sábado, 5 de julho de 2014

Torcida holandesa volta a pintar de laranja o centro histórico de Salvador

Copa no Brasil

"É um grande prazer para a torcida holandesa estar de volta a Salvador", disse o cônsul da Holanda na Bahia, Egbert Bloemsma. Como aconteceu antes do jogo Holanda x Espanha, no dia 13 de junho, os holandeses vão fazer a festa Orange Square, no Terreiro de Jesus, e a Marcha Laranja, a partir de 14h, pelas ruas do Centro Antigo da cidade até a Fonte Nova.

TB
foto ilustração - gov.com
Mais de 3 mil torcedores holandeses estão em Salvador para o jogo Holanda x Costa Rica, neste sábado (5/7), às 17h, na Arena Fonte Nova. A informação é do dirigente do Supportersclub Orange, Rob Polderman.
"É um grande prazer para a torcida holandesa estar de volta a Salvador", disse o cônsul da Holanda na Bahia, Egbert Bloemsma. Como aconteceu antes do jogo Holanda x Espanha, no dia 13 de junho, os holandeses vão fazer a festa Orange Square, no Terreiro de Jesus, e a Marcha Laranja, a partir de 14h, pelas ruas do Centro Antigo da cidade até a Fonte Nova.
A Orange Square será animada por um coreto elétrico e DJs holandeses. A marcha sai do Terreiro, seguindo pela Rua da Ajuda, Praça Castro Alves, Avenida Sete de Setembro (pela contramão), Campo da Pólvora e Fonte Nova, puxada pelo ônibus laranja, com uma orquestra de metais, e carreata com automóveis que foram transportados de navio da Holanda até Nova York e de lá vieram por terra para o Brasil.
Polderman lembrou do sucesso da festa e da marcha no jogo contra a Espanha e garantiu que isso será repetido no sábado. Segundo ele, em todas as cidades brasileiras por onde os holandeses passaram a receptividade foi boa e a cooperação também, exceto em São Paulo, onde não foi possível fazer a festa. "Salvador é um cidade laranja e ficará para sempre em nossos corações", disse.
A assessora do Escritório da Copa da Prefeitura de Salvador, Liana Oliva, lembrou que a presença da torcida holandesa em Salvador começou a ser planejada em outubro de 2013, com a pesquisa dos locais onde poderiam ser realizadas a festa e a marcha.
Sobre o desempenho da seleção da Holandesa em Copas do Mundo, três vezes vice-campeã, Polderman e o tesoureiro do Supportersclub Orange, Theo Pouw, acreditam que desta vez o final será diferente. "Já eliminamos a Espanha (vencedora da final de 2010) e esperamos a Argentina (vencedora da final de 1978) em São Paulo", brincaram.
Fonte - Tribuna da Bahia  05/072014

Expresso Turístico fomenta rotas turísticas

Turismo

Por viagem, a capacidade é para o recebimento de até 174 passageiros nos dois carros. - “A média de ocupação do Expresso para Mogi tem demonstrado que a periodicidade mensal atende a atual demanda, constatação que permitiu ampliar o serviço para os roteiros mais procurados, que são Luz-Paranapiacaba e Luz-Jundiaí.

O Diario de Mogi 

O Expresso Turístico “Luz - Mogi das Cruzes” a partir de maio passou a funcionar todo segundo sábado, em vez de domingo como ocorria antes. A mudança, em função das obras da CPTM de modernização das Linhas 11-Coral e 12-Safira, contribuiu para melhorar o leque de opções aos visitantes porque alguns atrações funcionam neste dia da semana. Mesmo assim, a taxa de ocupação do trem é de 60%, de acordo com Fábio Barbosa, coordenador de Turismo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento.
Desde 2011, houve a necessidade de reduzir a viagem turística para Mogi das Cruzes, de duas para uma por mês, por causa das obras. Por viagem, a capacidade é para o recebimento de até 174 passageiros nos dois carros.
“A média de ocupação do Expresso para Mogi tem demonstrado que a periodicidade mensal atende a atual demanda, constatação que permitiu ampliar o serviço para os roteiros mais procurados, que são Luz-Paranapiacaba e Luz-Jundiaí. Assim, em abril deste ano, o calendário das viagens foi remodelado para atender às demandas dos turistas”, esclarece nota da assessoria de imprensa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que ressaltou também que o objetivo das obras é oferecer um serviço melhor para os usuários, com intervalos menores e maior oferta de lugares.
Em Mogi das Cruzes há, entre outras opções turísticas, visita ao Museu Igreja do Carmo (que fica aberto especialmente para isso) e ao Orquidário Oriental, onde pode se conhecer estufas de orquídeas. Esses roteiros opcionais são comercializados pela Rizzatour – operadora turística local autorizada – no balcão da Estação da Luz. Os passeios não estão inclusos na tarifa da viagem de trem. O telefone para mais informações é 11 4527-2000.
Fonte -  STEFZS   05/07/2014 

Imprensa internacional dá destaque à lesão e à saída de Neymar da Copa

Copa no Brasil

A imprensa argentina superou a tradicional rivalidade com o Brasil e um de seus principais jornais esportivos lamenta o desfalque para os próximos jogos do Mundial. - Na capa do jornal Olé, da Argentina, o título "Todos com Você" abre a matéria em que é relatada a "noite terrível para todo o Brasil".

Carolina Sarres
Repórter da Agência Brasil 

A lesão de Neymar e a notícia de que o jogador está fora desta Copa do Mundo teve repercussão na imprensa em todo o mundo. Nas páginas da internet de vários jornais internacionais, o assunto estampa a capa ou tem lugar de destaque. A imprensa argentina superou a tradicional rivalidade com o Brasil e um de seus principais jornais esportivos lamenta o desfalque para os próximos jogos do Mundial.
Na capa do jornal Olé, da Argentina, o título "Todos com Você" abre a matéria em que é relatada a "noite terrível para todo o Brasil". De acordo com a publicação, a alegria do triunfo sobre a Colômbia pelas quartas de final ontem (4) durou pouco, uma vez que, logo após o jogo, foi confirmada a lesão na lombar que tirou Neymar do Mundial. A impossibilidade de o jogador se recuperar para participar da Copa é descrita pelo jornal como uma "baixa" no time do técnico Luiz Felipe Scolari.
Na página de outro diário argentino, o Clarín, há fotos de Neymar em campo e notícias sobre o jogo de ontem e a solidariedade do mundo do esporte ao jogador.
Segundo o jornal norte-americano The New York Times (NYT), “Neymar trouxe muita alegria aos brasileiros nas últimas semanas, mas todos [o jogador e os brasileiros] tiveram muita dor na noite de sexta-feira”. Para a publicação, a Copa do Mundo mudou irrevogavelmente por causa de um joelho – o do jogador número 18 da Colômbia, Juan Camilo Zúñiga, que atingiu as costas do brasileiro.
“Muitos brasileiros consideraram a possibilidade de perder a competição, mas perder ou ganhar sem Neymar não fazia parte do cenário”, disse o NYT.
Em um dos principais jornais espanhóis, o El País, a saída do camisa 10 da seleção brasileira foi descrita como “um lance que não parecia tão grave”. No título da matéria sobre o tema, “O Brasil sente as dores de Neymar”.
Na versão online do jornal Der Spiegel, da Alemanha - próximo adversário do Brasil -, a notícia é a de que fãs e companheiros de time ficaram chocados com a lesão do jogador. O jornal descreve o choro do zagueiro David Luiz, colega de seleção de Neymar, ao saber do diagnóstico do camisa 10.
O Der Spiegel também menciona a solidariedade do argentino Lionel Messi, que joga com Neymar no Barcelona. Em sua conta pessoal no Facebook, Messi publicou uma mensagem desejando rápida recuperação ao colega de time. O jornal ainda menciona a mensagem da presidenta Dilma Rousseff, no Twitter, torcendo pela recuperação do jogador.
Desde ontem, o assunto está entre os mais comentados em redes sociais. No Twitter, as hashtags#ForçaNeymar e #FifaOCamisa18daColombiaMereceSerPunido estão no topo dos assuntos do momento - os trending topics. No Facebook, fãs publicam fotos com mensagens de apoio e explicações sobre a lesão na terceira vértebra do camisa 10 da seleção.
Fonte - Agência Brasil  05/07/2014

Por que o carro rosa no metrô de SP é um retrocesso e não uma solução para as mulheres

São Paulo

São Paulo se distanciou um pouco mais de um lugar ideal nesta sexta-feira (04) quando sua Assembleia Legislativa aprovou a obrigatoriedade de carro exclusivo para as mulheres

Gabriela Loureiro
Repórter do Brasil Post

Em um mundo ideal, indivíduos não são “encoxadas” no transporte público. Em um mundo ideal, as mulheres não são aconselhadas a não usar roupa curta para evitar um estupro. Em um mundo ideal, homens sabem desde pequenos que as mulheres são donas de seu próprio corpo e não existem para sua satisfação. Em um mundo ideal, as mulheres não são segregadas para evitar violência sexual.
São Paulo se distanciou um pouco mais de um lugar ideal nesta sexta-feira (04) quando sua Assembleia Legislativa aprovou a obrigatoriedade de carro exclusivo para as mulheres, o chamado “vagão rosa”.
Há quem comemore a decisão, quem diga que é um avanço no combate à violência contra a mulher, quem se sinta segura no carro rosa e apoie a ideia, mas eu quero explicar neste texto por que eu sou contra essa decisão.
1) Segregar não é a solução. A solução, como em vários problemas sociais que vivemos, está na educação. Homens PRECISAM aprender que o corpo das mulheres não lhes pertence. É uma questão cultural que tem a ver com a forma como as mulheres são vistas (e se enxergam também) como objetos para satisfação masculina, com a cultura do estupro, com a ideia de que “aproveitar a oportunidade” de estar em um vagão lotado para “se dar bem e passar a mão na novinha”. E pior, achar que não é nada de mais ou que ela pediu porque estava de saia curta. Repeito e convivência pacífica, resumindo. Como a Marcha das Mulheres afirma: “Consideramos esse projeto um grande problema, pois propõe que, para os homens pararem de assediar as mulheres no transporte, somos nós mulheres que devemos perder o direito de entrar em todos carros e ônibus. É um problema porque somos 52% da população, e em São Paulo representamos 58% dos(as) usuários(as) dos serviços de transporte público.”
2) Pare de culpar a vítima. Se não houvesse mulheres no metrô não haveria encoxada, certo? ERRADO, óbvio. Mas é essa a mensagem que o carro rosa passa. Como se as mulheres devessem ser separadas do “normal” - o que naturalmente evoca uma citação do clássico “O Segundo Sexo”, de Simone de Beauvoir. “A humanidade é masculina, e o homem define a mulher não em si, mas relativamente a ele; ela não é considerada um ser autônomo”, já dizia uma das mais famosas obras feministas. Importante frisar: eu não estou sugerindo a criação de um “carro azul” para segregar os homens por causa disso (ou pelo fato de que somos maioria no metrô), isso seria simplesmente idiota. O que eu quero frisar é que o assédio é resultado da cultura do estupro tão evidenciada pela pesquisa do Ipea que foi duramente criticada e provocou o movimento #NãoMereçoSerEstuprada. Ninguém pede pra ser estuprada ou abusada em lugar nenhum porque ninguém tem o direito de invadir o espaço alheio. Separar a vítima do agressor é dar liberdade a ele. Como disse a socióloga Marília Moschkovich em um artigo publicado na Carta Capital: “As mulheres, que sofrem as agressões, são confinadas a um espaço limitado. Quer dizer: além dos assédios que limitam nossa liberdade, as políticas públicas que deveriam combatê-los fazem o mesmo. Não faz o menor sentido, não tem a menor lógica. Para sermos livres precisamos ser menos livres – é isso, mesmo?”
3) Pênis > Cérebro? Separar homens de mulheres no espaço público pressupõe que os homens são incapazes de conter seu desejo sexual ao ver uma mulher. Veja se não é o monstro da cultura do estupro aparecendo aqui novamente? Nessa lógica, o homem se isenta da responsabilidade do assédio porque ele é incapaz de controlar seu órgão sexual. Tradução: impunidade.
4) Heteronormatividade. Agora vamos fingir que homens não abusam outros homens e mulheres não abusam mulheres? Cito outro trecho do texto da Marília: “Separar as mulheres dos homens no transporte público, além de tudo que já mencionei, ainda reforça essa ideia retrógrada e surreal de que a heterossexualidade e heteroafetividade são o “normal”, o “natural”, e de que relacionamentos gays e lésbicos são exceção, aberração, etc. Ou seja, no fim das contas, políticas como essa do carro exclusivo estão muito mais para Marco Feliciano do que para Simone de Beauvoir.”
5) Ignorando todos os itens acima, o carro rosa já mostrou que não funciona. Uma reportagem do Globo publicada no ano passado mostrou que homens usam o carro rosa no Rio de Janeiro (onde já é lei desde 2006) porque não há fiscalização. “Eles entram e ainda querem bater boca com as mulheres que reclamam. Já vi situações revoltantes, de o carro ter vários homens sentados, uma mulher grávida entrar, e ninguém falar nada”, disse uma entrevistada pelo Globo. Procuradas pela reportagem, as empresas de transporte disseram que o desrespeito é um problema comportamental. Não brinca? Pois é exatamente o que eu disse acima. Não vai funcionar.
Antes dessa aprovação, a marca Dermacyd, em uma tentativa de se aproximar das suas clientes, fez uma campanha em prol do carro rosa. A marca diz que os casos de assédio têm se tornado mais frequentes e violentos e, por isso, precisam ter um fim rapidamente, porque “as mulheres que vão voltar para casa no fim do dia de hoje não podem esperar a solução definitiva”. E vão sair do vagão rosa para correr o risco de serem assediadas no brete corredor do metrô, na rua, a caminho de casa, talvez até na própria casa? Não sei vocês, mas esse definitivamente não é o caminho que eu quero seguir para avançarmos no combate à violência contra a mulher. E não digo isso somente como mulher... Penso que a decisão da Assembleia de São Paulo marca uma falha nossa como sociedade.
Fonte - STEFZS 05/07/2015

Nota do editor:
O termo "vagão" usado no texto original da matéria foi substituído nessa postagem por "carro" por se tratar de trens de passageiros.

Transporte hidroviário é uma alternativa viável em São Paulo,afirmam especialistas

Mobilidade

Transporte hidroviário em São Paulo é uma alternativa viável, afirmam especialistas - Projeto sancionado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) prevê sistema que poderia ligar regiões periféricas a estações de trem e terminais de ônibus por meio das represas e rios da capital

Rodrigo Gomes,da RBA
Esquema apresentado por Ricardo Nunes prevê ligações
com sistema de trens e metrô próximos ao rio Pinheiros
DIVULGAÇÃO
São Paulo – Especialistas em mobilidade urbana consideram uma boa alternativa para o transporte de passageiros em São Paulo, a proposta de instituir um sistema de transporte hidroviário utilizando as represas Billings e Guarapiranga e os rios Tietê e Pinheiros. O projeto, de autoria do vereador Ricardo Nunes (PMDB), foi sancionado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) no último dia 10, e estabelece diretrizes para o modal na cidade. A expectativa de Nunes é que o transporte reduza a lotação dos ônibus e contribua para redução dos congestionamentos em vias saturadas da periferia da capital.
Para o especialista em mobilidade urbana Marco Nordi, a proposta é viável, sobretudo se for utilizada para ampliar as alternativas de locomoção dos moradores do extremo sul da cidade. “Esse modal é utilizado, por exemplo em Nova Iorque, e é muito viável como alternativa de transporte”, afirmou. Ele ressalta, porém, que as hidrovias não podem ser encaradas como solução. “Elas podem carregar uma parte da demanda, mas a priorização do transporte coletivo sobre trilhos e pneus não pode ser descartada.”
A ideia é que as primeiras linhas sejam estabelecidas nas represas Guarapiranga – ligando a região do Jardim Ângela, mais próxima da represa, com a estação de trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o terminal de ônibus de Santo Amaro – e Billings, vindo da região dos bairros de Cantinho do Céu, Cocaia e Ilha do Bororé, passando por Santo Amaro e seguindo o rio Pinheiros até a estação Pinheiros da linha 4-Amarela do Metrô paulista.
Nesses roteiros, o sistema hidroviário pode contribuir para redução do tráfego nas avenidas Dona Belmira Marin e Senador Teotônio Vilela, na região do Grajaú, e Guarapiranga e M'Boi Mirim, na região do Jardim Ângela, todas na zona sul da capital. Estas vias são praticamente os únicos caminhos para o deslocamento diário de cerca de 2 milhões de pessoas.
Para o autor da proposta, o benefício para a população em tempo de viagem será o principal diferencial. “Uma viagem do Jardim Vera Cruz a Santo Amaro, que hoje leva até uma hora e meia, seria cumprido em apenas dez, 11 minutos pela represa”, afirmou Nunes. O projeto foi elaborado em parceria com o grupo de estudos Metrópole Fluvial, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP)
O vereador defende que o projeto seja realizado por meio de uma parceria público-privada, como já ocorre no Rio de Janeiro. A CCR Barcas – do grupo Camargo Corrêa – transporta em rios cariocas 110 mil pessoas por dia, com tarifas que variam de R$ 3,10, com Bilhete Único, a R$ 4,80, sem o cartão. “O privado faria o investimento em plataformas e veículos. O custo é inferior ao do ônibus, pois não tem consumo de pneus e o gasto de diesel é cerca de um terço menor.”
foto - ilustração
O sistema deverá ser composto por veículos do tipo hovercraft – que se apoiam em um colchão de ar e são capazes de se deslocar sobre a água e de atravessar diversos tipos de solo – com capacidade para até 200 passageiros. A proposta é que sejam veículos fechados e com ar-condicionado. O projeto prevê que o sistema seja integrado com Bilhete Único, permitindo uma nova integração com os demais modais de transporte da capital.
Para o engenheiro de transportes Horácio Figueira, trazer os moradores do extremo sul da capital para terminais de ônibus e estações de trem ajudaria a reduzir a sobrecarga dos ônibus, além de possibilitar viagens mais rápidas. “Porém, é preciso elaborar um bom estudo de demanda para garantir eficiência no sistema”, pondera.
O engenheiro ressalta que a integração do sistema é fundamental, do contrário serviria somente para levar as pessoas de uma margem a outra, sem contribuir para a melhoria no deslocamento pela cidade. Figueira não vislumbra a possibilidade de o serviço não ser tarifado, por exemplo. “Ainda que não exija investimentos em vias, serão necessárias plataformas de embarque e desembarque, veículos, atracadouros, passarelas. A iniciativa é boa, mas tem custos”, avalia.
O projeto sancionado estabelece apenas as diretrizes do sistema. A regulamentação e os estudos de demanda e trajetos não têm previsão para ser iniciados.
O modal hidroviário como parte do sistema de transportes está proposto no projeto de revisão do Plano Diretor Estratégico da cidade de São Paulo (Projeto de Lei 688/2013), em tramitação na Câmara Municipal. A medida é uma inovação e pode ser fundamental para que o projeto de transporte pelos rios e represas não seja abandonado após sua sanção.
Fonte - Rede Brasil Atual  05/07/2014

Brasil vence Colômbia e vai enfrentar a Alemanha na semifinal

Copa no Brasil

A seleção brasileira abriu o placar logo nos seis minutos do primeiro tempo, no Estádio Castelão, em Fortaleza. O primeiro gol foi feito pelo capitão Thiago Silva, que levou um cartão amarelo no segundo tempo. Com dois cartões amarelos recebidos na Copa, o capitão está fora do jogo contra a Alemanha.

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil 

O Brasil está classificado para a semifinal e joga contra a Alemanha, no próximo dia 8, no Mineirão, em Belo Horizonte. Hoje (4), o Brasil marcou dois gols e a Colômbia, um. Com o resultado desse jogo, o Brasil voltou às semifinais depois de 12 anos. A última vez que o país passou para a semifinal foi em 2002. Nessa Copa, o Brasil conquistou o quinto título mundial ao vencer a Alemanha, na final.
A seleção brasileira abriu o placar logo nos seis minutos do primeiro tempo, no Estádio Castelão, em Fortaleza. O primeiro gol foi feito pelo capitão Thiago Silva, que levou um cartão amarelo no segundo tempo. Com dois cartões amarelos recebidos na Copa, o capitão está fora do jogo contra a Alemanha.
Aos 23 minutos do segundo tempo, o zagueiro brasileiro David Luiz marcou gol para o Brasil contra a seleção da Colômbia Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Aos 23 minutos do segundo tempo, o zagueiro brasileiro David Luiz marcou gol para o Brasil, ao fazer uma cobrança de falta, com a bola passando pela barreira. Bem que o goleiro David Ospina tentou, mas não conseguiu alcançar a bola lançada pelo zagueiro.
O gol da Colômbia veio depois da marcação de pênalti. James Rodríguez foi derrubado por Julio Cesar, que levou cartão amarelo. Antes desse gol, o colombiano Mario Yepes chegou a balançar a rede, mas o árbitro Carlos Velasco marcou impedimento.
O árbitro espanhol também deu cartão amarelo para os jogadores colombianos Mario Yepes e James Rodríguez.
Na parte final do jogo, Neymar deixou o campo após ser atingido com uma joelhada nas costas por um jogador colombiano. Ele deixou a partida de maca, demonstrando sentir dor.
Fonte - Agência Brasil  04/07/2014

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Bicicleteiros lucram com transporte alternativo até o Castelão


Copa no Brasil

Para chegar menos suados, ou mais rápido ao Castelão, torcedores brasileiros e colombianos pagam entre R$ 5 e R$ 10 por pessoa, dependendo da demanda no momento e da paciência na negociação para economizar o esforço da caminhada e usá-lo para cantar e gritar nas arquibancadas do estádio.

Danilo Macedo 
Repórter da Agência Brasil 
Torcedores pagam de R$ 5 a R$ 10 por "carona"
de bicicleta até Estádio do Castelão
Repórter Danilo Macedo/Agência Brasil
Com o bloqueio para a passagem de veículos não credenciados pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) em uma área de 2 quilômetros em volta do Estádio Castelão, em Fortaleza, onde o Brasil enfrenta a Colômbia às 17h de hoje (4), alguns moradores locais usaram a criatividade para ganhar dinheiro no último jogo da Copa do Mundo na cidade. Com sol forte e temperatura em torno de 29 graus Celsius, bicicleteiros oferecem transporte alternativo na garupa de bicicletas, triciclos e até quadriciclos, todos movidos unicamente a pedaladas.
Para chegar menos suados, ou mais rápido ao Castelão, torcedores brasileiros e colombianos pagam entre R$ 5 e R$ 10 por pessoa, dependendo da demanda no momento e da paciência na negociação para economizar o esforço da caminhada e usá-lo para cantar e gritar nas arquibancadas do estádio.
Além dos bicicleteiros, os botecos nas proximidades do Castelão também faturam bem. Como o próximo adversário do Brasil, em caso de vitória sobre a Colômbia, saiu do jogo das 13h, no qual a Alemanha venceu a França, muitos torcedores que foram mais cedo ao estádio para evitar congestionamentos, aproveitaram os estabelecimentos com televisores transmitindo a partida dos rivais.
Apesar de o jogo ainda não ser o do Brasil, como já estavam reunidos próximo ao Castelão, que só teve os portões abertos às 14h, os torcedores aproveitaram para confraternizar, ensaiar gritos e cantos para incentivar os jogadores brasileiros e pressionar a equipe colombiana, uma das sensações desta Copa.
Fonte - Agência Brasil  04/07/2014

Ministra do Planejamento cobra apuração rigorosa de desabamento de viaduto

Brasilia

A ministra esclareceu ainda que, embora o governo federal tenha aplicado recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na obra do BRT de Belo Horizonte, a responsabilidade do projeto cabia à Superintendência de Desenvolvimento da Capital, autarquia da prefeitura da capital mineira. Até agora, o empreendimento custou R$ 713 milhões, dos quais R$ 311 milhões vieram do PAC. O projeto custou R$ 5,1 milhões, pagos pela prefeitura.

Wellton Máximo 
Repórter da Agência 
Foto - R7.com
A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, cobrou hoje (4) a apuração rigorosa do desabamento de um viaduto em Belo Horizonte. O desastre, na tarde de ontem (3), deixou dois mortos e 22 feridos na Avenida Pedro I, uma das opções de acesso entre a zona norte da cidade e o Estádio Mineirão, que abriga seis partidas da Copa do Mundo
“Assim como as famílias atingidas, esperamos que haja uma apuração rigorosa das causas e dos responsáveis por esse fatídico acidente para que isso não se repita mais no nosso país”, declarou a ministra. Ela reiterou que o governo federal está à disposição para ajudar a prefeitura de Belo Horizonte no atendimento aos feridos, às famílias e na remoção dos escombros.
“A presidenta Dilma pediu e o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, se colocou à disposição. Estamos esperando o prefeito [Márcio Lacerda] nos acionar se ele considerar necessário. A ajuda já foi disponibilizada. Sei que o prefeito está concentrado no atendimento às famílias e aos feridos. Assim que ele nos contatar, ajudaremos imediatamente”, disse.
A ministra esclareceu ainda que, embora o governo federal tenha aplicado recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na obra do BRT de Belo Horizonte, a responsabilidade do projeto cabia à Superintendência de Desenvolvimento da Capital, autarquia da prefeitura da capital mineira. Até agora, o empreendimento custou R$ 713 milhões, dos quais R$ 311 milhões vieram do PAC. O projeto custou R$ 5,1 milhões, pagos pela prefeitura.
“A responsabilidade do governo federal é garantir os recursos para que as obras de mobilidade urbana possam sair. Cabe aos governos locais, a prefeitura de Belo Horizonte no caso, a responsabilidade de fazer o projeto, contratar as obras e fiscalizá-las com rigor”, explicou a ministra. Segundo ela, a segunda fase do BRT em Belo Horizonte está com 85% das obras concluídas.
Apesar de a obra ter sido anunciada como parte dos projetos de mobilidade urbana da Copa do Mundo, Miriam Belchior esclareceu que o projeto não está diretamente relacionado ao torneio, mas à melhoria do transporte público de Belo Horizonte. Ela rejeitou qualquer tentativa de associar a tragédia ao campeonato.
“O que importa agora são as famílias que perderam os parentes queridos. Acho que fazer qualquer relação com o impacto que isso [o desabamento] tem na imagem da Copa do Mundo é uma coisa lateral neste momento. O importante de fato é dar conforto a essas famílias e tirar os destroços para não atrapalhar a vida da população de Belo Horizonte”, rebateu.
Fonte - Agência Brasil  04/07/2014

Suposta crise de empresas seria estratégia para readequação

Transportes

Não haveria motivos financeiros para o fechamento da Barramar, diz Takemoto - Ele explica que o transporte público é uma das três principais fontes de lucro do município, portanto não haveria motivos financeiros para o fechamento da Barramar.....

Priscila Machado - A Tarde
Arestides Baptista | Ag. A TARDE
Para o ex-diretor da Companhia Municipal de Transporte Coletivo de São Paulo, Walter Takemoto, o fechamento da Barramar e a suposta crise financeira não passam de um acordo entre os empresários e a prefeitura para formar os grupos consorciados que vão explorar o transporte público nos próximos 25 anos.
Ele explica que o transporte público é uma das três principais fontes de lucro do município, portanto não haveria motivos financeiros para o fechamento da Barramar ou para a falta de compromisso legais com os funcionários pela Capital.
"Ninguém deixaria linhas muito rentáveis, alegando prejuízos e incapacidade de se manter. A Barramar deve ter saído de cena após receber alguma compensação da prefeitura", opinou.
Ainda conforme ele, as empresas de ônibus, normalmente, praticam várias irregularidades do ponto de vista fiscal e tributário. "É uma prática mais ou menos comum no nosso país e é isso que faz com que as empresas mudem de nome ou de dono e permaneçam sob o controle da mesma família", disse.

Licitação
O secretário Fábio Mota negou que haja negociação entre empresas e a prefeitura. "São as empresas que decidem se querem ou não participar do processo licitatório. Estamos falando da necessidade de pagar por uma outorga onerosa. Só participa quem tem interesse", afirmou.
Ainda conforme Mota, o recurso serve como caixa para a prefeitura fazer investimento em obras de infraestrutura e mobilidade urbana.
O processo licitatório prevê que três grupos consorciados passem a explorar o transporte, por meio de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), o que, para o secretário, vai facilitar a administração.
Fonte - A Tarde  04/07/2014

COMENTÁRIO Pregopontocom

Ainda poderíamos acrescentar as considerações do Sr Walter Takemoto o fato de que dentro dessa estratégia da empresa que se retirou misteriosamente do sistema de transportes de Salvador,abrindo mão das suas linhas para outras empresas sem nenhum ressarcimento aparente,poderíamos imaginar também o fato da mesma esta se preparando para dar um "bote" na licitação,formando um consorcio exclusivo juntamento com um grande grupo do setor a nível nacional já que ela detém uma boa infraestrutura de garagem e manutenção tudo dentro das especificações do edital de licitação e preservou toda a sua frota de veículos dando continuidade a manutenção regular dos mesmos com uma equipe da empresa matriz.....As cartas estão na mesa....aguardemos o inicio do jogo.

MEC divulga resultado da segunda chamada do ProUni hoje

Educação

Após a divulgação do resultado, os estudantes pré-selecionados têm até o dia 11 para comprovar as informações prestadas na hora da inscrição. - O candidato deve verificar o horário e o local no qual deve comparecer para a apresentação das informações.

Mariana Tokarnia 
Repórter da Agência Brasil

O Ministério da Educação divulga hoje (4) na internet o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). Após a divulgação do resultado, os estudantes pré-selecionados têm até o dia 11 para comprovar as informações prestadas na hora da inscrição.
O candidato deve verificar o horário e o local no qual deve comparecer para a apresentação das informações. Caso perca o prazo, o candidato é automaticamente retirado do processo.
Na página do ProUni está disponível uma lista com a documentação necessária. Entre os itens solicitados estão documento de identificação, comprovante de residência, de rendimento e de conclusão do ensino médio.
O ProUni oferece bolsa de estudo integral ou parcial (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior. O estudante precisa comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio para a bolsa integral e de até três salários mínimos para bolsa parcial.
Esta edição do programa ofereceu 115.101 bolsas e teve 653.992 inscritos. Quem não foi selecionado poderá participar da lista de espera nos dias 21 e 22.
Fonte - Agência Brasil  04/07/2014

Metrô,trem ou ônibus?...

Mobilidade

Projeto propõe solução inteligente para o caos das grandes cidades - Diante dos desafios que procuram uma solução para a questão da mobilidade urbana, o pesquisador Jaguaraci Batista Silva desenvolveu um projeto para a construção de um sistema inteligente, fácil e de custo razoável.

Catraca Livre 

De um lado para o outro, São Paulo pode ser considerada uma cidade imprevisível quando o assunto é mobilidade. Trem, ônibus, carro, metrô? O que fazer? Como ir? Entre dúvidas e incertezas, o dilema comum a todo usuário do transporte coletivo das grandes cidades é a única certeza de uma aventura cotidiana.
Diante dos desafios que procuram uma solução para a questão da mobilidade urbana, o pesquisador Jaguaraci Batista Silva desenvolveu um projeto para a construção de um sistema inteligente, fácil e de custo razoável.
“Mobilidade urbana por meio de vias inteligentes” é o nome do projeto, cuja solução propõe uso de sensores para monitoramento das condições do transporte público em tempo real. Baseado em dados coletados diretamente das ruas e trilhos, as informações são envidas a centros de controle integrados que repassam as condições ao usuário através de painéis instalados em estações e outros pontos de embarque.
A ideia, que aqui ainda não passa do papel, já é praticada em cidades da Europa, como Santander, ao norte da Espanha. Por lá, o sistema de sensores de mapeamento e monitoração, conta com câmeras espalhadas pelas principais vias da cidade, facilitando o serviço de informação.

Outras alternativas
Enquanto a ideia não acontece por aqui, o Catraca Livre seleciona alguns aplicativos que vão deixar seu rolê pela cidade um pouco mais agradável…
Fonte - STEFZS  04/07/2014

Duelos continentais marcam o início das quartas de final

Copa no Brasil

Serão nove títulos mundiais em campo ao longo do dia. Independentemente do que acontecer, é certo que pelo menos um campeão mundial se despede da Copa nesta sexta-feira.

Marcelo Brandão* 
Repórter da Agência Brasil 
Ag.Brasil
As quartas de final da Copa do Mundo começam hoje (4) com dois duelos entre rivais continentais. O Brasil enfrenta a Colômbia às 17h, horário de Brasília, em Fortaleza. Às 13h, no Rio de Janeiro, Alemanha e França disputam uma vaga na fase seguinte. Serão nove títulos mundiais em campo ao longo do dia. Independentemente do que acontecer, é certo que pelo menos um campeão mundial se despede da Copa nesta sexta-feira.
Depois de uma partida de oitavas de final que quase deixou o país à beira de um colapso nervoso, o Brasil precisará corrigir algumas falhas para o jogo com a Colômbia. Com a saída de Luiz Gustavo, suspenso em virtude do segundo cartão amarelo recebido no torneio, o volante Paulinho volta ao time e reassume a vaga perdida no jogo contra o Chile. Fernandinho, que ganhou a vaga na última partida, fará o papel de Luiz Gustavo como primeiro volante.
Com isso, o time pode ganhar mais poder ofensivo, já que Paulinho sobe melhor ao ataque do que seu companheiro suspenso. A preocupação é se Fernandinho terá desempenho semelhante ao de Luiz Gustavo, que tem se destacado pela boa proteção da defesa. Parar os habilidosos James Rodrígues e Cuadrado, da Colômbia, é fundamental para garantir a rede brasileira intacta.
A Colômbia foi o time mais regular do torneio até agora, a única seleção que ainda não deu qualquer susto em seus torcedores e tem enchido os olhos do público mais do que se poderia imaginar. Após uma primeira fase irrepreensível, eliminou o Uruguai com facilidade. Mesmo sem o atacante Suárez, suspenso pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) após morder um jogador adversário durante a partida contra a Itália, esperava-se mais de um Uruguai que pouco ameaçou o gol de Ospina.
Apesar de ter menos tradição que o Brasil, a história recente mostra equilíbrio entre as duas seleções. Nos últimos quatro confrontos, foram quatro empates. A Colômbia já tem a melhor participação de sua história em copas, e seu desempenho no Brasil se notabiliza ainda mais por estar fora de copas há 16 anos. A última participação foi em 1998, na França, quando caiu na primeira fase.
Alemães e franceses farão a primeira partida desta fase da Copa, no Maracanã. As atuações dos dois times, no entanto, têm sido irregulares. Após boas exibições na fase de grupos, as partidas de ambos nas oitavas de final não convenceram plenamente as torcidas. Enquanto os franceses foram dominados pela Nigéria durante quase todo o primeiro tempo, antes de vencer o jogo no final da segunda etapa, a Alemanha sofreu com os contra-ataques da Argélia durante todo o tempo normal, e só conseguiu marcar os gols da vitória na prorrogação.
Alemanha e França será o único jogo das quartas de final envolvendo dois campeões mundiais. O jogo de hoje marcará o quarto encontro entre os dois países em uma Copa. A primeira vez foi na disputa do terceiro lugar na Copa de 1958, na Suécia, com vitória dos franceses.
A Alemanha daria o troco em 1982. O jogo valeu pelas semifinais, e foi a primeira vez em copas que um jogo foi definido em cobranças de pênaltis. No terceiro encontro, a Alemanha voltaria a vencer, nas semifinais da Copa de 1986. Curiosamente, toda as vezes que a Alemanha venceu os franceses, terminou como vice-campeã do Mundial.
Os vencedores dos jogos de hoje vão se enfrentar nas semifinais, garantindo a partida de número 220 entre seleções dos dois continentes. Os sul-americanos levam vantagem, tendo vencido 91 jogos e perdido 79. Foram 49 empates, sendo sete deles desempatados nos pênaltis, com cinco vitórias sul-americanas e duas europeias.
*Colaborou Eurico Tavares
Fonte - Agência Brasil  04/07/2014

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Salvador tem a segunda maior ocupação hoteleira durante os jogos da Copa 2014

Salvador

Na primeira etapa do campeonato, os jogos realizados na Fonte Nova trouxeram à capital baiana as torcidas da Espanha, Holanda, Alemanha, Portugal, Suíça, França, Bósnia e Irã.
Além dos hotéis, os turistas estrangeiros movimentaram bares, restaurantes, lojas e prestadores de serviço, fortalecendo os negócios e a economia da capital baiana.

TB
foto - ilustração
Encerrada a fase de grupos da Copa do Mundo, a ocupação hoteleira nas cidades-sede dos jogos foi de cerca de 90% nos dias de jogos e na véspera deles. Os dados são do Fórum de Operadores Hoteleiros (FOHB).
No período entre 11 e 18 de junho, que correspondeu aos primeiros jogos da fase de grupos da Copa do Mundo, a média geral de ocupação hoteleira nas 12 cidades-sede, segundo a FOHB, foi de 80%, com os maiores índices ficando no Rio de Janeiro (92%) e Salvador (90%).
Na primeira etapa do campeonato, os jogos realizados na Fonte Nova trouxeram à capital baiana as torcidas da Espanha, Holanda, Alemanha, Portugal, Suíça, França, Bósnia e Irã.
Além dos hotéis, os turistas estrangeiros movimentaram bares, restaurantes, lojas e prestadores de serviço, fortalecendo os negócios e a economia da capital baiana.
O secretário do Turismo da Bahia, Pedro Galvão, afirma que a chamada ‘invasão’ estrangeira é muito bem-vinda: “Os jogos na Arena Fonte Nova trouxeram brasileiros e turistas de diversas nacionalidades, que incrementam a economia local e oferecem a perspectiva de crescimento futuro deste setor”, disse.
Carismáticos holandeses e simpáticos costa-riquenhos já começaram a chegar a Salvador para o jogo que acontece na Arena Fonte Nova, neste sábado (5). A Secretaria do Turismo mantém guias no Serviço de Atendimento ao Turista, instalado em pontos estratégicos da capital baiana (aeroporto, porto, hotéis, Terreiro de Jesus e Barra, dentre outros).
O Disque Bahia Turismo funciona 24h (71 3103-3103), além de aplicativos que podem ser acessados por smartphones, na palma da mão. “Objetivo é assegurar a todos uma boa estada, aliando elevados níveis de profissionalismo ao jeito acolhedor do baiano de receber o visitante”, finaliza Pedro Galvão.
Fonte - Tribuna da Bahia  03/07/2014

Viaduto desaba em BH mata pelo menos duas pessoas e fere 20....

Belo Horizonte

Um micro-ônibus, um carro e dois caminhões foram atingidos na avenida Pedro I - De acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde, além dos dois mortos, outras 20 vítimas ficaram feridas na queda da estrutura.

Do R7
Dois caminhões da empreiteira foram esmagados;
eles estariam vaziosPolícia Militar/Divulgação





Um viaduto em obras na avenida Pedro I desabou
Um micro-ônibus foi atingido pela estrutura
 Iran Barbosa/Divulgação
nesta quinta-feira (3) na região da Pampulha, em Belo Horizonte. Pelo menos duas pessoas morreram - uma delas é a motorista do micro-ônibus, Hanna Cristina dos Santos, de 26 anos. De acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde, além dos dois mortos, outras 20 vítimas ficaram feridas na queda da estrutura. No entanto, o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Edgard Estevo da Silva, confirma apenas um óbito.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, a estrutura atingiu dois caminhões, um micro-ônibus e um carro no bairro São João Batista.Os militares esperam ajuda do Exército para cortar o viaduto em blocos para ajudar no resgaste de possíveis vítimas.
Os feridos foram levados para os hospitais Odilon Behrens e Risoleta Neves. Os caminhões, de propriedade da empreiteira que realiza a obra, estavam vazios.
O vereador Iran Barbosa passava pela avenida quando ouviu o estouro e viu a estrutura desabar.
— Eu ia entrar na rua à direita quando ouvi o estalo. Peguei o viaduto caindo. A estrutura desabou sobre um micro-ônibus, um caminhão e um carro, que ficaram com as frentes completamente destruídas. É difícil que os três motoristas tenham sobrevivido, consigo ver os veículos esmagados.
Ele fotografou as primeiras imagens da tragédia e postou no Twitter. Em dez minutos, duas ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e oito viaturas do Corpo de Bombeiros iniciaram os trabalhos de resgate.
A Polícia Militar informou que dez viaturas estão no local. O helicóptero do Corpo de Bombeiros, seis viaturas e ambulâncias também auxiliam no socorro. A Sudecap (Superintendência de Desenvolvimento da Capital) também foi acionada.
Aparentemente, um conjunto habitacional vizinho ao viaduto não foi atingido.

Onde fica
A avenida Pedro I é um dos acessos das regiões norte e Venda Nova, em Belo Horizonte, até o Mineirão. A distância entre o estádio e o viaduto é de 5 km. A via está sendo ampliada para receber o BRT Move, que deveria ter ficado pronto para a Copa do Mundo. As estruturas, no entanto, só ficarão prontas no segundo semestre deste ano.

Viaduto corria risco de cair
Em fevereiro deste ano, a Pedro I ficou quase uma semana interditada por conta do risco de queda de outro viaduto em construção no complexo viário que recebe o BRT Move. A estrutura, sobre a rua Montese, no bairro Santa Branca, cedeu 30 cm por conta de dilatação das pistas. No acidente ninguém se feriu. Após análise da Sudecap (Superitendência de Desenvolvimento da Capital), o braço do viaduto foi reconstruído. O acidente aconteceu uma semana antes da estreia do BRT Move na capital mineira.
Fonte - R7.com   03/07/2014

Veja mais: 

Prefeitura de BH nega risco de queda de viaduto interditado na Pampulha

Trânsito fica interditado na Pedro I até a próxima semana para medidas emergenciais


Do R7 - 07/02/2014
Técnicos notaram deslocamento de 30 cm na cabeceira
da estrutura em construção - Record Minas
Interditado até a próxima semana por conta de um deslocamento irregular na lateral da estrutura, o viaduto em construção sobre a avenida Pedro I com rua Montese, na Pampulha, não corre risco de desabar. A afirmação é da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio de nota emitida nesta sexta-feira (7) em que cita análise da Sudecap (Superintendência de Desenvolvimento da Capital).

R7.com 07/02/2014

Aprovado projeto de lei que avança no Marco Regulatório para as OSCs

Cidadania

Marco regulatório trará regras claras para o trabalho de entidades que firmem parcerias com o poder público - O Projeto de Lei 7168/14, do Senado, que estabelece novas normas para parcerias voluntárias da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios com Organizações da Sociedade Civil (OSCs), garantindo maior segurança jurídica para as partes envolvidas.

Por Redação da RBA
© PRÓ-MAR/REPRODUÇÃO
São Paulo – A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (2) o Projeto de Lei 7168/14, do Senado, que estabelece novas normas para parcerias voluntárias da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios com Organizações da Sociedade Civil (OSCs), garantindo maior segurança jurídica para as partes envolvidas. A matéria será enviada pra sanção da presidenta Dilma Rousseff, que já manifestou apoio ao projeto.
A nova lei vai oferecer à sociedade regras claras para as parcerias que envolvam ou não transferência de recursos financeiros. Entre as inovações previstas na nova lei, está a criação de instrumentos jurídicos específicos para as parcerias, a exigência de qualificação das organizações, a desburocratização dos orçamentos e a maior segurança jurídica na prestação de contas.
O texto é resultado de inúmeras rodadas de consultas e debates públicos com a participação de representantes das OSCs e da Plataforma por um Novo Marco Regulatório para as Organizações da Sociedade Civil, aliança que reúne milhares de organizações que lutam há mais de dez anos pelo avanço da legislação que envolve as OSCs.
Para entender melhor o PL e a discussão em torno do marco regulatório, acesse a Cartilha PL 7168/2014: Construindo uma sociedade civil autônoma e transparente, publicada pela Abong – Organizações em Defesa dos Direitos e Bens Comuns.
Com reportagem do Observatório da Sociedade Civil
Fonte - Rede Brasil Atual  03/07/2014

Governo federal repassa R$1 bi para obras de mobilidade urbana em seis cidades

Mobilidade

O anúncio foi feito em evento fechado à imprensa no Palácio do Planalto, e contou com a presença dos prefeitos das cidades selecionadas e do ministro das Cidades, Gilberto Occhi.
Os recursos fazem parte dos R$ 50 bilhões para mobilidade urbana anunciados após as manifestações de junho de 2013, que cobraram, entre outras coisas, melhoria no transporte público. 

Paulo Victor Chagas 
Repórter da Agência Brasil 
foto - ilustração
A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje (2) o repasse de R$ 1 bilhão para investimentos em mobilidade urbana em Rio Branco, no Acre, Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e quatro municípios do ABC Paulista. O anúncio foi feito em evento fechado à imprensa no Palácio do Planalto, e contou com a presença dos prefeitos das cidades selecionadas e do ministro das Cidades, Gilberto Occhi.
Os recursos fazem parte dos R$ 50 bilhões para mobilidade urbana anunciados após as manifestações de junho de 2013, que cobraram, entre outras coisas, melhoria no transporte público. Os investimentos vão financiar projetos selecionados pelo Pacto da Mobilidade Urbana para as cidades.
Rio Branco vai receber R$69 milhões para a implantação de corredores de ônibus no centro da cidade, requalificação do corredor de transporte coletivo e construção de uma ponte sobre o Rio Acre. Além desses projetos, o município terá R$1 milhão para financiar a elaboração de estudo de viabilidade técnica e econômica para implantação de terminais de transporte coletivo e hidrográfico no Rio Acre.
De acordo com o prefeito da capital acriana, Marcus Alexandre, a construção da 5ª ponte sobre rio vai ligar duas regiões populosas do município. Após o encontro, ele disse que, junto com a ponte, será construído um corredor exclusivo de ônibus que liga um distrito a outro da cidade.”Com a seleção publicada, vamos apresentar todos projetos que entregamos ao Ministério das Cidades, e, tendo autorização, abriremos as licitações. Esperamos aproveitar esse ano para o início das obras, mas são obras para serem concluídas em 2016”, informou.
O município fluminense de Campos dos Goytacazes receberá R$ 463 milhões, que deverão ser investidos na implantação do aeromóvel e em estudos de viabilidade técnica e econômica para a implantação de um veículo leve sobre trilhos (VLT) para ligação com o aeroporto da cidade.
Para quatro municípios do ABC Paulista, os contratos e termos de compromisso assinados hoje somam R$550 milhões. O dinheiro será utilizado em obras como o corredor Norte-Sul de São Bernardo do Campo e para a elaboração de projetos de mobilidade urbana para municípios de toda a região. Diadema, Mauá e Rio Grande da Serra também foram contempladas.
Fonte - Agência Brasil   03/07/2014

BNDES aprova financiamento de R$ 1 bi para Fortaleza

Transportes sobre trilhos

O projeto prevê a construção de onze estações: Estação da Sé, Colégio Militar, Luiza Távora, Nunes Valente, Leonardo Mota, Papicu, HGF, Cidade 2.000, Bárbara de Alencar, CEC e Edson Queiroz. - Além das estações a serem construídas, haverá integração com as linhas Oeste e Sul na estação central Chico da Silva, totalizando doze estações. Serão 12,4 km de extensão. 

RF
foto - ilustração
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou ontem (02/07) financiamento de R$ 1 bilhão ao Estado do Ceará para a implantação da Linha Leste do metrô de Fortaleza. O investimento total previsto pelo Governo do Ceará para implantação da Linha Leste é de R$ 2,3 bilhões, o maior em mobilidade urbana da história do Ceará.
O projeto prevê a construção de onze estações: Estação da Sé, Colégio Militar, Luiza Távora, Nunes Valente, Leonardo Mota, Papicu, HGF, Cidade 2.000, Bárbara de Alencar, CEC e Edson Queiroz.
Além das estações a serem construídas, haverá integração com as linhas Oeste e Sul na estação central Chico da Silva, totalizando doze estações. Serão 12,4 km de extensão. A linha será operada com trens elétricos e, integrada com os demais modais de transporte, deve atender cerca de 400 mil pessoas diariamente.
O projeto faz parte dos investimentos em mobilidade urbana do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). A linha irá integrar o centro da capital cearense à região da Avenida Santos Dumont, onde se encontram os principais polos comerciais, universitários e financeiros da cidade, além da região da Avenida Washington Soares.
Durante a fase de construção da nova linha é estimada a geração de 2,5 mil empregos diretos e 3,2 mil empregos indiretos. Já para a operação da Linha Leste do metrô, estimam-se 1,2 mil empregos diretos novos.
Fonte - Revista Ferroviária  03/07/2014

Presença de campeões mundiais e surpresas marcam quartas de final

Copa no Brasil

Brasil, Alemanha, França e Argentina – na busca por mais uma taça. Também estão na disputa a Holanda, Bélgica, Colômbia e Costa Rica. Todas essas seleções terminaram em primeiro lugar em seus grupos. É a primeira vez que isso ocorre desde o Mundial de 1986, quando o sistema de oitavas de final passou a ser adotado após a fase de grupos.

Marcelo Brandão 
Repórter da Agência Brasil 
Brasil e Colômbia jogam pelas quartas de final
no Estádio Castelão, em Fortaleza
 Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Começam amanhã (4) as quartas de final da Copa do Mundo. Das 32 seleções que começaram o torneio, restam apenas oito, entre elas quatro campeãs do mundo – Brasil, Alemanha, França e Argentina – na busca por mais uma taça. Também estão na disputa a Holanda, Bélgica, Colômbia e Costa Rica. Todas essas seleções terminaram em primeiro lugar em seus grupos. É a primeira vez que isso ocorre desde o Mundial de 1986, quando o sistema de oitavas de final passou a ser adotado após a fase de grupos.
Apesar de credenciadas por títulos mundiais, as quatro campeãs não encheram os olhos do público, como têm feito a Colômbia e a Costa Rica, as surpresas do torneio. Mesmo que não passe pela favorita Holanda, o time costarriquenho já fez grande papel em campos brasileiros.
A Costa Rica terminou a primeira fase na liderança de um grupo que tinha o Uruguai, a Inglaterra e a Itália, apresentando um futebol convincente. O meio-campista Ruiz e o atacante Campbell são destaques da equipe que destronou campeãs mundiais e que, independentemente do que ocorrer no próximo sábado (5), será recebida com festa nas ruas de San José, a capital do país.
A Colômbia foi o time mais regular do torneio até agora, a única seleção que ainda não deu qualquer susto em seus torcedores e que tem enchido os olhos do público mais do que se imaginava. Após uma primeira fase irrepreensível, eliminou o Uruguai com facilidade. Mesmo semo atacante Suárez, suspenso pela Federação Internacional de Futebol após morder um jogador adversário durante a partida contra a Itália, esperava-se mais de um Uruguai que pouco ameaçou o gol de Ospina.
O Brasil deverá ter muito trabalho. Ter a torcida ao seu lado ou a presença da camisa canarinho em campo não garantirá o passaporte para as semifinais. Depois de uma partida difícil de oitavas de final contra o Chile, o Brasil precisará corrigir falhas para o jogo de amanhã (4) na Arena Castelão, em Fortaleza. Os brasileiros torcem para que o técnico Luiz Felipe Scolari tenha a receita para parar os habilidosos James Rodríguez e Cuadrado.
Alemães e franceses farão a primeira partida desta fase da Copa, no Maracanã. As atuações dos dois times, no entanto, têm sido irregulares. As partidas de ambos nas oitavas de final não convenceram plenamente a torcida. Enquanto os franceses foram dominados pela Nigéria durante quase todo o primeiro tempo antes de vencer o jogo no final da segunda etapa, a Alemanha sofreu com os contra-ataques da Argélia durante todo o tempo normal e só conseguiu marcar os gols da vitória na prorrogação.
A Holanda é favorita a vencer a Costa Rica, mas a partida contra o México, na fase anterior, mostrou que o time de Robben e Sneijder tem deficiências que podem ser exploradas pelo time da América Central. O torcedor holandês sabe que será difícil contar, mais uma vez, com dois gols salvadores nos últimos minutos, como ocorreu no jogo anterior.
Os torcedores brasileiros e argentinos ainda esperam uma grande atuação de suas seleções. Embora demonstrem otimismo após cada vitória, os argentinos ainda não viram um futebol à altura de seus jogadores. A vitória argentina sobre a Suíça nos últimos minutos foi, possivelmente, a melhor partida da equipe do técnico Alejandro Sabella.
Os “Diabos Vermelhos” vão, pela primeira vez nesta Copa, entrar em campo sem favoritismo, dispensado aos argentinos. Vencedora de todas as partidas na fase de grupos, a Bélgica chegou às quartas de final após uma partida sofrida contra os Estados Unidos,decidida apenas na prorrogação.Os contra-ataques em velocidade, com Lukaku, Origi e De Bruyne, podem ser uma arma contra a defesa argentina.
Fonte - Agência Brasil  03/07/2014

TCE libera concorrência para Linha 18-Bronze

São Paulo

Apesar da decisão do tribunal, o MP paulista estuda instaurar inquérito civil para apurar suspeita de vício na concorrência. " Precisamos verificar a ocorrência de vício relatado na ação cautelar e decidiremos até amanhã [hoje] sobre a instauração de um inquérito civil", afirmou Marcelo Daneluzzio, promotor de Justiça.... 

Valor Econômico
foto - ilustração
O Tribunal de Contas de São Paulo (TCE-SP) decidiu manter a concorrência internacional para construção da Linha 18 -Bronze do Metrô de São Paulo, o monotrilho de 15 km de extensão e 13 estações, que ligará a rede metroferroviária da capital à região do ABC. A obra está orçada em R$ 4,2 bilhões, com prazo de concessão de 25 anos e previsão de conclusão em 2018. O recebimento das propostas e a abertura dos envelopes estão marcados para hoje à tarde.
O conselheiro Antonio Roque Citadini rejeitou ontem pedido do Ministério Público de Contas (MPC), que havia solicitado a paralisação imediata do processo, devido a suposto risco de atuação do cartel metroferroviário, que teria agido entre 1998 e 2008, segundo investigações das autoridades financeiras da Suíça e do Ministério Público de São Paulo (MP-SP).
Citadini, relator do caso no tribunal, determinou arquivamento da representação do MPC, o que permitiu que a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) prosseguisse com a licitação. Em abril, o TCE havia concedido liminar suspendendo a concorrência, motivado por representação de uma empresa. Depois reviu a decisão. A STM informou, por meio da assessoria, que não há vício na concorrência e que ela foi considerada lícita pelo TCE.
Apesar da decisão do tribunal, o MP paulista estuda instaurar inquérito civil para apurar suspeita de vício na concorrência. " Precisamos verificar a ocorrência de vício relatado na ação cautelar e decidiremos até amanhã [hoje] sobre a instauração de um inquérito civil", afirmou Marcelo Daneluzzio, promotor de Justiça do Patrimônio Público e Social do MP.
Fonte - Revista Ferroviária  03/07/2014

Após paralisação, ônibus de duas empresas voltam às ruas

Salvador

Os trabalhadores deixaram os veículos nas garagens das empresas - que possuem o mesmo proprietário - para reivindicar melhores condições de trabalho, como pagamento de horas extras e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

A Tarde
Da Redação
foto - A Tarde
Após uma paralisação dos rodoviários da Capital e da Ilha Tropical, no início da manhã desta quinta-feira, 3, os ônibus destas duas empresas voltaram a circular em Salvador.
Os trabalhadores deixaram os veículos nas garagens das empresas - que possuem o mesmo proprietário - para reivindicar melhores condições de trabalho, como pagamento de horas extras e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).
O movimento chegou ao fim a partir de uma negociação mediada pelo secretário Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut), Fábio Mota.
"Faremos uma reunião agora pela manhã com as duas partes. Vamos para cima da empresa para ela pagar e resolver este transtorno. O que não pode acontecer é a descontinuidade deste serviço, por isso nós remanejamos as linhas de outras empresas para atender a população", explica.
De acordo com o diretor do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps), Jorge Castro, a paralisação pegou as empresas de surpresa.
"O sindicato (dos rodoviários) não apresentou nenhuma pauta, fez tudo escondido. Esta é uma atitude bastante irresponsável dos trabalhadores, e nós vamos entrar com um dissídio coletivo", afirma.
O Portal A TARDE tentou contato com o Sindicato dos Rodoviários, mas, até a publicação desta reportagem, não obteve retorno.
Fonte - A Tarde  03/07/2014

quarta-feira, 2 de julho de 2014

SALVE SALVE O DOIS DE JULHO.....A INDEPENDÊNCIA DA BAHIA

A nossa homenagem ao dia em que se comemora a data mais importante da Bahia
Salve Salve o Dois de Julho o dia da Independência da Bahia



Arquivo - Pregopontocom


Arquivo - Pregopontocom



Arquivo - Pregopontocom

Arquivo - Pregopontocom


Setenta mil pessoas já usaram o metrô desde inauguração

Transportes Sobre trilhos

Metrô é utilizado em dias de jogos por quem vai à Fonte Nova - Agora uma realidade o Metrô de Salvador passa a ser um novo, moderno e eficiente modelo de transporte a serviço da população de Salvador.

A Tarde
Da Redação
Raul Golinelli | Divulgação GOVBA



O metrô que já vem sendo usado desde o inicio desse mês,foi utilizado nesta terça-feira (01) por muitos americanos e belgas que foram à Arena Fonte Nova acompanhar suas seleções. Segundo a concessionária CCR Bahia, cerca de 70 mil pessoas já usaram o equipamento desde a inauguração, em 11 de junho. Em dias de jogos, o acesso é restrito aos torcedores. Mais informações podem ser obtidas no site da Secopa.
Fonte - A Tarde  02/07/2014


Embarque imediato na travessia de Mar Grande neste feriado

Salvador

O sistema está atendendo com oito embarcações, que trafegam em boas condições de navegação na Baía de Todos os Santos, que tem mar calmo e ventos fracos.

Política Livre
foto - TB
Quem planejou passar o feriado de 2 de julho nas praias da Ilha de Itaparica encontra facilidade de acesso através da travessia marítima entre Salvador e Mar Grande. O embarque a partir do Terminal Náutico, no Comércio, é imediato e os horários de saída ocorrem de 30 em 30 minutos, mas se o movimento de passageiros crescer o intervalo entre uma saída e outra das lanchas passa a ser de 15 minutos.
O sistema está atendendo com oito embarcações, que trafegam em boas condições de navegação na Baía de Todos os Santos, que tem mar calmo e ventos fracos.
O último horário do dia saindo de Mar Grande será às 18h30 e de Salvador, às 20h. Com o feriado da Independência e muito sol em Salvador, baianos e turistas vão embarcar em bom número nas escunas que fazem o passeio pelas ilhas da Baía de Todos os Santos.
Elas começam a sair às 9h do Terminal Náutico e só retornam a Salvador às 17h30. O passeio inclui duas paradas – uma na Ilha dos Frades e outra em Itaparica e a tarifa praticada é de R$ 40 por pessoa. As lanchas rápidas e os catamarãs da linha Salvador-Morro de São Paulo operam com movimento moderado de passageiros. Os horários oferecidos são às 8h30, 9h, 10h30, 13h e 14h30. As saídas de Morro de São Paulo ocorrem às 9h, 9h30, 12h30 e 15h. A viagem para o Morro dura em média 2h20, e a passagem custa R$ 75.
Fonte - Tribuna da Bahia  02/07/2014

Rio inaugura hoje estação intermodal e trem chinês

Rio de Janeiro

O evento, previsto para as 16h30, contará com a participação do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão; da secretária estadual de Transportes, Tatiana Carius; e dos presidentes da SuperVia e MetrôRio, Carlos José Cunha e Flavio Almada.

RF
foto - ilustração
A Estação Intermodal Maracanã, que une os serviços de trem e metrô e está em operação desde o início da Copa do Mundo nos dias de jogos no Rio de Janeiro, será inaugurada oficialmente hoje (02/07). O evento, previsto para as 16h30, contará com a participação do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão; da secretária estadual de Transportes, Tatiana Carius; e dos presidentes da SuperVia e MetrôRio, Carlos José Cunha e Flavio Almada.
A comitiva realizará também a viagem inaugural do primeiro dos 70 novos trens chineses adquiridos pelo Governo do Estado para a renovação da frota da SuperVia. A concessionária deve ainda colocar em operação o seu sétimo trem nacional.
Fonte - Revista Ferroviária   02/07/2014

Copa é indiscutivelmente um grande sucesso, diz Blatter

Copa no Brasil

Blatter participou da abertura do 3º Seminário de Gestão Esportiva da Fundação Getulio Vargas em parceria com a Fifa Master Alumni Association. "Só tenho a agradecer aos brasileiros por terem aceitado a Copa". E questionou "onde está a ira social?", em referência aos protestos contra o Mundial.

Vinícius Lisboa 
Repórter da Agência Brasil
Copa é indiscutivelmente um grande sucesso,
 diz presidente da Fifa Joseph Blatter
Tânia Rêgo/Agência Brasil
O presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter disse hoje (2), que a Copa do Mundo no Brasil é "indiscutivelmente, um grande sucesso". Blatter participou da abertura do 3º Seminário de Gestão Esportiva da Fundação Getulio Vargas em parceria com a Fifa Master Alumni Association. "Só tenho a agradecer aos brasileiros por terem aceitado a Copa". E questionou "onde está a ira social?", em referência aos protestos contra o Mundial.
"É lógico que ainda temos oito jogos pela frente. Vamos cruzar nossos dedos para que os outros sejam no mesmo padrão e na mesma atmosfera. A imprensa internacional já está dizendo que nada deu errado. Tudo está certo. Não vou dizer perfeito porque nada é perfeito, mas os estádios estão magníficos. O que foi construído é maravilhoso", disse o presidente da Fifa, que resumiu: "Não poderia estar mais feliz no momento".
Copa é indiscutivelmente um grande sucesso, diz presidente da Fifa Joseph BlatterTânia Rêgo/Agência Brasil
Blatter explicou que deve se reunir em breve com árbitros e técnicos para discutir aprimoramentos tecnológicos para o futebol, mudanças que ficarão para depois do Mundial. O dirigente também comemorou a inclusão do futebol em países sem tradição no esporte, como a Índia e China, que passarão a ter ligas profissionais neste ano.
Outro ponto comemorado pela Fifa foi a competitividade dos jogos, que tem recorrentemente chegados à prorrogação: "Não há mais nações dominantes no futebol. Isso acabou. Estão todos no mesmo nível, porque o nível aumentou. O futebol cresceu", disse Blatter.
Do lado de fora do evento, que aconteceu no centro do Rio, manifestantes promoveram um ato de escracho, usando cartazes com xingamentos contra a Fifa e questionando lucros da entidade, gastos públicos com o evento e violações aos direitos humanos em comunidades carentes, que, segundo eles, estariam relacionadas à Copa.
Fonte - Agência Brasil   02/07/2014

ANTT recebe contribuições para ferrovia entre TO e SP

Ferrovias

O projeto faz parte do Programa de Investimentos em Logística (PIL) do governo federal e o período para o envio de sugestões, que se iniciou ontem, vai até as 18 horas do dia 11 deste mês.

RF

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou ontem (01/07) a abertura de audiência pública com o objetivo de receber contribuições para o aprimoramento das minutas de edital, contrato e estudos preliminares sobre a concessão do trecho ferroviário compreendido entre Porto Nacional (TO) e Estrela D'Oeste (SP).
O projeto faz parte do Programa de Investimentos em Logística (PIL) do governo federal e o período para o envio de sugestões, que se iniciou ontem, vai até as 18 horas do dia 11 deste mês. As orientações para a participação da sociedade estão disponíveis no portal PIL Ferrovias - http://goo.gl/24mvCI.
A Agência anunciou ainda que realizará duas sessões presenciais para receber as contribuições para o edital. A primeira será realizada na próxima terça-feira (08/07), das 14 às 18h, no auditório do edifício-sede da ANTT, localizado no Setor de Clubes Esportivos Sul (SCES), lote 10, trecho 3, Projeto Orla, Polo 8, em Brasília-DF. E a segunda será em São Paulo, dois dias depois, também das 14h às 18h, em local a ser definido.
Informações e esclarecimentos adicionais poderão ser obtidos por meio do e-mail ap007_2014@antt.gov.br.
Fonte - Revista Ferroviária  02/07/2014

Milhões de toneladas de plástico sumiram do oceano

Meio Ambiente

Novo estudo sugere que animais estejam comendo nosso lixo - e, obviamente, isso não é bom - Pesquisadores da University of Western Australia monitoraram cinco dessas grandes ilhas de lixo entre 2010 e 2011 e perceberam que a sua quantidade era bem menor do que a esperada: 40 mil toneladas.

RA

Por mais de uma década, cientistas monitoram milhões de toneladas de lixo nos oceanos. Algumas ilhas artificiais de plástico chegaram a ser formadas, como a Grande Porção de Lixo do Pacífico. Mas de acordo com um novo estudo, algo preocupante está acontecendo: 99% dos plásticos que deveriam estar nos oceanos estão desaparecendo.
Pesquisadores da University of Western Australia monitoraram cinco dessas grandes ilhas de lixo entre 2010 e 2011 e perceberam que a sua quantidade era bem menor do que a esperada: 40 mil toneladas. Mas se sabe que foi despejada uma maior quantidade. Então o que aconteceu?
Como boa parte do plástico do oceano fica em tamanho reduzido (se não microscópico) pela ação da água e da radiação solar, cientistas acreditam que o material pode ter entrado na cadeia alimentar marinha. E isso é ruim, não apenas pelo impacto direto em peixes e outras criaturas, como na nossa dieta. Se peixes comem plástico e nós comemos peixes, a lógica é que também estamos ingerindo material tóxico. Agora mais pesquisa é necessária para notar que tipo de efeito colateral esse fenômeno pode causar.
Fonte - Revista Amazônia  01/07/2014

terça-feira, 1 de julho de 2014

Construção de túnel entre Santos e São Vicente divide opiniões

Infraestrutura

A liberação da verba de R$ 456,3 milhões para a viabilização do equipamento viário foi anunciada nesta quinta-feira pela presidente Dilma Rousseff

A Tribuna On-line

A construção de um corredor metropolitano com faixa exclusiva de ônibus e o túnel ligando as zonas Leste e Noroeste de Santos, chegando próximo a São Vicente, divide a opinião de moradores da Baixada Santista. Muitos conhecem o projeto, mas duvidam que saia do papel. Outros temem assaltos. Há ainda aqueles que defendem o foco na ligação entre Santos e Guarujá e no Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para depois pensar em novas estruturas.
A liberação da verba de R$ 456,3 milhões para a viabilização do equipamento viário foi anunciada nesta quinta-feira pela presidente Dilma Rousseff, no Teatro Coliseu, em Santos. A previsão é de que a obra seja concluída em 2018.
Ricardo Dias acredita que o túnel vai, realmente, facilitar a vida das pessoas. "O projeto é novela antiga. Todo mundo sabe que o túnel encurtaria a distância de um trajeto que hoje é feito pela rota mais comprida, circundando as duas cidades - e portanto, o menos inteligente e eficiente. Assim como o VLT vai facilitar e muito a vida das pessoas''.
Para Jeffeson Lira, a implantação do túnel vai desafogar Santos nos horários críticos. "Isso vai nos ajudar na hora de sair e chegar ao trabalho".
Roberto Maransaldi gostou da notícia. "A ligação entre a Zona Noroeste e o centro da cidade é a mais importante obra que o povo santista e o vicentino podem esperar de um governo. É uma obra para a mobilidade do povo do litoral, ao contrário de outras obras que apenas interessam aos paulistanos e turistas".

Assaltos
"Acredito que não trará muitos benefícios, porque fazer túnel agora "virou moda" por aqui. O que terá de assalto. Tinham que agilizar o do Guarujá. Quanto a Santos e São Vicente, acredito que viadutos poderiam ser mais interessantes", disse Graziela Fortunata.
"O maior problema vai ser não ser assaltado no caminho", reiterou Inglid Souza. Nair Cortina e Ludimila Menezes também observam como prioridade trabalhos que já estão em andamento. "O VLT já vai resolver. Urgente é a via seca Santos e Guarujá", afirmou Nair. "Querem começar uma obra, sem terminar outra? e o VLT?", questionou Ludimila.
Diana Rosa é cética em relação à concretização do projeto. "Qual a previsão deste túnel ficar pronto? Não adianta se arrastar por anos para ir ganhando votos". Já Luciana Correia tem dúvidas sobre o traçado. "O vereador Manoel Constantino sempre argumentou esse túnel em suas campanhas políticas, porém tenho muitas dúvidas quanto ao projeto. A saída no Marapé que hoje já se encontra saturado de carros, depois desses condomínios instalados no bairro, na Vila São Jorge, a saída entre dois conjuntos habitacionais também".

Projeto
O túnel entre Santos e São Vicente terá três faixas de rolamentos, umas delas exclusiva para ônibus, além de passagens para pedestres e ciclistas. Uma das embocaduras deve ser em frente à Rua Dom Suarte Leopoldo e Silva, no Marapé. A outra deverá ficar na Avenida Divisória, na Vila São Jorge, próximo ao limite de São Vicente. Ao todo, serão 1.350 metros de extensão, com uma estrutura dotada de sistemas de ventilação, iluminação e câmeras de segurança.
Fonte - STEFZS  01/07/2014

Argentina vai às quartas de final com gol a três minutos do fim da prorrogação

Copa no Brasil

Gol a três minutos do fim da prorrogação leva Argentina às quartas de final. - Argentina conseguiu se classificar para as quartas de final da Copa do Mundo, eliminando a Suíça. 

Elaine Patricia Cruz 
Repórter da Agência Brasil 
Ag. Brasil
Foi sofrido, mas, com um gol marcado por Di María aos 12 minutos da segunda etapa da prorrogação, a Argentina conseguiu se classificar para as quartas de final da Copa do Mundo, eliminando a Suíça. Agora, a Argentina espera o vencedor do jogo entre a Bélgica e os Estados Unidos, que jogam ainda hoje (1º), às 17h, em Salvador, para conhecer seu adversário na próxima etapa do Mundial.
Argentinos e brasileiros constituíam a maior parte dos torcedores no Itaquerão, palco da partida, mas havia também um bom número de suíços no estádio.
A festa no primeiro tempo foi dominada pelos argentinos, que cantavam, gritavam e pulavam nas arquibancadas. Para provocar os argentinos e acirrar a rivalidade futebolística, em duas oportunidades, os brasileiros arriscaram um coro de “pentacampeão” no estádio: no primeiro e no segundo tempos. Também houve provocações de brasileiros enaltecendo Pelé e criticando Maradona, maior ídolo do futebol argentino. Na segunda etapa, a torcida argentina calou-se, voltando a se manifestar apeas na prorrogação.
O jogo começou com muita disputa no meio de campo. Só aos 7 minutos é que surgiu uma bela jogada, com o suíço Mehmedi arrancando os primeiros gritos e aplausos da torcida no estádio. A defesa argentina afastou o perigo. A Argentina, por sua vez, só conseguiu dar o primeiro chute a gol aos 12 minutos, com Messi, para defesa fácil do goleiro Benaglio.
Aos 24 minutos, em cobrança de falta na área suíça, Messi levantou a bola para Higuaín, de cabeça, mandar por cima do gol. Aos 26 minutos, a Suíça respondeu, mas o goleiro Romero afastou o perigo, tirando a bola com o pé.
A Argentina teve o maior tempo de bola no primeiro tempo, mas as principais jogadas – e mais perigosas – foram da Suíça. A principal delas ocorreu aos 38 minutos, colocando o estádio em êxtase: Shaqiri fez uma bela jogada e tocou a bola para Drmic que, completamente sozinho, tentou encobrir o goleiro, mas acabou tocando fraco, permitindo a defesa de Romero. Dois minutos depois, quando os argentinos tocavam a bola no campo de ataque, começaram as primeiras vaias no estádio.
Na segunda etapa, a Argentina voltou pressionando, mas a melhor jogada foi da Suíça, aos 5 minutos, novamente com Shaqiri tocando para Drmic, que chutou mal e perdeu nova oportunidade de gol.
Depois disso, a equipe de Messi dominou o jogo, embora tenha criando poucas chances de gol. Aos 13 minutos, após triangulação na grande área, o goleiro suíço fez boa defesa em chute de Rojo. Aos 16 minutos, o goleiro fez outra grande defesa em cabeçada de Higuaín, após cruzamento de Rojo. Seis minutos depois, Messi chutou de fora da área, exigindo nova defesa de Benaglio.
Aos 32 minutos, Messi chutou rasteiro e o goleiro espalmou. Na tentativa de recuperar a bola, Benaglio chocou-se com o argentino Palacio. O juiz não marcou falta e a defesa suíça conseguiu colocar a bola para escanteio.
Na primeira etapa da prorrogação, as duas equipes pouco criaram ou arriscaram em busca do gol.
A torcida brasileira, em maior número no estádio, passou então a aproveitar o momento de tensão e silêncio dos argentinos para gritar olé a todo momento em que a seleção suíça tocava na bola. Na segunda etapa, a Argentina voltou a pressionar a Suíça. Logo aos três minutos, Di María deu um belo chute da entrada da área, que exigiu boa defesa de Benaglio. O gol, porém, só veio aos 12 minutos da segunda etapa da prorrogação: Di María, o mais ativo jogador argentino, recebeu a bola de Messi e mandou para o fundo da rede, fazendo o único gol do jogo.
No minuto seguinte, a Suíça teve a chance do empate, mas a cabeçada de Dzemaili tocou no travessão. Já nos acréscimos da prorrogação, o juiz marcou uma falta perigosa, quase na entrada da grande área para a Suíça, mas Shaqiri cobrou em cima da barreira.
Fonte - Agência Brasil   01/07/2014