sábado, 19 de julho de 2014

Mais de 300 palestinos morreram em 12 dias de ofensiva israelense em Gaza

Internacional

Somente nas primeiras 24 horas da incursão terrestre, mais de 70 palestinos morreram nos ataques, concentrados nos bairros do Norte e do Sul da Faixa de Gaza.

Da Télam
foto - ilustração
Em 12 dias de ofensiva israelense na Faixa de Gaza, 330 palestinos morreram e mais de 2.400 ficaram feridos. As vítimas, em sua maioria, são civis.
Segundo fontes médicas, o número de mortes aumentou muito desde a noite de quinta-feira (17), quando o Exército de Israel iniciou uma ofensiva terrestre, que se soma aos bombardeios da Aviação e da Marinha de Guerra.
Somente nas primeiras 24 horas da incursão terrestre, mais de 70 palestinos morreram nos ataques, concentrados nos bairros do Norte e do Sul da Faixa de Gaza.
Na noite passada, a violência foi particularmente intensa nos bairros de Beit Lahia e Beit Janun, onde um obus das forças israelenses matou oito pessoas de uma mesma família. No Sul da Faixa de Gaza, uma das áreas mais castigadas por terra, mar e ar, três pessoas morreram em um bombardeio noturno.
Na localidade de Jan Yunis, também no Sul da região, quatro pessoas morreram e cinco ficaram feridas na noite de ontem (18). Em Rafah, perto da fronteira com o Egito, os mortos em ataques israelenses chegaram a uma dezena.
As crianças, que são quase metade da população da Faixa de Gaza, também são vítimas do conflito entre os israelenses e palestinos: cerca de 80 menores de idade morreram desde que começaram as hostilidades.
Fonte - Agência  Brasil  19/07/2014

Proposta cria cota para material nacional na construção de ferrovias

Economia

A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Viação e Transportes; de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Agência Câmara de Notícias

Pelo menos 75% do material gasto com trilhos e outros componentes da malha ferroviária nacional poderão ser obrigatoriamente produzidos no Brasil. A medida está prevista no Projeto de Lei 6778/13, do deputado Beto Albuquerque (PSB-RS).
O deputado acredita que a proposta deve estimular o crescimento do setor no País, além de ajudar a melhorar a infraestrutura de transportes nacional.
Como pode o Brasil, segundo maior produtor e exportador de minério de ferro do mundo, não ter uma fábrica de trilhos para enfrentar os problemas de logística e mobilidade que impactam no crescimento econômico e na qualidade de vida das cidades?, questionou Albuquerque.
Pelo texto, o percentual mínimo deverá ser cumprido apenas quando houver fornecedor nacional com capacidade para atender à demanda por trilhos dos trechos ferroviários. Mesmo assim, a regra só precisa ser cumprida se o preço do produto local for mais barato ou até 25% mais caro que a média dos concorrentes internacionais. Essa média será atestada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.
Fonte - STEFZS 19/07/2014

Alemanha e Rússia aceitam investigação independente sobre queda de avião

Internacional

Os dois, que falaram ao telefone, "acordaram que uma comissão internacional e independente, dirigida pela Organização de Aviação Civil das Nações Unidas, deve rapidamente ter acesso ao local do acidente para aclarar as circunstâncias do acidente", segundo uma declaração do governo alemão.

Da Agência Lusa
foto montagem - ilustração
A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente russo, Vladimir Putin, acordaram hoje promover uma investigação internacional sobre o alegado abate de um avião da Malaysia Airlines no espaço aéreo ucraniano.
Os dois, que falaram ao telefone, "acordaram que uma comissão internacional e independente, dirigida pela Organização de Aviação Civil das Nações Unidas, deve rapidamente ter acesso ao local do acidente para aclarar as circunstâncias do acidente", segundo uma declaração do governo alemão.
As autoridades germânicas afirmaram ainda que "as duas partes sublinharam a importância de uma investigação completa e objetiva de todas as circunstâncias relacionadas com o que aconteceu".
O Boeing 777 da Malaysia Airlines, que fazia a ligação entre Amsterdã e Kuala Lumpur, sob o número MH17, caiu quinta-feira na Região Leste da Ucrânia com 298 pessoas a bordo, depois de, alegadamente, ter sido atingido por um míssil que a comunidade internacional diz ter sido disparado pelos rebeldes pró-russos.
A Rússia exigiu hoje da Ucrânia respostas sobre o abate do avião da Malaysia Airlines, numa zona controlada pelos separatistas ucranianos pró-russos, acusando o Governo de Kiev de ser o responsável.
Por seu lado, o Governo ucraniano acusou também hoje os rebeldes pró-russos, suspeitos de terem abatido o avião, de "procurarem destruir, com o apoio da Rússia, as provas deste crime internacional".
Fonte - Agência Brasil  19/07/2014

Andar pelas calçadas em Salvador é uma operação de risco para a saúde

Salvador

Em horário de pico, principalmente, é possível encontrar inúmeras pessoas se arriscando ao caminhar pela pista, por não ter espaço na calçada, além de alguns carros tomarem parte da lateral da pista. Como se não bastassem, veículos passam em alta velocidade na pista, e chegam a reclamar das pessoas nas ruas.

Rayllanna Lima - TB
Arquivo - Pregopontocom
Lixo, buracos e objetos atrapalhando a passagem de pedestres, veículos estacionados e carcaça de carros nas calçadas ainda são comuns na capital baiana, apesar do empenho da Prefeitura para fazer a fiscalização. Basta dar um giro na cidade para perceber as irregularidades. Com a situação, transeuntes são obrigados a caminhar pela pista, ficando vulneráveis a acidentes.
A Rua Djalma Dultra é um exemplo de local onde é possível encontrar essas irregularidades. Do início ao fim da rua, carros ficam estacionados em passeios, lixos espalhados pelas calçadas, buracos e objetos são encontrados no caminho dos pedestres.
Em horário de pico, principalmente, é possível encontrar inúmeras pessoas se arriscando ao caminhar pela pista, por não ter espaço na calçada, além de alguns carros tomarem parte da lateral da pista. Como se não bastassem, veículos passam em alta velocidade na pista, e chegam a reclamar das pessoas nas ruas.
“Já quase fui atropelada aqui, enquanto ia para o trabalho. Quando não é carro no passeio, é lixo impedindo a passagem. Sem falar nos diversos buracos que têm nas calçadas. É uma vergonha!”, exclamou a faxineira, Diana da Silva, 42.
Outra queixa de muitos transeuntes da Djalma Dultra é relacionada aos passeios que se encontram com buracos, entulhos, e objetos que dificultam a passagem. No início dessa semana, um trabalhador da região caiu dentro de um buraco e torceu o pé. “Não tinha sinalização nenhuma, me descuidei e caí. Por sorte não fraturei o pé, mas com a torção estou estou impossibilitado de trabalhar”, disse Crispiniano Oliveira, 56.
Já no bairro de Mussurunga, uma das maiores queixas é a presença de carcaças de carros pela rua. “Em cada 5 metros deve ter pelo menos uma carcaça aqui. Não sei de onde vem tanto carro. O pior de tudo são as oficinas que não têm espaço para guardar os carros, e deixam espalhados pela rua”, disse um morador que preferiu não se identificar.
“Uma vez vi um rapaz estacionando o carro, e questionei o lugar. Ele disse que o mesmo direito que eu tinha de passar por ali, ele tinha também”, contou a vendedora Eliane Soares, na Djalma Dultra.
Diferente do que pensa o motorista questionado por Eliane, estacionar em passeios é infração grave. A fiscalização da Operação Tolerância Zero, realizada pela Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador), foi intensificada em toda a cidade.
De acordo com o órgão, o condutor que for autuado poderá ter seu carro removido para o pátio, além de tomar multa de cinco pontos na carteira, por estacionamento proibido. O condutor autuado terá que desembolsar R$ 264,25 para a taxa de reboque, somada às diárias de permanência no pátio, que custa R$ 42,28. Além da multa por estacionamento em local proibido no valor de R$ 127,69.
O veículo pode ser retirado do pátio pelo proprietário, mediante apresentação do documento do carro e Carteira de Habilitação e pagamento da(s) diárias(s) e reboque.
Fonte - Tribuna da Bahia  19/07/2014

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Janot defende impugnação do registro da candidatura de Arruda ao governo do DF

Política

Arruda poderá ter o diploma de governador cassado em função da condenação. "Houve a impugnação do registro com base na Lei da Ficha Limpa. - Segundo o procurador (Rodrigo Janot), mesmo se tiver o registro de candidatura aceito pelo Tribunal de Regional Eleitoral (TRE) e for eleito, Arruda poderá ter o diploma de governador cassado em função da condenação.

André Richter 
Repórter da Agência Brasil 
foto - ilustração
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu hoje (18) a impugnação do registro da candidatura de José Roberto Arruda (PR) ao governo do Distrito Federal (DF). Arruda tem a candidatura contestada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) com base na Lei da Ficha Limpa, norma que impede que condenados em segunda instância se candidatem. Janot participou de um café da manhã com jornalistas.
Segundo o procurador, mesmo se tiver o registro de candidatura aceito pelo Tribunal de Regional Eleitoral (TRE) e for eleito, Arruda poderá ter o diploma de governador cassado em função da condenação. "Houve a impugnação do registro com base na Lei da Ficha Limpa. O que se discute é que essa ausência de condenação em segundo grau se deu em razão de um obstáculo judicial, criado pelo próprio candidato. Esse realmente é um ponto que vamos ter que discutir juridicamente. Mas, isso não impede o recurso contra expedição de diploma, porque isso é uma causa de inelegibilidade posterior”, disse Janot.
Filiado ao PR, Arruda é candidato ao governo do DF pela coligação União e Força e, apesar da condenação, pode concorrer normalmente às eleições até o julgamento definitivo do pedido de candidatura.
No dia 9 de julho, a 2ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) manteve a condenação do ex-governador do Distrito Federal por improbidade administrativa, em processo iniciado como desdobramento das investigações da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, que desvendou o esquema de corrupção conhecido como mensalão do DEM, em 2009.
O advogado do candidato, Francisco Emerenciano, contesta a ação do MPE. Segundo ele, a condenação não tem alcance sobre a candidatura, pois a jurisprudência dos tribunais eleitorais é que a inelegibilidade é aferida no momento do pedido de registro, feito antes do julgamento que manteve a condenação de Arruda.
A polêmica sobre a validade do registro do candidato é em relação a Lei das Eleições (Lei 9.504/97). Segundo a norma, as condições de inelegibilidade são aferidas no momento do pedido de registro da candidatura, feito na semana passada, quando o recurso de Arruda ainda não tinha sido julgado. Além disso, a suspensão dos direitos políticos só vale após o trânsito em julgado, o fim do processo.
A entrega do registro não garante a participação do político nas eleições. Após parecer do MPE, os pedidos são julgados por um juiz eleitoral, que verifica se todas as formalidades foram cumpridas.
Fonte - Agência Brasil  18/07/2014

Impasse de licitação de ônibus em Salvador pode chegar ao fim.....

Transportes

Usuários querem melhoria do serviço e definição de disputa entre prefeitura e estado - O pedido de intermediação do MP-BA é, segundo Ribeiro, para evitar a judicialização. "Agora, vamos estudar os impactos e ver quais medidas tomamos. Acho que judicializar é complicado. Mas, se for necessário, vamos fazê-lo.... 

Anderson Sotero - A Tarde
Joá Souza | Ag. A TARDE
O colegiado da Entidade Metropolitana - criada há cerca de um mês - planeja solicitar ao Ministério Público do Estado (MP-BA) a intermediação no embate entre prefeitura de Salvador e governo do estado acerca do processo licitatório do transporte público da capital. O objetivo é evitar a judicialização.
A decisão foi tomada nesta quinta-feira, 17, durante a primeira reunião do colegiado da entidade, com o governador Jaques Wagner e prefeitos de 11 dos 13 municípios que compõem a autarquia.
O prefeito ACM Neto, que havia divulgado que não reconhece a legalidade do projeto de lei que criou a entidade, não compareceu. O prefeito de São Sebastião do Passé também não participou.
Estiveram na reunião os prefeitos de Camaçari, Lauro de Freitas, Simões Filho, Candeias, Dias D'Ávila, Itaparica, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, São Francisco do Conde e Vera Cruz.
A portas fechadas, eles debateram por três horas. Deliberaram que quatro prefeitos (de Camaçari, Simões Filho, Lauro de Freitas e Candeias) e o secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), Manuel Ribeiro, secretário-geral interino da entidade, vão se reunir na próxima terça-feira, 22.
O objetivo da reunião será estudar os impactos da licitação do transporte público de Salvador na região metropolitana.
No último dia 10, o prefeito ACM Neto recebeu um ofício do governador que pedia a suspensão do processo licitatório. Neto, no entanto, manteve a concorrência pública e criticou a intervenção do estado no município.
O pedido de intermediação do MP-BA é, segundo Ribeiro, para evitar a judicialização. "Agora, vamos estudar os impactos e ver quais medidas tomamos. Acho que judicializar é complicado. Mas, se for necessário, vamos fazê-lo. Acho mais fácil a gente solicitar do MP-BA a intermediação, para tentar se fazer um termo de ajustamento do conduta (TAC) entre as partes. Mas o TAC não depende só da gente", destacou.

Críticas
Ribeiro disse, ainda, que o prefeito "não está entendendo bem a entidade" e que o edital não prevê integração com outros municípios. O modelo de maior outorga também é criticado. O governo estadual entende que seria melhor a modalidade de menor valor da tarifa.
A promotora pública Rita Tourinho afirmou que o órgão está aberto ao diálogo com o estado, mas que não vê necessidade de um TAC. "A licitação já vem sendo trabalhada e o estado já conhecia há muito tempo. O Setps (sindicato das empresas de ônibus) sempre teve resistência à licitação e não queria que fosse pela outorga", afirmou.
"Antes de ser secretário, Manuel Ribeiro participou em dezembro do ano passado de reunião no MP-BA representando o Setps. Ele havia sido contratado para prestar consultoria para esta licitação e defendeu o posicionamento do Setps. Meu receio é que as empresas se aproveitem deste momento para impedir a licitação", destacou.
Ela lembrou, ainda, da licitação do sistema ferryboat, que foi feito com base na outorga. "Não existe nenhum estudo que aponte que, no caso do transporte, a menor tarifa seria a melhor modalidade porque não há garantia de que com isso se teria o menor preço", destacou.
A promotora exemplificou: "Se o teto fosse R$ 2,80, as empresas poderiam se reunir e estabelecer R$ 2,75 e não teríamos a menor tarifa e nem o município arrecadaria. Segundo o edital, o município deve investir o valor da outorga em mobilidade. Se a preocupação do secretário for realmente a integração, a licitação em curso não impede que isto seja feito".
O secretário Manuel Ribeiro rebateu. "Na qualidade de consultor, tive reunião não com o MP, mas com a promotora, para explicar um estudo econômico encomendado pelo Setps. Sou engenheiro civil e, portanto, nada demais que, estando no setor privado, prestasse consultoria na área de transportes", afirmou, por meio de nota.
"É um equívoco dizer que, na época, os empresários seriam contrários à licitação. Eles a queriam, para terem segurança jurídica. Para quem conhece a situação, pode-se dizer que nesta licitação é 'mudar tudo para não mudar nada'. Mesmos empresários, mesma tarifa, mesma integração e mesma mobilidade", frisou. O presidente do Setps, Horácio Brasil, foi procurado pela reportagem, mas não foi localizado.
Fonte - A Tarde  18/07/2014

Palestinos contabilizam 24 mortos desde início da ofensiva terrestre israelense

Internacional

Entre as vítimas palestinas, três adolescentes, de idades entre os 12 e 16 anos, foram mortos hoje (18) por tiros de tanques israelenses perto de Beit Hanun, no Norte da Faixa de Gaza, segundo o porta-voz dos serviços de emergência local, Ashraf Al Qudra.

Da Agência Lusa 
foto - ilustração
Vinte e quatro palestinos foram mortos desde o início da ofensiva terrestre lançada na quinta-feira (17) por Israel em Gaza, elevando para 265 o número de mortos palestinos no décimo primeiro dia da operação israelense. Um soldado israelense foi morto no curso desta ofensiva, tornando-se a décima segunda vítima de Israel, desde o início das hostilidades.
Entre as vítimas palestinas, três adolescentes, de idades entre os 12 e 16 anos, foram mortos hoje (18) por tiros de tanques israelenses perto de Beit Hanun, no Norte da Faixa de Gaza, segundo o porta-voz dos serviços de emergência local, Ashraf Al Qudra.
Cinco pessoas, entre os quais um bebê de cinco meses, foram mortos por tiros israelenses em incidentes na cidade de Rafah, no Sul de Gaza. Segundo o centro palestino para os direitos humanos, situado em Gaza, os civis representam mais de 80% por cento das vítimas da ofensiva lançada por Israel para tentar acabar com os lançamentos de mísseis da milícia muçulmana Hamas, que controla a Faixa de Gaza.
Pelo menos 1.920 palestinos foram feridos desde o início da operação israelense, em 8 de julho. Cerca de 1.164 mísseis foram lançados em direção a Israel desde o início das hostilidades e 320 foram interceptados pelo Sistema de Defesa Antimísseis conhecido como Redoma de Ferro, segundo o exército israelense.
Fonte - Agência Brasil  18/07/2014

Lei da Ficha limpa terá "aplicação plena e integral", diz procurador-geral

Ficha Limpa

O procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, considerou alto o número de impugnações com base na Lei da Ficha Limpa e disse que vai defender a aplicação da norma na íntegra para evitar brechas. “Nós vamos ter uma atuação bastante forte para que a Lei da Ficha Limpa se consolide em prol da democracia e em prol da sua aplicação. No que depender do Ministério Público Eleitoral, a lei terá aplicação plena e integral”, afirmou.

André Richter
Repórter da Agência Brasil
foto - ilustração
O Ministério Público Eleitoral (MPE) já impugnou 1.850 registros de candidaturas às eleições em todo o país. De acordo com balanço parcial divulgado hoje (18), cerca de 20% delas (367) foram com base na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados em segunda instância pela Justiça. O número de impugnações deve aumentar até o levantamento final, previsto para o fim deste mês.
O procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, considerou alto o número de impugnações com base na Lei da Ficha Limpa e disse que vai defender a aplicação da norma na íntegra para evitar brechas. “Nós vamos ter uma atuação bastante forte para que a Lei da Ficha Limpa se consolide em prol da democracia e em prol da sua aplicação. No que depender do Ministério Público Eleitoral, a lei terá aplicação plena e integral”, afirmou.
Os dados se referem à análise de 20 mil candidaturas, feita por 26 procuradorias regionais e pelo Distrito Federal. Faltam ainda as informações de São Paulo, estado com o maior número de candidaturas.
Após o fim do prazo para registro na Justiça Eleitoral, no dia 5 de julho, as procuradorias eleitorais tiveram cinco dias para impugnar as candidaturas que apresentaram irregularidades. Em outubro, cerca de 30 mil candidatos devem concorrer aos cargos de deputado estadual e federal, senador, governador e presidente da República.
A entrega do registro não garante a participação do político nas eleições. Após parecer do MPE, os pedidos são julgados por um juiz eleitoral, que verifica se as formalidades foram cumpridas.
Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido pela Justiça Eleitoral, os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos, como previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/97).
O primeiro turno do pleito deste ano será em 5 de outubro. O segundo será realizado no dia 26, nos casos de eleições para governador ou à Presidência da República em que o primeiro colocado não obter 51% dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos.
Fonte - Agência Brasil  18/07/2014

Empresa chinesa vai disputar ferrovias no Brasil

Ferrovias

A China Railway Construction Corporation (CRCC) assinou com a empreiteira Camargo Corrêa um termo de acordo para estudar a formação de consórcios para disputar leilões de concessões de trechos de ferrovias.

FolhaPress
foto - ilustração
A visita do presidente da China, Xi Jinping, rendeu ao Brasil um acordo entre empresas dos dois países para explorar ferrovias no território brasileiro.
A China Railway Construction Corporation (CRCC) assinou com a empreiteira Camargo Corrêa um termo de acordo para estudar a formação de consórcios para disputar leilões de concessões de trechos de ferrovias.
Os estudos para o leilão já estão prontos, mas não foram levados à frente porque o governo vinha tendo dificuldades em encontrar interessados na licitação.
Outros cinco trechos de ferrovias devem ser estudados pelos chineses como potencial de investimentos no Brasil nos próximos anos.
A China tem interesse em investir em infraestrutura no Brasil para facilitar exportações de produtos brasileiros para seu território, como grãos e minério de ferro.
Fonte - Revista Ferroviária  18/07/2014

Travessias de Mar Grande e Morro de São Paulo voltam a operar sem restrição

Travessia marítima

A Astramab (Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia) tem a previsão de que o movimento cresça a partir do meio dia, com o embarque no Terminal Náutico daqueles que vão passar o final de semana nas localidades da Ilha de Itaparica. 

TB
foto - ilustração
O movimento de passageiros nos terminais da travessia Salvador-Mar Grande é tranquilo nesta sexta-feira (18). O sistema opera hoje sem qualquer restrição, depois de passar a semana fazendo paradas momentâneas por conta da maré baixa. Oito embarcações estão em tráfego, fazendo horários de saída de meia em meia hora.
A Astramab (Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia) tem a previsão de que o movimento cresça a partir do meio dia, com o embarque no Terminal Náutico daqueles que vão passar o final de semana nas localidades da Ilha de Itaparica. O sistema está funcionando desde às 5h e o encerramento das operações está previsto para as 20 horas, último horário saindo de Salvador – de Mar Grande para a capital, a última saída será às 18h30.
Os catamarãs da linha Salvador-Morro de São Paulo também voltaram a operar sem restrições. O movimento de procura e venda de passagens é bom no Terminal Náutico, sendo que o catamarã das 8h30 zarpou com lotação completa. As próximas saídas vão acontecer às 9h, 10h30, 13h e 14h30. Do Morro de São Paulo para a capital os horários são: 9h, 9h30, 12h30 e 15h.
A passagem custa R$ 75 e a viagem dura 2 hora e 20 minutos. As escunas do “Passeio às Ilhas” da Baía de Todos-os-Santos também estão funcionando com boa procura pelos turistas. O tour inclui paradas na Ilha dos Frades e em Itaparica e o retorno a Salvador acontece às 17h30m. A tarifa é R$ 40.
Fonte - Tribuna da Bahia  18/07/2014

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Quatro aeroportos no interior da Bahia serão ampliados

Bahia

O aeroporto de Barreiras (no oeste) será o primeiro a passar por intervenções - Os primeiros municípios contemplados pelo programa serão Barreiras (oeste), Irecê (centro-sul), Lençóis (centro) e Teixeira de Freitas (extremo sul).

Priscila Machado - A Tarde
Miriam Hermes | Ag. A TARDE
Quatro aeroportos do interior da Bahia serão ampliados, por meio do Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos Regionais, desenvolvido pela Secretaria da Aviação Civil (SAC) da Presidência da República.
O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira, 16, pelo ministro-chefe da SAC e também ministro da Aviação, Moreira Franco, durante reunião com o governador da Bahia, Jaques Wagner, na sede da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).
Os primeiros municípios contemplados pelo programa serão Barreiras (oeste), Irecê (centro-sul), Lençóis (centro) e Teixeira de Freitas (extremo sul). Conforme o ministro, os terminais aéreos destas cidades passaram pelas fases de elaboração de cenários por projetistas, análise de estudos técnicos e partem para a fase da licitação das obras.
"Temos pressa. Por isso, o projeto deverá ser elaborado em três ou quatro semanas, para que o edital seja lançado", disse Franco.
O ministro também revelou que um aeroporto será construído em Santo Antônio de Jesus (a 184 km da capital). Mas não forneceu detalhes sobre o andamento deste projeto ou sobre a previsão de publicação do edital.

Barreiras
O aeroporto de Barreiras, a 858 km de Salvador, será o primeiro a passar por intervenções. A autorização foi assinada em abril pelo ministro. O investimento da obra será de R$ 56,1 milhões.
O estudo preliminar prevê que a extensão da pista de embarque e desembarque aumente de 1.600 metros para 1.950 metros. Já o terminal de passageiros, que hoje compreende uma área de 469 metros quadrados, passará a ter 2.160 metros quadrados.
A reforma de ampliação do terminal aéreo de Barreiras estava em discussão há cerca de cinco anos.
De acordo com a assessoria da SAC, a Infraero possui um anteprojeto executivo, o que vai facilitar o início da reforma. Além disso, não há empecilhos legais e ambientais para o início dos trabalhos naquele município.
Questionado sobre o atraso das obras em aeroportos como Ilhéus e Vitória da Conquista, Jaques Wagner disse que os motivos foram as exigências do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
"Eu percebo que o ministro tem vontade de decidir as coisas de maneira rápida. Acho que a licitação desses quatro terminais não vai demorar a ser publicada", disse.
O investimento total da ampliação da aviação baiana será de R$ 548 milhões, sendo R$ 39,9 milhões para o terminal de Irecê, R$ 17,3 milhões para Lençóis e R$ 55,3 milhões para Teixeira de Freitas.
Os aeroporto de Barreiras e Irecê serão os únicos a ter as pistas de embarque e desembarque ampliadas. O de Irecê terá ampliação de 90 m. Os quatro aeroportos terão os terminais de passageiros ampliados pelo projeto.
Fonte - A Tarde  17/07/2014

Software permite controle do Aeromovel pelo celular

Transportes sobre trilhos

A tecnologia foi desenvolvida pela empresa Elipse Software, sediada também em Porto Alegre. O chamado Elipse Mobile funciona em complementação ao sistema E3, da mesma empresa, responsável pela operação a distância.

RF
foto - ilustração
O Aeromovel de Porto Alegre, em operação desde agosto do ano passado e que conta com tecnologia driverless (sem operador), adotou antes da Copa do Mundo um sistema que permite seu monitoramento pelo celular.
A tecnologia foi desenvolvida pela empresa Elipse Software, sediada também em Porto Alegre. O chamado Elipse Mobile funciona em complementação ao sistema E3, da mesma empresa, responsável pela operação a distância. A diferença é que nesse caso não é necessário que o funcionário esteja na sala de operações. Os operadores podem monitorar o E3 pelo celular.
É possível, segundo a empresa desenvolvedora, acompanhar todas as variáveis monitoradas pelo E3, como velocidade, freios, tensão, posicionamento e abertura/fechamento de portas do trem, tudo via um tablet ou smartphone.
O software está em funcionamento no trem A100 do Aeromovel, veículo para 150 passageiros, e a intenção das empresas é que seja utilizado no novo A200, com capacidade para 300 passageiros. O Aeromovel de Porto Alegre é operado pela Trensurb e liga, em aproximadamente 800 metros, o Terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho à estação de trem Aeroporto.
Fonte - Revista Ferroviária  17/07/2014

Ministério Público pede desarquivamento de Ação contra ALL

Notícias ferroviárias

Deve ser com base nessa decisão, e também nos últimos fatos que evidenciaram a necessidade de medidas para evitar mais acidentes envolvendo os trens da ALL, que o Ministério Público de Jales está solicitando o desarquivamento da ação.

A Tribuna/Regiao Noroeste

Jales - Os graves acidentes envolvendo os trens da América Latina Logística-ALL, que resultaram, nos últimos dias, na morte de duas pessoas, uma em Jales e outra em Estrela D`Oeste, levaram a Promotoria de Justiça de Jales a emitir uma Nota de Esclarecimento ao Público, onde, entre outras coisas, informa que está solicitando o desarquivamento de uma ação civil pública ajuizada em 2008, na qual o Ministério Público pede providências para limitar a circulação e manobras dos trens da empresa na zona urbana de Jales.
Na ocasião, o MP local levou em consideração os históricos transtornos causados à cidade, decorrentes da poluição sonora e do risco à vida dos munícipes, para ajuizar – através do promotor de justiça, André Luís de Souza – a ação civil pública que objetivava equacionar os graves problemas causados pela ALL à população urbana. Entre outras coisas, o promotor pedia a retirada da linha férrea do perímetro urbano de Jales, com a realização de obras para mudança do contorno ferroviário.
A ação pedia, ainda, no caso de os trilhos continuarem no mesmo lugar, que fosse providenciada a devida sinalização em passagens de níveis, com a colocação de cancelas e sinalizações de solo e verticais, com o objetivo de evitar riscos à segurança e à vida dos munícipes. Julgada em junho de 2009, pelo juiz da 3ª Vara Judicial de Jales, José Geraldo Nóbrega Curitiba, a ação e todos os pedidos feitos através dela, foram considerados improcedentes.
De acordo com a sentença, “a existência da ferrovia no local em que se encontra, representa fato consumado anterior mesmo à instalação do município de Jales, anterior também à criação de sua zona urbana e ao próprio plano diretor da cidade”. O juiz ressaltou, à época, que “a hipótese não revela estar presente o perigo de grave lesão a ordem, a saúde ou a segurança dos munícipes, não se mostrando razoável, em primeira análise, a suspensão ou restrição das atividades daquelas ferrovias no município de Jales”.
Curitiba considerou, também, que o Ministério Público não teria legitimidade processual para propor pedidos relativos à sinalização e isolamento de passeios, ao longo do perímetro urbano da ferrovia. Inconformado com o entendimento de Curitiba, o Ministério Público interpôs recurso junto ao TJ-SP, o qual foi julgado improvido (rejeitado). Apesar de confirmar a improcedência da ação, o TJ-SP fez algumas ressalvas à sentença de Curitiba, deixando claro que a questão de segurança e sinalização do trânsito de veículos e pessoas deve ser uma preocupação permanente da autoridade de trânsito e da Prefeitura Municipal.
Além disso, o relator do recurso, desembargador Torres de Carvalho, contrariando o entendimento de Curitiba – que baseou sua tese em precedente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais - reconheceu a legitimidade do Ministério Público para propor a ação. “O precedente citado pelo juiz foi revisto pelo Superior Tribunal de Justiça, que reformou a decisão (do TJ-MG) para reconhecer a legitimidade ativa do Ministério Público...”, escreveu o relator.
Deve ser com base nessa decisão, e também nos últimos fatos que evidenciaram a necessidade de medidas para evitar mais acidentes envolvendo os trens da ALL, que o Ministério Público de Jales está solicitando o desarquivamento da ação.
Fonte - STEFZS  17/07/2014

Brasil e China firmam acordos nas áreas de energia e aviação civil

Internacional

Dilma e Xi Jinping assinaram ainda memorando de entendimento para cooperação e intercâmbio de dados de observação da terra e acordo para promoção de investimento de cooperação industrial e de tecnologia da informação. 

Ana Cristina Campos e Ivan Richard 
Repórteres da Agência Brasil 
A presidente Dilma Rousseff recebe o presidente
da China, Xi Jinping. O encontro ocorre um dia depois
do enceramento da 6ª Cúpula do Brics
Wilson Dias/Agência Brasil
A presidenta Dilma Rousseff e o presidente da China, Xi Jinping, assinaram hoje (17) cerca de 30 atos em áreas como aviação civil, energia, sistema financeiro, infraestrutura, educação, mineração, tecnologia, resseguros, construção e agricultura. Um dos acordos prevê a compra de 60 aeronaves da Embraer pela China.
Dilma e Xi Jinping assinaram ainda memorando de entendimento para cooperação e intercâmbio de dados de observação da terra e acordo para promoção de investimento de cooperação industrial e de tecnologia da informação. Para aprimorar o Sistema de Proteção da Amazônia, os dois países assinaram protocolo na área de tecnologia da informação e sensoriamento remoto.
Na área consular, Brasil e China firmaram acordo para facilitar a emissão de visto de negócios para cidadãos dos dois países. Pelo acordo, o visto terá três anos de validade e permite a permanência no país por até 180 dias.
Em educação, brasileiros e chineses firmaram entendimento para incentivar a difusão do mandarim no Brasil em universidades federais e cursos online. Também foi firmado acordo para oferta de estágio na China para estudantes do Programa Ciência sem Fronteiras.
No setor energético, foi assinado acordo de cooperação estratégica entre Eletrobras, Furnas e as empresas chinesas China Three Gorges Corporation e CWEI Participações para incremento de cooperação na construção da Hidrelétrica do Rio Tapajós.
De acordo com o Palácio do Planalto, Dilma e Jinping assinaram acordo pra promoção de investimento e cooperação industrial. O instrumento visa à interação de empresas e instituições financeiras dos dois países nas áreas de energia, mineração, infraestrutura, indústria e agricultura. Prevê também uma reunião anual com representantes do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio e a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma. Em infraestrutura, também foi assinado memorando de entendimento sobre cooperação para elaboração de projetos ferroviários.
Depois de encontro no Palácio do Planalto, Dilma e Jinping encontram-se com empresários dos dois países, no Palácio Itamaraty, no encerramento da reunião do Conselho Empresarial Brasil-China.
À tarde, também no Itamaraty, ocorre a reunião de cúpula Brasil-China-Quarteto da Celac-Países da América do Sul-México. O quarteto da Comunidade dos Estados Latinos-Americanos e Caribenhos (Celac) é formado por Chile, Antígua Barbuda, Cuba e Costa Rica.
À noite, os presidentes participam de um evento que comemora os 40 anos de relações diplomáticas entre Brasil e China no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.
Ontem, Dilma e Jinping participaram com 14 chefes de Estado do segundo dia de reuniões da 6ª Cúpula do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) que teve a participação dos presidentes da América do Sul.
Fonte - Agência Brasil  17/07/2014

Número de refugiados da Ucrânia na Rússia já chega a quase dois milhões

Internacional

Situação está gerando grande preocupação para o governo russo -  Desde o início do conflito entre forças do governo e grupos separatistas, a Rússia contabiliza 1,9 milhão de pessoas vindas da Ucrânia instaladas em seu território.

DR

O diretor do Serviço Federal de Migração da Rússia, Konstantin Romodanovsky, informou que, em 1º de abril deste ano, mais de 500 mil cidadãos ucranianos entraram em território russo como refugiados. Desde o início do conflito entre forças do governo e grupos separatistas, a Rússia contabiliza 1,9 milhão de pessoas vindas da Ucrânia instaladas em seu território.
Para a Rússia, este é um motivo de grande preocupação, pois, a medida em que os conflitos se intensificam no sul e no leste da Ucrânia, mais aumenta o número de ucranianos em busca de refúgio na Federação Russa.A quantidade de pessoas vindas da Ucrânia que entra na Federação Russa aumenta a cada dia.
Fonte - Diário da Russia  17/07/2014

Governo ucraniano admite que avião desaparecido pode ter sido abatido

Internacional

“Nós não excluímos a ideia de que a aeronave em questão tenha sido abatida”, informou a presidência do país, por meio de nota.

Paula Laboissière
Repórter da Agência Brasil 
foto ilustração - IG
O governo da Ucrânia admitiu há pouco a possibilidade de que o avião da Malaysia Airlines, desaparecido hoje (17), possa ter sido abatido. “Nós não excluímos a ideia de que a aeronave em questão tenha sido abatida”, informou a presidência do país, por meio de nota.
“O presidente da Ucrânia expressou suas profundas e mais sinceras condolências aos amigos e parentes dos mortos nesta terrível tragédia. Todas as ações possíveis de busca e resgate estão sendo conduzidas”, acrescentou o comunicado, que destacou a criação de uma comissão para investigar o caso.
Mais cedo, a companhia aérea informou apenas que uma de suas aeronaves está desaparecida. De acordo com a empresa, o último contato com o voo MH17, que partiu de Amsterdã com destino a Kuala Lumpur, foi feito quando o avião sobrevoava a Ucrânia.
Por meio do Twitter, a Malaysia Airlines informou que mais detalhes sobre o caso serão divulgado em breve.
Fonte - Agência Brasil  17/07/2014

quarta-feira, 16 de julho de 2014

MPE contesta registro de candidatura de Arruda e Perci Marrara

Política

Segundo o MPE, Arruda está enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede candidaturas de condenados pela segunda instância da Justiça. No dia 9 de julho, a 2ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) manteve a condenação do ex-governador do Distrito Federal por improbidade administrativa.

André Richter 
Repórter da Agência Brasil 

O Ministério Público Eleitoral (MPE) impugnou hoje (16) o registro de dois candidatos ao governo do Distrito Federal (DF). De acordo com o órgão, José Roberto Arruda (PR) e Perci Marrara (PCO) não podem concorrer às eleições de outubro. Ao todo, 21 candidaturas são questionadas no DF. Mesmo com a ação, os candidatos poderão fazer campanha normalmente até decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Segundo o MPE, Arruda está enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede candidaturas de condenados pela segunda instância da Justiça. No dia 9 de julho, a 2ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) manteve a condenação do ex-governador do Distrito Federal por improbidade administrativa.
O advogado do candidato, Francisco Emerenciano, contesta a ação do MP Eleitoral. Segundo ele, a condenação não tem alcance sobre a candidatura, pois a jurisprudência dos tribunais eleitorais é que a inelegibilidade é aferida no momento do pedido de registro, feito antes do julgamento que manteve a condenação de Arruda.
A candidatura de Perci Marrara ao governo do DF também foi impugnada. Segundo o órgão, ela não prestou contas da campanha à Câmara dos Deputados, em 2010. A Lei Eleitoral exige que os candidatos estejam quites com a Justiça Eleitoral para concorrer. A Agência Brasil não conseguiu contato com o diretório regional do PCO. A assessoria de imprensa do PCO Nacional informou que vai acionar o departamento jurídico. A entrega do registro não garante a participação do político nas eleições. Após parecer do MPE, os pedidos são julgados por um juiz eleitoral, que verifica se todas as formalidades foram cumpridas.
Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido pela Justiça Eleitoral, os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos, como previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/97).
Fonte - Agência Brasil   16/07/2014

Óleo vegetal bromado: o perigo dos refrigerantes, isotônicos e outros alimentos industrializados

Saúde

Conheça sobre esse ingrediente que está tão presente em nossas vidas e os riscos que causa em nossa saúde Usado na indústria química como retardante de chamas em espumas de móveis, o BVO é muito utilizado na indústria alimentar e em grande quantidade, pode vir a ser prejudicial à saúde....

RA

O óleo vegetal (de milho ou soja) pode ser muito utilizado na indústria alimentar e química, principalmente quando são adicionados átomos de bromo em sua estrutura. Com essa adição, o novo composto, chamado de óleo bromado ou óleo vegetal de bromo (BVO, na sigla em inglês - brominated vegetal oil), fica muito mais denso (chegando a ser tão denso quanto a água), isso porque os átomos de bromo são muito mais pesados que os átomos de carbono ou hidrogênio.
Usado na indústria química como retardante de chamas em espumas de móveis, o BVO é muito utilizado na indústria alimentar. Alimentos cozidos, farinhas para padarias, conservantes e corantes contém elevado nível de bromato, mas são os refrigerantes e isotônicos, principalmente aqueles de sabor citrus, que se destacam por conter o óleo vegetal bromado que, em grande quantidade, pode vir a ser prejudicial à saúde. O óleo vegetal de bromo atua como aditivo estabilizante, a fim de evitar que outros ingredientes se separem durante o processo de fabricação, garantindo assim a estabilidade, cor e o sabor da bebida.
Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso de óleo vegetal bromado em bebidas não alcoólicas é permitido, respeitado o limite máximo exigido de 0,0015 g/100 ml. Apesar da FDA, órgão de vigilância sanitária dos EUA, ter retirado esse ingrediente da lista de ingredientes seguros, algumas indústrias ainda utilizam o composto com baixa restrição.
No entanto, devido aos inúmeros riscos causados pelo brometo, a tendência é que asindústrias de bebidas comecem a substituir o BVO por ingredientes similares, mas menos prejudiciais. O acetato isobutirato de sacarose (SAIB) é derivado do açúcar de cana e já vem sendo usado pelas indústrias devido à característica estabilizante, e aresina éster de glicerol para a conservação da bebida - esses ingredientes, que são encontrados em gomas de mascar, já estão substituindo o óleo vegetal bromado nas indústrias de bebidas.

Efeitos na saúde
O excesso de Bromo no organismo pode desencadear diversos riscos à saúde dos consumidores. Ele compete com os mesmo receptores que são usados para captar iodo pelo organismo, portanto quanto mais bromo no corpo, menos iodo será absorvido. Dessa forma o organismo não consegue fixar a quantidade de iodo que necessita para a produção do hormônio da tireoide. A falta de iodo, consequentemente, irá causar problemas como hipotiroidismo.
O bromo tem ainda outros efeitos tóxicos no organismo. Ele atua como depressor do sistema nervoso central, causando distúrbios de memória, enfraquecimento, tremores e pode desencadear sintomas psicológicos, como paranoia aguda e outros sintomas psicóticos. A intoxicação pelo excesso de bromo no corpo é chamada de bromismo que pode ser ocasionada quando seu consumo ultrapassa a quantidade de 0,05 g/100 ml e é identificada pelos seguintes sintomas:
• Perda de apetite e dor abdominal;
• Fadiga;
• Rash cutâneo e acne severo;
• Arritmias cardíacas;
• Infertilidade;
• Hipotiroidismo.
Para reverter esses sintomas, é recomendado ingerir vitamina C, iodo e sal não refinado. E claro, a consulta ao médico é imprescindível em caso de apresentação de alguns dos sintomas.
Devido aos riscos que esse ingrediente pode causar na saúde humana, é aconselhável evitar consumir elevadas doses de produtos que contenham brometo, como osrefrigerantes, principalmente os citrus e isotônicos, que não somente têm óleo vegetal de bromo, como também altas concentrações de açúcares que podem causar obesidade. Verificar os rótulos dos refrigerantes e produtos alimentares que contém conservantes e corantes antes de consumi-los é uma maneira fácil para determinar a existência de bromo e evitá-lo. Opte por alimentos orgânicos sempre que possível.
Fonte - Revista Amazônia  16/07/2014

Presença sul-americana no Brics reforça aliança do Brasil com a região

Internacional

Alguns minutos antes da reunião, a presidenta Dilma Rousseff declarou que a intenção era replicar o modelo do encontro na África do Sul. “Fizemos a reunião com países africanos e faremos aqui com países da Unasul, que também é muito importante para o relacionamento com o Brics”, explicou.

Carolina Gonçalves
Repórter da Agência Brasil 
Segunda sessão de trabalho da 6ª Reunião de Cúpula do Brics
com a participação dos presidentes de países da América do Sul
 José Cruz/Agência Brasil
A presença dos líderes sul-americanos no segundo dia da 6ª Reunião de Cúpula do Brics ameniza possíveis indisposições regionais provocadas por rumores de que o Brasil estaria se afastando do continente e priorizando negociações e acordos com o bloco, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Hoje (16), os 12 países da América do Sul participam das discussões, no Palácio Itamaraty, em Brasília. O encontro começou com atraso de uma hora.
A sessão de trabalho que ocorre a portas fechadas criou ambiente para que líderes da Argentina, Colômbia, Venezuela e Bolívia, por exemplo, manifestem anseios e demandas prioritárias no cenário internacional.
Alguns minutos antes da reunião, a presidenta Dilma Rousseff declarou que a intenção era replicar o modelo do encontro na África do Sul. “Fizemos a reunião com países africanos e faremos aqui com países da Unasul, que também é muito importante para o relacionamento com o Brics”, explicou.
Os países da América do Sul não têm, por exemplo, perspectiva de serem beneficiados diretamente pela principal medida aprovada na cúpula do Brics. A criação do Banco de Desenvolvimento do Brics, formalizada em Fortaleza, só deve impactar a região sul-americana a longo prazo. Projetos priorizados por Brasil, Rússia, Índia e China podem repercutir, indiretamente, nas economias de todos os vizinhos brasileiros.
Dilma reforçou a previsão de que, num primeiro momento, os países que não compõem o bloco não poderão se beneficiar diretamente da instituição recém-criada, mas “quero dizer que o banco sequer foi formado. Sempre olharemos com muita generosidade os nossos empréstimos. Eles serão feitos com padrão de boa gestão. Ninguém vai sair por aí [emprestando] nem é este o papel do banco do Brics. De fato ele [o banco] reflete um mundo mais multipolar”, declarou a presidenta.
Na prática, as operações do banco não devem impactar imediatamente nem mesmo o bloco, já que os empréstimos só devem estar disponíveis em dois anos, depois que os parlamentos de cada um dos quatro países aprovar a criação e as regras da instituição.
Às 13h30, a presidenta Dilma Rousseff oferece um almoço em homenagem aos chefes de Estado que participam do encontro e à noite, com o fim da Cúpula do Brics, os líderes devem participar de um coquetel oferecido pelo governo brasileiro no Itamaraty.
Amanhã, o Itamaraty segue com a agenda de encontros com líderes que ainda permanecerão em território brasileiro. Além dos sul-americanos, o trabalho será ampliado com os representantes do Quarteto da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), formado por Chile, Antígua Barbuda, Cuba e Costa Rica.
Fonte - Agência Brasil  16/07/2014

Itália perdeu 1 milhão de postos de trabalho

Economia

Entre 2008 e 2013, o nível de desemprego saiu de 6,7% para 12,2% e entre os jovens, o número é ainda maior: de 21,3% para 40%. 

Agência ANSA
foto ilustração - Pregopontocom
A crise na economia italiana não para de bater recordes negativos. Um estudo divulgado nesta terça-feira (16) pela União Italiana do Trabalho (Uil, na sigla em italiano) mostrou que, nos últimos seis anos, foram perdidos mais de um milhão de postos de trabalho.
Entre 2008 e 2013, o nível de desemprego saiu de 6,7% para 12,2% e entre os jovens, o número é ainda maior: de 21,3% para 40%. A pesquisa mostrou ainda que uma em cada três pessoas que estão em idade para trabalhar viveu alguma forma de sofrimento ou insegurança no emprego.
Dados divulgados na última segunda-feira (14) pelo Instituto de Estatísticas Italiano mostraram que, por culpa da crise no país, um em cada 10 italianos vive na pobreza "absoluta", ou seja, sem nenhum tipo de renda. São seis milhões de pessoas vivendo sem trabalho.
Fonte - Jornal do Brasil  16/07/2014

PRE solicita impugnação de 30 candidatos na Bahia

Eleiçoes

Candidatos impugnados não podem participar da eleição - Sete concorrem à vaga de deputado federal e os demais a de deputado estadual. 

A Tarde
Da Redação
Iracema Chequer | Ag. A TARDE 
A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA) solicitou a impugnação de registro de 30 candidatos no estado. Sete concorrem à vaga de deputado federal e os demais a de deputado estadual. A relação dos candidatos impugnados está disponível no site da PRE. O órgão analisou 982 pedidos de registro de candidatura na Bahia.
As ações levam em consideração a Lei de Ficha Limpa (nº 135/2010), que não permite que candidatos com "ficha suja" participem das eleições. O principal problema encontrado na Bahia foram políticos que tiveram as contas rejeitadas pelos Tribunal de Contas da União, Estado e Municípios.
A Justiça Eleitoral deve analisar as ações de impugnação propostas pela PRE. Os candidatos com registros impugnados têm sete dias para entrar com recurso.
Fonte - A Tarde  16/07/2014

Inflação medida pelo IGP-10 cai em julho

Economia

Os dados do IGP-10 foram divulgados hoje (16) pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas. Com o resultado de julho, a inflação acumulada no ano fechou julho em 2,26%, 

Nielmar de Oliveira 
Repórter da Agência Brasil 
Inflação medida pelo IGP-10 fica negativa em julho
Marcello Casal / Agência Brasil
Embora tenha fechado julho negativa em 0,56%, a inflação medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) ficou 0,11 ponto percentual maior do que a variação de junho (-0,67%). Em julho de 2013, a variação foi positiva em 0,43%. O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.
Os dados do IGP-10 foram divulgados hoje (16) pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas. Com o resultado de julho, a inflação acumulada no ano fechou julho em 2,26%, enquanto a acumulada nos últimos 12 meses (a taxa anualizada) passou a 5,55%.
O resultado foi puxado pela alta dos preços ao produtor, com o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), passando de -1,41% para -1,03%, alta de 0,38 ponto percentual de junho para julho. Houve forte influência na maior variação de preços do grupo bens finais, que fechou julho com taxa de variação de -0,82%, ante -1,45% de junho.
Já o índice do grupo bens intermediários registrou variação de -0,24%, também superior aos -0,35% de junho. Todos os subgrupos apresentaram aceleração, com destaque para suprimentos, cuja taxa de variação passou de -0,77% para -0,12%.
Já a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,24%, em julho, mostrando retração de preços ante 0,39% de junho. Nesse caso, sete das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo nas taxas de variação. O principal destaque partiu do grupo habitação (de 0,58% para 0,42%).
Apresentaram decréscimo ainda as taxas de variação dos grupos educação, leitura e recreação (de 0,75% para 0,27%); alimentação (de 0,13% para 0,01%); despesas diversas (de 1,19% para 0,33%); transportes (de 0,21% para 0,16%); saúde e cuidados pessoais (de 0,56% para 0,53%); e comunicação (de 0,20% para 0,06%).
O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) também registrou, em julho, taxa de variação abaixo do resultado do mês anterior, ao cair de 1,78% para 0,58%. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,39%, contra os 0,49% do mês de junho. Já o índice que representa o custo da Mão de Obra registrou variação de 0,74%. No mês anterior, este índice registrou alta de 2,98%.
Fonte - Agência Brasil 16/07/2014

terça-feira, 15 de julho de 2014

Copa 2014 atraiu um milhão de turistas estrangeiros e mais de três milhões de brasileiros







Banco de Desenvolvimento do Brics terá sede em Xangai e presidente indiano

Internacional

O capital inicial autorizado do banco será US$ 100 bilhões e o capital subscrito do banco será US$ 50 bilhões, igualmente distribuídos entre os cinco países que integram o Brics. O primeiro escritório regional do banco será na África do Sul, a primeira direção da equipe de governadores será da Rússia e a primeira direção da equipe de diretores será do Brasil.


Daniel Lima e Sabrina Craide 
Enviados Especiais - Ag.Br.

A sede do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) será em Xangai, na China, e a primeira presidência do órgão será de um representante da Índia. O anúncio foi feito hoje (15) pela presidenta Dilma Rousseff após se reunir com os chefes de Estado dos países que compõem o bloco, em Fortaleza.
O capital inicial autorizado do banco será US$ 100 bilhões e o capital subscrito do banco será US$ 50 bilhões, igualmente distribuídos entre os cinco países que integram o Brics. O primeiro escritório regional do banco será na África do Sul, a primeira direção da equipe de governadores será da Rússia e a primeira direção da equipe de diretores será do Brasil. A presidência do banco será rotativa entre os integrantes do bloco.
O presidente Vladimir Putin, o primeiro-ministro
Narendra Modi, a presidenta Dilma Rousseff, o
 presidente Xi Jinping e o presidente Jacob Zuma,
 em foto oficial na 6ª Cúpula do Brics
 Marcelo Camargo/Agência Brasi
“O banco representa uma alternativa para as necessidades de financiamento de infraestrutura nos países em desenvolvimento, compreendendo e compensando a insuficiência de crédito das principais instituições financeiras internacionais”, disse Dilma.
O acordo sobre o Novo Banco de Desenvolvimento e o tratado para estabelecer o Arranjo Contingente de Reservas do Brics foram assinados pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, os ministros das Finanças da Índia e da África do Sul e pelo presidente do Banco Popular da China e do Banco Central da Rússia. O presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, compareceu ao evento ontem (14), mas hoje retornou a Brasília para reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).
Também foi assinado durante o evento hoje um memorando de entendimento para cooperação entre agências seguradoras de crédito a exportação do Brics e um acordo para cooperação sobre inovação entre bancos de desenvolvimento dos cinco países.
Fonte - Agencia Brasil  15/07/2014

BBC e a Copa no Brasil

BBC and the World Cup in Brazil



A autoria desse vídeo é da BBC Worldwide & BBC Match of the Day & I que abre mão da propriedade do material produzido.
É puramente por amor e respeito que a equipe de produção compartilha  esse trabalho com o mundo




The original text
This is copyright of BBC Worldwide & BBC Match of The Day & I in no way claim ownership of this material.
It is purely out of love & respect for the production team to share this with the world

Travessia marítima é suspensa por causa da maré baixa

Salvador

De acordo com a Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab), a parada acontece somente no sentido de Mar Grande para Salvador.

A Tarde
Da Redação

O sistema de travessia marítima Salvador-Mar Grande interrompe o atendimento até as 13h desta terça-feira, 15, por conta da maré baixa.
De acordo com a Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab), a parada acontece somente no sentido de Mar Grande para Salvador. No sentido inverso, as oito lanchas em operação realizam o transporte do terminal Náutico da Bahia, no Comércio, até o terminal do ferryboat, em Bom Despacho.
O último horário saindo de Salvador será às 20h e, de Mar Grande, às 18h30.
Assim como aconteceu nesta segunda, 14, a linha marítima Salvador-Morro de São Paulo opera com conexão em Itaparica, devido às condições desfavoráveis de navegação.
Os catamarãs saem do Terminal Náutico e atracam em Itaparica, de onde os passageiros seguem via terrestre até a Ponta do Curral, em Valença, e atravessam para Morro.
Fonte - A Tarde  15/07/2014

Desativação de Maria Fumaça prejudica turismo em Paraíba do Sul, RJ

Transportes sobre trilhos

Maria Fumaça desativada prejudica turismo em Paraíba do Sul, RJ - Passeio chegava a atrair quase 2 mil pessoas nos fins de semana. Secretaria de Turismo diz existe projeto para que o trem volte a funcionar.

G1

O abandono da Maria Fumaça, desativada há quase seis anos, fez com que Paraíba do Sul (RJ) perdesse um de seus principais atrativos turísticos. Esquecidos na estação central, os vagões dão sinais da falta de conservação.
A viagem, de 14 quilômetros, durava quase três horas. No caminho, os visitantes apreciavam a paisagem e também conheciam um pouco da história da estrada real. O passeio chegava a atrair quase 2 mil pessoas nos fins de semana. No trajeto do Centro até o Cavaru, na zona rural da cidade, os turistas faziam paradas nas estações ferroviárias. O movimento aquecia o comércio local. “Esperanças eu tenho, de voltar o trenzinho de novo e ser aquela mesma movimentação maravilhosa, porque o ganho é maior”, contou a artesã Ana Maria Ferreira Martins, que vendia seus trabalhos para complementar a renda.
A Secretaria de Turismo reconhece a importância da Maria Fumaça para o setor, e diz que existe um projeto para que o trem volte a funcionar. “A reativação da Maria Fumaça é uma das prioridades do governo atual, tanto que o próprio prefeito se empenha pessoalmente na execução desse projeto. Para o turismo, é de fundamental importância. Então, já estão bastante avançadas as negociações junto ao governo do estado e outros órgãos competentes, e também conversas com empresas privadas que possam viabilizar o projeto, financeiramente", explicou a secretária da pasta, Elaine Moura.
Fonte - STEFZS  15/07/2014

Ministério Público apura denúncia de desmatamento em área urbana de Salvador

Meio ambiente

Na manhã desta segunda, não havia ninguém trabalhando no local, nem fiscais da Sucom - Segundo moradores da região, já foram desmatados 2.800 metros quadrados no terreno, vizinho à Av. Luís Eduardo Magalhães

Anderson Sotero - A Tarde
Raul Spinassé | Ag. A TARDE
O Ministério Público da Bahia (MP-BA) apura a denúncia de desmatamento de uma área localizada na 3ª Travessa Saturno - entre o final de linha do Resgate e o bairro de Pernambués - para construção de uma suposta ONG.
Segundo moradores da região, já foram desmatados 2.800 metros quadrados no terreno, vizinho à Av. Luís Eduardo Magalhães. A obra, no entanto, não possui licença ambiental e está em Área de Regeneração Inicial (onde a vegetação está em recuperação). O caso foi levado ao MP-BA no último dia 10 e registrado na 5ª Promotoria de Meio Ambiente.
Conforme a assessoria, a promotora Ana Luzia Santana oficiou a Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut) e a Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom) no dia 11. Os órgãos têm até 20 dias úteis para responder ao MP-BA.
A Sucom informou que a obra foi interditada na última quinta-feira, por falta de alvará. "Os fiscais emitiram auto de infração e notificação para que o responsável paralisasse a intervenção imediatamente", destacou a assessoria.
Segundo a Sucom, o processo foi encaminhado ao Serviço de Cadastro Técnico, que analisará se a área é pública. Ressaltou que manterá "fiscalização permanente para assegurar que a determinação legal seja cumprida".
Ontem pela manhã, não havia trabalhadores no local, nem fiscais da Sucom. Quatro homens que estavam próximo disseram estar a serviço da Superintendência de Conservação e Obras Públicas do Salvador (Sucop). Eles afirmaram fazer testes, pois será construída uma via pavimentada ao lado da área desmatada. O órgão não confirmou a informação até o fechamento desta edição. .

Impacto ambiental
Moradores da área situada entre os condomínios Sistema Solar, em Pernambués, e Recanto dos Pássaros, no Resgate, reclamam do impacto ambiental da construção e do aterramento do riacho do Cascão, que passa pelo local.
No terreno, há paredes erguidas e com reboco incompleto e, ao redor, blocos, madeira e areia, além da ausência de vegetação. "A obra foi embargada pela Sucom, mas à noite eles continuam trabalhando. A gente quase não tem área verde como essa em Salvador. Eles estão usando uma estrutura que era da Embasa", destacou um morador e ambientalista que não quis ser identificado.
Segundo ele, o dono - identificado como Maurício -, há quatro anos, tenta dar andamento à construção da sede de ONG que trabalharia com jovens e ex-drogados. A Embasa confirmou, em nota, que, ali, funcionava uma estação de tratamento, mas a área foi devolvida ao Recanto dos Pássaros há 15 anos.
A assessoria da Semut informou que não foi concedida licença ambiental para a construção. Segundo o órgão, o suposto dono foi identificado, mas não comprovou a posse do terreno nem apresentou registro da ONG. A chave de um trator foi apreendida durante a inspeção.
Fonte - A Tarde  15/07/2014

Pegar um elevador está virando uma aventura cada vez mais arriscada

Salvador

As quedas de elevadores estão cada vez mais comuns na capital baiana - Além da quebra constante dos equipamentos, que fazem com que as pessoas tenham que subir vários andares a pé, questões como a paralisação dos elevadores enquanto ainda estão sendo utilizados, preocupa quem precisa fazer uso dos mesmos diariamente.

Chayenne Guerrero - TB
Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia
Um dos maiores riscos que se corre ao utilizar um desses estabelecimentos, é pegar um elevador com problemas de manutenção. Além da quebra constante dos equipamentos, que fazem com que as pessoas tenham que subir vários andares a pé, questões como a paralisação dos elevadores enquanto ainda estão sendo utilizados, preocupa quem precisa fazer uso dos mesmos diariamente.
Em casos extremos, a falta de manutenção ou um simples descuido pode colocar em risco a vida de quem utiliza os serviços. As quedas de elevadores estão cada vez mais comuns na capital baiana. Só em 2013 ocorreram 48 acidentes no Estado, 19 a mais que o ano anterior, quando foram computadas 29 quedas.
A aposentada Maria Conceição Araújo sentiu na pele durante 25 anos, os prejuízos causados pela falta de manutenção do equipamento, enquanto trabalhava no prédio do Instituto da Previdência, no bairro de Nazaré.
“Há alguns anos o que hoje é a Previdência, antes funcionava um hospital. Quando eu precisava atender uma emergência no térreo tinha que descer correndo do terceiro andar. Às vezes tinha mulheres em trabalho de parto, e nós tínhamos que descer e subir, imagine fazer uma grávida, pronta para dar a luz, subir vários lances de escada? E mesmo depois de tanto tempo a situação continua parecida. Em uma das visitas que eu fiz aqui, o elevador estava quebrado. Dei sorte que meu compromisso era no primeiro andar,” conta a aposentada.
Em janeiro deste ano um operário caiu de uma altura equivalente a duas lajes, no poço do elevador de uma obra e sofreu escoriações. A falta de manutenção ou um simples descuido pode ocasionar uma tragédia, como a que ocorreu em março deste ano. A jovem Valdiceia de Jesus Pereira, de 36 anos, caiu no poço do elevador de serviço do Shopping Itaigara e faleceu.
O maior número de acidentes fatais ocorre por desatenção dos usuários de elevadores, no momento que abrem a porta do andar sem que o equipamento tenha chegado. Se a porta abrir e a pessoa perder o equilíbrio ou entrar achando que a cabina está no andar, cairá no poço e, dependendo do andar que estiver, poderá sofrer um acidente grave ou fatal.
Outro tipo de acidente grave, quando há falha do equipamento, no momento que pessoas tentam abrir a porta do andar, quando o elevador já está partindo, no intuito de fazê-lo parar. Se a porta abrir e a pessoa tentar entrar, poderá ser guilhotinada pela movimentação da cabina.
De acordo com o gerente de filial da Atlas, rede de elevadores, Paulo Eduardo Carnelof, os elevadores ainda são considerados meios de transporte seguros “Basta que haja uma manutenção adequada. O recomendado é que pelo menos uma vez por mês seja feita uma vistoria com ajuste de lubrificação, e segurança,” explica.
Ainda segundo Carnelof, os elevadores têm prazo de validade. “Quando um aparelho chega aos 20 anos de uso é quando se deve começar a fazer uma modernização. Tanto estética quanto tecnológica. Afinal, os recursos de segurança usados naquela época de instalação do aparelho, já não valem mais,” relata o gerente.
Em nota, a Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom), informou que o encargo pelas vistorias dos elevadores de uso comercial e particular, são do síndico do prédio e da empresa responsável pelos equipamentos. Mas que, em caso de risco para o cidadão, a denúncia pode ser feita a Sucom através do número: 2201-6900.
Fonte - Tribuna da Bahia  15/07/2014

Embraer e Trans States assinam acordo para até 100 jatos E175-E2

Economia

O acordo também inclui opções para outras 50 unidades, elevando o potencial do pedido para até 100 aeronaves. As entregas estão programadas para começar a partir de junho de 2020.

Divulgação Embraer

​Farnborough, Reino Unido, 14 de julho de 2014 – A Embraer anunciou hoje, na edição 2014 da Feira Internacional de Farnborough, que recebeu uma encomenda de 50 jatos E175-E2 da Trans States Holdings, controladora das companhias aéreas Trans States Airlines, Compass Airlines e GoJet Airlines. O acordo também inclui opções para outras 50 unidades, elevando o potencial do pedido para até 100 aeronaves. As entregas estão programadas para começar a partir de junho de 2020.
O pedido, estimado em aproximadamente USD 2,4 bilhões a preço de lista, é sujeito a certas condições. O pedido será adicionado à carteira de pedidos firmes (backlog) da Companhia assim que tais condições forem atendidas e este for confirmado pela Trans States.
“O E175-E2 está provando ser a aeronave preferida pelas operadoras norte-americanas à medida que estas confirmam suas necessidades futuras de frota para a próxima década”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO, Embraer Aviação Comercial. “Quando receber seu primeiro E2 em 2020, a Trans States estará voando o mais novo, mais eficiente e competitivo avião em sua categoria. É um grande pedido e um claro reconhecimento dos investimentos que estamos fazendo em nossa família de E-Jets.”
Os jatos E175-E2 da Trans States serão configurados com 76 assentos em duas classes de serviço.
“Estamos muito satisfeitos em anunciar este acordo para o E2, que expande o nosso relacionamento com a Embraer. Nossa parceria já dura mais de duas décadas, e agora, devido a esse acordo, se prolongará por mais algumas décadas no futuro”, disse Richard A. Leach, Presidente da Trans States Holdings Inc. “A performance aprimorada e as tecnologias que permitem economia de custos que o E2 vai trazer para o mercado aumentarão a capacidade da Trans States Holdings de fornecer soluções de referência em consumo de combustível, custos de manutenção, impacto ambiental e desempenho por meio de avanços tecnológicos de ponta para nossos principais clientes de companhias aéreas.” Leach disse ainda: “Esse anúncio também reafirma nosso compromisso com o valor da tecnologia de propulsão e nossa confiança na experiência de nossos parceiros da Embraer para produzir uma aeronave líder revolucionária.”
Os três novos E-Jets E2 (E175-E2, E190-E2 e E195-E2) possuem motores turbofan com caixa de redução da Pratt & Whitney, de última geração, novas asas aerodinamicamente avançadas, controles de vôo full fly-by-wire e melhorias nos sistemas que permitirão ruído externo significativamente mais baixo e redução de dois dígitos no consumo de combustível, custos de manutenção e emissões de CO2.

Sobre a Trans States Holdings
A Trans States Holdings é a maior holding aérea regional privada dos Estados Unidos, que reúne três companhias aéreas regionais: Compass Airlines, GoJet Airlines e Trans States Airlines. Tem acordo de cooperação com American Airlines, Delta Air Lines, United Airlines e US Airways, e atende a mais de 11 milhões de passageiros por ano, com mais de 600 voos diários, servindo mais de 100 cidades. A empresa emprega mais de 3.300 funcionários e está sediada em St. Louis, Missouri, EUA.
Fonte - Embraer  14/07/2014

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Dilma e Putin assinam acordos bilaterais em Brasília

Internacional

A presidenta Dilma Rousseff recebe o presidente da Rússia, Vladimir Putin, no Palácio do Planalto - A presidenta Dilma Rousseff destacou a parceria com os russos em várias áreas e frisou que, como grandes nações, os dois países não podem ficar dependentes. 

Ivan Richard e Kelly Oliveira 
Repórteres da Agência Brasil
Wilson Dias/Agência Brasil
Os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, e da Rússia, Vladimir Putin, assinaram hoje (14), em Brasília, uma série de acordos bilaterais nas áreas de economia, defesa, tecnologia, energia e produção de vacinas. Um dos principais termos dos acordos prevê o aumento das trocas comerciais entre os dois países ao patamar de US$ 10 bilhões anuais.
A presidenta Dilma Rousseff destacou a parceria com os russos em várias áreas e frisou que, como grandes nações, os dois países não podem ficar dependentes. Por isso, acrescentou, devem desenvolver soluções tecnológicas próprias. Dilma disse ainda que os dois países podem trocar experiência na organização de megaeventos esportivos, já que a Rússia sediará a próxima Copa do Mundo, em 2018, e o Brasil, as Olimpíadas, em 2016.
“Desde a primeira visita do presidente Putin ao Brasil, em 2004, nosso comércio bilateral mais que dobrou. Concordamos que há necessidade de aumentá-lo e diversificá-lo. O plano servirá para desenvolvermos iniciativas que possibilitem o aumento recíproco de investimentos diretos”, discursou Dilma.
Segundo ela, o Brasil busca “uma relação de longo prazo” com os russos não apenas nas questões econômicas. “Nossos países estão entre os maiores do mundo e não podem se contentar, em pleno século 21, com dependência de qualquer espécie. Os acontecimentos recentes demonstram ser essencial que busquemos, nós mesmos, nossa autonomia científica e tecnológica”, disse a presidenta sem mencionar diretamente o escândalo de espionagem norte-americano.
Sem citar o conflito da Rússia com a Ucrânia em relação à Crimeia, Dilma defendeu a adoção da resolução consensual e pacífica de conflitos e cumprimentou o presidente Putin pela posição do país a respeito do conflito na Síria e no Oriente Médio. Dilma elogiou ainda a adesão da Rússia à resolução da ONU sobre direito à privacidade na era digital.
Putin lembrou que o Brasil é o maior parceiro da Rússia na América Latina, mas que o comércio bilateral vem registrando queda nos últimos anos. Por isso a urgência nos diálogos para “ultrapassar” os problemas atuais.
Ele também destacou que é preciso debater sobre como avançar na cooperação do Brasil e demais países da América Latina na União Eurasiática, que é uma proposta de integração econômica e política entre a Bielorrússia, o Cazaquistão, a Rússia, o Quirguistão, o Tajiquistão, entre outras nações.
Além do acordo para ampliar o comércio e investimento entre os dois países, Dilma e Putin assinaram também acordo na área de defesa antiaérea, com convite para que militares brasileiros participem de exercícios militares russos com uso do sistema usado por aquele país.
Outro acordo prevê a cooperação técnica entre a Empresa Federal Estatal Unitária, a Universidade de Pesquisa Científica de São Petersburgo e Soro e o Instituto Butantan na produção de vacinas contra doenças como difteria, tétano, coqueluche e meningite. O acordo também vai facilitar o acesso do Instituto Butantan ao mercado russo para venda de vacinas.
Na área de tecnologia, foi assinado acordo que estipula a instalação, na Universidade de Santa Maria e no Instituto Técnico de Pernambuco, de uma estação de calibragem do sistema de navegação por satélite de tecnologia russa (Glonass), que permitirá melhor definição de imagem do sistema russo no hemisfério ocidental.
A primeira estação de calibragem do sistema Glonass, que equivale ao GPS, em território sul-americano foi instalado em 2013, na Universidade de Brasília.
Na área de petróleo e energia, Rússia e Brasil assinaram acordo de cooperação para exploração e produção de hidrocarbonetos, políticas industriais voltadas à cadeia de bens e serviços para a exploração e produção de petróleo e gás natural, planejamento, construção, ampliação e exploração de infraestrutura para transporte, estocagem processamento e escoamento de gás natural.
Fonte - Agência Brasil  14/07/2014

A Copa acabou. Imagine as Olimpíadas

Copa no Brasil

Depois do Mundial de futebol, ainda será possível duvidar de que poderemos fazer os melhores Jogos Olímpicos? - Perdemos a taça, mas os brasileiros encararam com louvor o desafio e hoje brindam o mundo com o sucesso indiscutível do megaevento.

Helena Sthephanowitz - RBA
Obras do metrô de Salvador.
E a Copa acabou neste domingo. Infelizmente, o Brasil ficou na quarta colocação, o que, vamos combinar, é o mesmo que dizer que perdeu. Mas, fora de campo, os brasileiros deram de 10 x 0 na realização de uma Copa que já é tida como a melhor da história do esporte. E isso, apesar da torcida contrária da imprensa e de políticos de oposição ao governo federal.
Perdemos a taça, mas os brasileiros encararam com louvor o desafio e hoje brindam o mundo com o sucesso indiscutível do megaevento. Calam os críticos e, ao mesmo tempo, carimbam cartão de visita às Olimpíadas de 2016 no Rio.
Também perderam os que apostavam no caos e na desordem. As ruas se encheram de torcedores felizes, envolvidos em um clima cada vez mais festivo, o país recebeu diversos elogios da imprensa internacional, destacando esta edição da Copa como uma das melhores da história, tanto pelo futebol apresentado, quanto pela receptividade do povo brasileiro e também pela organização e estrutura vistas fora das quatro linhas.
O impacto econômico do evento é inquestionável. Estudo da Fipe-USP indica que a Copa movimentou mais de R$ 30 bilhões. A parte mais relevante, 88% do valor, veio dos investimentos em infraestrutura – corredores de ônibus, novos acessos a aeroportos e ampliação de vias. Essas obras de mobilidade vão melhorar a infraestrutura e reduzir o custo de locomoção e transporte de cargas. E o que é importante: ficarão aqui, como um patrimônio permanente para os brasileiros.
A Copa deixará de legado, além de obras, milhões de brasileiros mais prósperos, com os novos empregos criados e a ser criados ao longo dos anos em setores como turismo, entretenimento, construção civil, indústria cultural. Foram milhares de brasileiros que estudaram para se qualificar em idiomas ou outras atividades profissionais por meio do Pronatec-Copa e outros cursos.
Os estádios que receberam jogos, de agora em diante passam a ser também atrações turísticas e espaços de lazer para jogos, shows e outros eventos. Ficaram também centros de controle com alta tecnologia para segurança pública e prevenção de catástrofes, além de toda uma infraestrutura para dinamizar o turismo de lazer e de negócios em todas as regiões do Brasil.
Mas parece que só a imprensa grande não vê tudo isso. Nem bem terminaram as festas e os jornais brasileiros iniciaram as críticas. TVs e jornais, aliados com políticos de oposição interessados apenas em suas próprias eleições, não mostram os resultados positivos do evento. Pelo contrário, usam o poder de influência como instrumento de pressão e de manipulação para barrar avanços como a melhor distribuição de renda, para impedir reformas essenciais como a política, a tributária, a previdenciária. E o mais grave, perpetuar a concentração de renda nas mãos dos mais ricos – este sim o grande problema do Brasil.
Que venham as Olimpíadas.
Fonte - Rede Brasil Atual   14/07/2014