibus, táxis, os únicos veículos permitidos serão os de residentes, carros de entregas e de emergência”, disse ela ao semanário francês, acrescentando que o plano antipoluição será discutido no Conselho de Paris em 9 de fevereiro.
A proibição entrará em vigor inicialmente nos fins de semana, mas rapidamente deverá ser expandida para todos os dias da semana, segundo a prefeita. “Quero agir de forma eficaz, rápida e vigorosa”, disse Anne. “Porque a poluição é um tema maior, um grave problema de saúde pública, em particular para as populações mais vulneráveis.”
Além do problema da poluição, a prefeitura quer aliviar o trânsito na cidade. A área central de Paris engloba uma densidade populacional elevada para os padrões das cidades europeias. Os quatro arrondissements em questão, que formam uma importante região turística, enfrentam congestionamentos crônicos.
Em seu plano para erradicar o diesel das ruas de Paris, a prefeita quer estabelecer eixos de circulação reservados a veículos próprios. “A cartografia do ar de Paris mostra que a poluição de partículas se concentra em torno da periferia e em alguns eixos que criam um efeito chamado de cânios. Esses corredores de poluição só serão autorizados aos veículos de ultra baixa emissão e proibido aos demais. Me refiro à rue de Rivoli, aos Champs-Élysées... Isso será feito inicialmente de forma experimental.

Invertendo a lógica
A prefeita lembrou que o uso da bicicleta como meio de transporte já está bem assentado na cultura parisiense. Ela acrescentou que o número de quilômetros de ciclovias será dobrado até 2020, por meio de “um plano bastante ambicioso”, que custará € 100 milhões ao longo de sua gestão. A ideia é permitir a integração de todas as portas de Paris, “mas também uma grande ligação Norte-Sul e outra Lest-Oeste”.
“Também quero estimular a bicicleta elétrica, estimulando a compra do Vélib. Tecnicamente, é viável. Também vamos desenvolver um projeto de instalação de postos para recarregar carros elétricos”, disse a prefeita prometendo assistência financeira também para a criação de garagens para bicicletas.
De certo modo, a proposta de Anne Hidalgo inverte uma lógica de planejamento urbano que vigorou nas principais metrópoles do mundo desde o fim do século XIX, com foco nos automóveis. Uma das principais preocupações dos formuladores de política pública para as cidades era o escoamento do tráfego. Assim, a construção de avenidas, bulevares, viadutos, pontes, muitas vezes implicando a demolição de bairros inteiros, se sobrepôs a políticas de habitação e o desenvolvimento sustentável dos bairros.
Além da poluição do ar, esse raciocínio estimulou o transporte individual e esgotou as possibilidades de escoamento, gerando engarrafamentos crônicos em várias áreas da cidade. A inversão dessa lógica, por outro lado, coloca em questão a qualidade dos meios de transporte público e formas alternativas, como ciclovias. Não é à toa que mobilidade passou a ser uma das questões centrais das metrópoles neste início de século XXI.
Matéria originalmente publicada no jornal O Globo
Fonte - Cidades Sustentáveis  08/12/2014


Veja Também

MOBILIDADE URBANA Soluções Viáveis em Salvador
Centro da Cidade
- Um sistema de VLT no centro da cidade,ligando a Pça. da Sé ao C.Grande/Canela, usando todo o percurso em via dupla na Rua Chile e na Av. Sete no corredor compreendido entre a Praça Castro Alves até próximo ao Campo Grande (Casa D'Itália) proibindo o estacionamento e restringindo-se a circulação de veículos no local no período compreendido entre as 7:00hs e as 21:00hs,sendo permitido nesse horário apenas a circulação de táxis bicicletas,veículos de serviços e moradores cadastrados e autorizados....
A Baixa do Sapateiros
- O estacionamento e a circulação de veículos ao longo de toda via na Baixa dos Sapateiros ( Barroquinha/Arquidabã) sofreria restrição total no período das 7:00hs até as 21:00hs. Nesse horário apenas circulariam além do VLT, veículos de serviços,táxis,bicicletas e moradores cadastrados e autorizados.O alargamento das calçadas em toda extensão da via,com dispositivos para melhorar a acessibilidade e circulação de pedestres irá possibilitar uma melhoria no fluxo das pessoas com mais conforto e segurança além de trazer também consequentemente,benefícios para o comercio local....