sábado, 30 de novembro de 2013

QUEM VAI BOTAR ORDEM NESSA BAGUNÇA???!!!!...

Salvador

BAIXA DE QUINTAS O INFERNO É AQUI

Da Redação

Transito desorganizado e travado,carros estacionados nas calçadas e em fila dupla ou atravessados nas vias.Oficinas estrelas em cima das calçadas e ao longo das vias,comércios irregulares,locais públicos ocupados com oficinas e um sucatão, calçadas bloqueadas,pedestres obrigados a andarem pelo meio da rua dividindo o espaço com os veículos,ônibus presos no engarrafamento,uma baderna total,... FISCALIZAÇÃO??????...... NENHUMA.
Tempo que levamos hoje pela manhã as 10:45 hs para dar uma volta completa (contornar) nas duas vias de mão única,(entrada e saída) no local,quase uma hora,(52 minutos) entrando e retornando a Av.Heitor Dias (Bairro Reis) num percusso de menos de "dois Km". - Fomos ao local para comprovar - ISSO É SALVADOR....UMA CIDADE "NÃO" PARA PESSOAS.
Pregopontocom 30/11/2013






















































Trem do Samba vai reunir mais de 400 mil pessoas, dizem organizadores

Cultura

Da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O Trem do Samba, tradicional evento que marca o dia nacional do gênero musical, espera receber mais de 400 mil pessoas este ano, segundo a expectativa dos organizadores. Realizada desde 1991, a festa reúne cantores, músicos e populares em rodas de samba dentro das composições da linha ferroviária urbana da região metropolitana do Rio.
A novidade deste ano é que os usuários de smartphonespoderão fazer download gratuito do aplicativo ITremsamba, que servirá como guia de bolso da festa. Entre as funcionalidades da ferramenta estão a possibilidade de definir sua agenda fazendo a seleção de shows favoritos, o mapa de Oswaldo Cruz por pontos de interesse entre palcos, rodas de samba e a tenda do saber, espaço dedicado a palestras e debates sobre samba.
Na próxima segunda-feira (2), quando se comemora o Dia Nacional do Samba, a festa contará com uma série de shows, que serão realizados em Oswaldo Cruz. No dia 7, quatro trens e 32 vagões estarão reservados para levar o público ao bairro. Cada composição terá oito vagões com diversas atrações, como Clube do Samba, Sambalegre e Bloco Manga Preta. A Supervia, concessionária que administra os trens, informou que cerca de 15 mil pessoas devem utilizar o serviço no dia do evento.
De acordo com o idelizador da festa, o sambista Marquinhos Oswaldo Cruz, o Trem do Samba é o maior festival de música tradicional do país. "A intenção é promover a interação entre os grandes nomes do samba e o público, além de levar conhecimento por meio do resgate dessa cultura. O que nós estamos fazendo é uma recriação das rodas tradicionais, que foram esquecidas ao longo do tempo", disse.
O evento é gratuito, incluindo a entrada nos trens no dia 7. Os organizadores, no entanto, pedem 1 quilo de alimento não perecível, ajudando a garantir 1 milhão e 800 mil refeições para cerca de 300 asilos, creches e orfanatos. No último ano, o evento arrecadou mais de 2,5 toneladas de alimentos.
A programação completa da festa pode ser consultada no site   " www.tremdosamba.com.br "
Fonte - Agência Brasil  30/11/2013

Cubanos embarcam para estados onde irão atuar pelo Mais Médicos

Saúde


Os 3 mil cubanos que vieram participar da segunda etapa do Programa Mais Médicos começaram a embarcar para as capitais dos estados onde atuarão. Eles partiram de Brasília, Fortaleza, Vitória, Belo Horizonte e São Paulo, onde participaram do módulo de acolhimento e avaliação. O ministro da Saúde acompanhou o embarque de um grupo para Rio Branco...

Aline Valcarenghi
Repórter da Agência Brasil

Brasília - Os 3 mil médicos cubanos que vieram participar da segunda etapa do Programa Mais Médicos começaram hoje (30) a embarcar para as capitais dos estados onde irão atuar. Eles partiram de Brasília, Fortaleza, Vitória, Belo Horizonte e de São Paulo, onde participaram do módulo de acolhimento e avaliação por três semanas. Os médicos ainda passarão alguns dias na capital do estado onde atuarão para se familiarizar com os hospitais e clínicas especializados. De acordo com o Ministério da Saúde, eles começam a trabalhar no dia 9 de dezembro.
Em Brasília, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, acompanhou o embarque de um grupo de profissionais para Rio Branco (AC). De acordo com ele, até 31 de dezembro profissionais do Mais Médicos chegarão a todos os municípios da Amazônia Legal e do Semiárido nordestino que fizeram a solicitação.
Atualmente, cerca de 3.600 profissionais estão atendendo pelo programa, sendo 819 brasileiros e 2.845 estrangeiros. Esses médicos estão em 1.098 municípios e 19 distritos indígenas, a maioria deles no Norte e Nordeste.
Segundo o ministro, a expectativa é que todos os municípios tenham recebido os 13 mil médicos previstos pelo programa até março de 2014. Até o fim de dezembro, mais de 6,6 mil médicos atuarão no país, o que representa impacto na assistência em atenção básica de mais de 22,7 milhões de pessoas.
As inscrições para a terceira etapa do Mais Médicos foram abertas na última quinta-feira (28). Os interessados devem se inscrever no site " maismedicos.saude.gov.br ". Para formados no Brasil, a inscrição vai até 9 de dezembro. Médicos com registro profissional em outros países devem anexar ao formulário os documentos validados pelos consulados até o dia 13. Estarão disponíveis para o preenchimento de vagas nesta etapa todos os municípios que ainda não receberam nenhum profissional do programa.
Fonte - Agência Brasil 30/11/2013

Incêndio do Memorial da América Latina deixou 25 bombeiros feridos

Notícias


Os bombeiros encerraram os trabalhos de rescaldo do incêndio que destruiu completa- mente o Auditório Simón Bolivár, do Memorial da América Latina. Foram 15 horas de combate ao incêndio, envolvendo 100 homens, dos quais 25 ficaram feridos...

Marli Moreira
Repórter da Agência Brasil

São Paulo - Os bombeiros encerraram por volta do meio-dia de hoje (30) os trabalhos de rescaldo do incêndio que destruiu completamente o Auditório Simón Bolivár do Memorial da América Latina, na zona oeste da capital paulista. Foram 15 horas de combate ao incêndio envolvendo 100 homens, dos quais 25 ficaram feridos. Cinco bombeiros permanecem internados no Hospital das Clínicas, quatro deles em estado grave.
Segundo o major Wagner Lechener, neste momento é feito o trabalho de inspeção por peritos da Polícia Científica e, em seguida, peritos da Polícia Civil vão avaliar o comprometimento da estrutura. Ele informou que uma equipe do Corpo de Bombeiros permanece no local apenas por prevenção, mas que não existem mais focos de incêndio.

O diretor do memorial, João Batista Andrade, exibiu aos jornalistas presentes o laudo do Corpo de Bombeiros que mostra que as condições de segurança do local estavam em dia. Ao ser questionado sobre o Alvará de Funcionamento, ele argumentou que a prefeitura havia solicitado pequenas modificações e que todas elas foram cumpridas, mas que ele ainda não está com o documento em mãos. Andrade disse que tem a informação da prefeitura de que os reparos foram aprovados. “Estamos tentando resolver essa questão do alvará. Tudo que é necessário foi feito e não sei porque o documento ainda não chegou”, disse.
O secretário estadual de Cultura, Marcelo Araujo, disse que medidas só serão tomadas após a avaliação dos peritos.
Fonte - Agência Brasil  30/11/2013

Previdência alerta para golpe da falsa convocação de segurados do INSS

Utilidade Pública

Da Agência Brasil
Brasília - Aposentados devem estar atentos a golpe que tem se tornado recorrente nos últimos meses: uma correspondência sobre uma falsa Auditoria Geral da Previdência, convocando-os para uma "chamada para resgate". O alerta foi dado hoje (29) pela Previdência Social. Segundo a pasta, quatro pessoas se dirigiram a agências da Previdência Social para entender sobre o que se tratava.
Segundo o falso texto, os segurados teriam direito a resgate de valores devidos a participantes de carteiras de pecúlio que teriam sido descontados da folha de pagamento como aposentadoria complementar.
A Previdência Social esclarece que não entra em contato com seus segurados por meio desse tipo de correspondência nem tem relação com planos de previdência complementar para segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “Os benefícios pagos mensalmente pelo INSS são da previdência pública, contributiva por todos os trabalhadores filiados ao Regime Geral de Previdência Social", esclarece nota do ministério.
A orientação é que o cidadão que for vítima desse tipo de abordagem registre imediatamente um boletim de ocorrência na Polícia Civil e comunique o fato à Ouvidoria Geral da Previdência Social. Para entrar em contato com a Ouvidoria, basta ligar na Central 135 ou acessar a página do Ministério da Previdência Social na internet.
A Previdência Social também alerta a população para que não forneça os dados pessoais para terceiros, já que as informações podem ser utilizados para fins ilícitos, e lembra que não solicita dados pessoais dos segurados por e-mail ou telefone.
A principal recomendação da instituição aos segurados é que não utilizem intermediários para entrar em contato com a Previdência. O cidadão também pode agendar uma visita a uma Agência da Previdência Social, onde será atendido por um servidor especializado e receberá as devidas orientações.
Fonte - Agência Brasil  29/11/2013

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

População questiona escolha da Cidade Baixa para o réveillon de Salvador

Cidade

Carlos Vianna Junior
TB
foto - ilustração
Com o anúncio do prefeito ACM Neto sobre a mudança do local de celebração do Réveillon, da Barra para a Praça Cairu, a Tribuna quis saber como a população recebeu a novidade. O questionamento mais comum foi sobre a capacidade da praça, onde está o Mercado Modelo.
Apesar de gostarem da ideia, alguns acreditam que ela é muito pequena para receber o número de pessoas que serão atraídas pelas boas atrações. Já estão confirmados shows de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Saulo e Pablo. Outro ponto ressaltado pelos entrevistados é a dificuldade no novo local para a tradicional entrada no mar quando da entrega das oferendas à Rainha das Águas.
A novidade foi bem recebida pelo comerciante Samyr Abidalla, proprietário de um dos boxes do Mercado Modelo, há 20 anos. Ele, no entanto, discorda do fim a festa na Barra. “Poderia ser nos dois lugares. A Barra já tem uma tradição e não se desfaz uma história assim”, disse. Segundo o prefeito ACM Neto, o Réveillon da Barra estará suspenso devido às obras que estão em andamento no local.
Abidalla não acredita que a Praça Cairu tenha problemas para receber o público da festa. “Espaço tem. A segurança é que deveria ser uma preocupação. É uma região com muito sacizeiros”, advertiu. Ele resalta a beleza da praça, mas aponta outra situação que pode ser um ponto negativo para o Réveillon na Cidade Baixa. “As oferendas serão feitas e isso vai ser bonito. O problema é a sujeira da água, ninguém vai querer entrar, ou pelo menos não deveria. Além disso, é um mar com muitas ostras que podem cortar a quem se arriscar”, acrescentou.

Local da Cidade Baixa é um dos mais visitados
Para José Francisco Borges, vendedor de flores na região próxima à Praça Cairu, há mais de 50 anos, a festa pode ser um sonho, mas lhe falta a certeza de ser realizada do jeito que ele pensa. “Vou vender mais flores do que nunca vendi, imagino, mas não sei se vão me deixar aqui, e esse é o problema”, explicou. Ele acredita que o local é perfeito para a celebração da passagem do ano. Para a possibilidade da área não ter capacidade de receber um número grande de pessoas, Borges dá a solução. “Tem a Praça Municipal, lá em cima. As pessoas não precisam descer para ver os shows”, sugere.
O corretor de seguros, Eliezer Alcântara dos Santos, foi um dos poucos que não concordou com a mudança. Para ele a Cidade Baixa não tem condição de sediar eventos desse porte. E não é somente a falta de espaço e de estrutura que lhe faz pensar assim. “A praça fica no fundo do Mercado Modelo, de onde não se tem uma visão do mar e Réveillon e o mar têm que estar juntos”, aponta.
Até quem não conhece Salvador tão bem apresenta motivos para desconfiar que a festa de Ano Novo, realizada na área velha da cidade, pode não ser uma grande ideia. O estudante de Tocantins, fazendo turismo na Cidade Baixa, acredita que esse tipo de festa deveria ser realizada à beira de um mar onde as pessoas possam mergulhar e fazer seus pedidos dentro da água. Mas é sua companheira de viagem quem levanta uma questão não pensada até então. “E esses prédios tão antigos e mal conservados aguentarão a multidão dançando e a força da aparelhagem de som?”, perguntou.
De acordo com o prefeito, o Réveillon vai deixar de acontecer na Barra por conta das obras de requalificação da orla. A festa na Praça Cairu será realizada durante quatro dias. Começa no dia 29 e segue até o dia 1º de janeiro, com o projeto Pôr do Som, de Daniela Mercury. No dia 31 acontecerão shows de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Saulo e Pablo.
A reportagem procurou a assessoria da Saltur para saber maiores detalhes da festa, principalmente em relação às mudanças que devem ocorre no local para adequar a Praça Cairu como espaço de shows. A assessoria informou que todos os detalhes serão anunciados, provavelmente, na próxima quinta-feira, 5. Será anunciada, inclusive, uma grande atração artística cujo nome está mantido em segredo.
Fonte - Tribuna da Bahia  29/11/2013

Consumidor deve estar atento para evitar problemas com as compras da Black Friday

Utilidade pública

Karine Melo e Daniel Lima
Repórteres da Agência Brasil
foto - ilustração
Brasília – O bota-fora dos produtos para a renovação do estoque destinado às vendas de fim de ano é uma tradição norte-americana, mas no Brasil o dia de liquidações Black Friday mostra a cada ano que também caiu no gosto popular. Aqui, a novidade chegou há apenas três anos, mas a expectativa é que as vendas desta sexta-feira, só via internet, cheguem a R$ 390 milhões, cifra 50% superior à do ano passado, segundo o e-Bit, empresa especializada em medição de comércio eletrônico.
O termo foi criado pelo varejo nos Estados Unidos para nomear as vendas promocionais da última sexta-feira de novembro após o feriado de Ação de Graças. Durante a promoção, as empresas prometem descontos que podem passar de 70%. No entanto, as ofertas também trazem o risco de transtorno para os consumidores. Segundo o site Reclame Aqui - http://www.reclameaqui.com.br - só nas primeiras seis horas da promoção, as três lojas mais reclamadas – Extra, Ponto Frio e Casas Bahia - já receberam mais queixas do que as registradas para cada uma delas durante o ano.
Entre as dez empresas que lideram o ranking de problemas, até as 11h30, já eram mais de mil reclamações, mas a expectativa é que o horário de almoço registre pico de problemas.
Apesar de as ofertas parecerem atrativas, no Brasil, a orientação dos órgãos de defesa do consumidor é evitar as compras por impulso. Muitos consumidores têm denunciado que algumas lojas elevaram os preços dos produtos antes da promoção ou estão ofertando produtos com o mesmo preço do dia anterior.
Para evitar dor de cabeça, o ideal é ter um preço de referência do produto antes do dia de promoções. Outro cuidado que o consumidor deve ter é evitar comprar em lojas desconhecidas e que ofereçam preço muito abaixo do normalmente encontrado.
A Fundação Procon-SP sugere aos consumidores que, caso se deparem com problemas como promessa de promoção com preços iguais aos praticados dias antes da Blacky Friday, ou mudança de preço no momento da finalização da compra feita por meio da internet, por exemplo, denunciem nas redes sociais.
No Twitter (@proconspoficial) usando hashtag #deolhonaBlackFriday - ou clicando aqui no https://twitter.com/#deolhonaBlackFriday - o consumidor pode denunciar problemas ou receber informações. O mesmo procedimento pode ser feito no Facebook (www.facebook.com/proconsp). O Procon-SP também colocou na internet uma lista de sites não recomendados para compras virtuais. Para saber mais clique no link http://ebcnare.de/18b9A51.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), independentemente de estar em oferta ou não, o desconto nos preços “não exime os estabelecimentos de observarem integralmente a legislação que protege o consumidor”.
Segundo o Idec, no caso de o produto defeituoso não ser trocado ou ter o problema resolvido pelo vendedor ou fabricante no prazo de 30 dias, o consumidor poderá escolher entre três opções: exigir a troca por outro produto idêntico, exigir a devolução integral do dinheiro ou o abatimento proporcional do preço.
Outro direito do consumidor é que as compras feitas na internet, conforme o Código de Defesa do Consumidor, podem ser canceladas em sete dias a partir do prazo da entrega.
O Idec também lembra que toda informação transmitida ao consumidor, por meio de publicidade, embalagens ou mesmo declarações dos vendedores torna-se uma cláusula contratual a ser cumprida pelos lojistas e fabricantes. Sendo assim, os produtos devem ser vendidos exatamente pelos preços e nas condições anunciados na mídia, cartazes ou outros meios. O consumidor pode recorrer aos Procons e à Justiça em caso de descumprimento.
Fonte - Agência Brasil  29/11/2013

Criação de empresas tem melhor desempenho para mês de outubro desde 2010, diz Serasa

Economia

Marli Moreira
Repórter da Agência Brasil 
foto - ilustração
São Paulo – Depois de queda de 3,5% em setembro, a abertura de empresas no país voltou a crescer em outubro e atingiu o melhor desempenho registrado no período desde 2010, segundo mostra pesquisa da Serasa Experian. No mês passado, foram criadas 172.547 companhias, 2,5% acima do registrado em setembro.
Em outubro do ano passado, foram abertas 146.170 empresas; em igual mês de 2011, 151.005; e em 2010, 164.160. O Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas mostra ainda que, de janeiro a outubro deste ano, surgiram 1.599.989 de empresas, crescimento de 8,1% sobre igual período de 2012.
O economista Luiz Rabi, responsável pela pesquisa, avalia que “cada vez mais as pessoas físicas têm se transformado em pessoas jurídicas em busca das vantagens oferecidas pela formalização de seus empreendimentos, principalmente, no acesso ao crédito com taxas de financiamento mais baixas”.
Os microempreendedores individuais responderam por 69,3% das novas empresas (119.587) em outubro, aumento de 2,8% do que em setembro. Já as empresas individuais registraram alta de 4,9%, passando de 17.878, em setembro, para 18.761 em outubro. Enquanto a quantidade de sociedades limitadas caiu 1,1%, com 23.447 em outubro, ante 23.714 em setembro.
Do total de empresas criadas de janeiro a outubro, 68,1% foram microempreendedores individuais, 11,9% de empresas individuais e 14,1% de sociedades limitadas. A maioria fica na Região Sudeste (50,4%). Em seguida, aparecem o Nordeste (18,2%), o Sul (16,4%) e Centro-Oeste (9,4%).
A formalização de negócios tem ocorrido, principalmente, no setor de serviços. De janeiro a outubro de 2013, foram abertas 917.460 empresas no setor, 57,3% do total. No ramo comercial, surgiram 524.196 companhias (32,7%) e, no setor industrial, 130.682 empresas (8,1%).
Fonte - Agência Brasil 29/11/2013

Bons negócios no Brasil - Opinião:

Economia

O Globo
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann é ministra-chefe da Casa Civil
Wikipédia
O resultado positivo dos leilões dos aeroportos do Galeão e de Confins confirma que existe uma grande confiança nos negócios no Brasil não só aqui dentro, mas também lá fora. Nosso país é hoje uma nação com democracia sólida, economia organizada, elevado índice de previsibilidade e um projeto vitorioso de justiça social.
Na condução do programa de concessões, e na coordenação entre os ministros para sua execução, estamos atuando em parceria e permanente diálogo para evitar erros e improvisações. Ouvimos construtores e investidores, conversamos com representantes do Tribunal de Contas da União e de todos os demais órgãos envolvidos, em busca das decisões mais corretas e equilibradas.
O aeroporto do Galeão recebeu R$ 19 bi, 294% de ágio, e Confins, depois de uma persistente disputa, foi leiloado por R$ 1,8 bi, com 66% de ágio. Guarulhos, no ano passado, chegou a R$ 16,2 bilhões, com ágio de 373%. Viracopos, em Campinas, saiu por R$ 3,8 bilhões, ágio de 159,8%. Já o aeroporto de Brasília foi arrematado por R$ 4,5 bilhões, com ágio de 673%.
Na média, o ágio é de 316%, o que mostra o tamanho do desacerto das análises pessimistas. A verdade é que as concessões no setor aéreo são projetos vencedores. E não poderia ser diferente. O volume de passageiros nos aeroportos brasileiros aumentou em 171% desde 2002 e as estimativas são de que o crescimento prosseguirá nos próximos anos, até pelo aumento do poder aquisitivo da nossa população.
Quem viajava 50 horas de ônibus para chegar ao destino pode vencer o mesmo trajeto em menos de cinco horas se for de avião. É o caso da parcela expressiva da população que migrou do Nordeste e ajudou a construir nossa prosperidade no Sudeste, imortalizada nos belos versos do poeta Capiba: “Voltei, Recife! Foi a saudade que me trouxe pelo braço...”
Seja levado pela saudade, pela necessidade ou pela vontade, o fato é que todo viajante merece conforto e segurança. A nossa meta é criar as condições para que a Infraero (sócia minoritária nos aeroportos com 49% de participação) possa atender melhor os usuários em todo o sistema.
A exemplo dos aeroportos, as concessões de rodovias, portos e ferrovias formam um grande e atraente portfólio para empresas, fundos, operadores e bancos. Agora, estamos aguardando o Tribunal de Contas da União manifestar-se sobre os arrendamentos dos terminais dos portos de Santos e do Pará, além de trechos de algumas ferrovias, para definir a data dos leilões.
Em portos, nos últimos meses, 75 terminais de uso privado passaram por consulta pública e estão na fase de apresentação de documentação para receber outorga de funcionamento. Isso sem contar os novos arrendamentos. Trata-se de uma mudança e tanto, uma vez que lançamos os programas há apenas um ano a um ano e meio.
Aliás, acredito que o tempo mostrará a correta ação do governo em levar adiante, mesmo em tão curto espaço de tempo, um programa tão diversificado, abrangente e ousado para transformar nossa infraestrutura e melhorar nossa logística.
Estamos vencendo os desafios com planejamento e flexibilidade, determinação e interação, mediações de interesses e adequações. Exatamente como é preciso fazer para que o Brasil continue no rumo do desenvolvimento. Os que torcem contra que me desculpem, mas não terão o que comemorar.
O sucesso dos leilões deste ano, incluindo os de transmissão de energia, 11ª rodada de petróleo e, claro, o do campo petrolífero de Libra sinaliza que devemos nos concentrar naquilo que realmente importa: fortalecer a parceria com o setor privado para expandir e melhorar a qualidade na prestação dos serviços, sem prejuízo para o Estado, que continuará guardando o patrimônio público, como é o interesse maior do povo brasileiro.
Fonte - Revista Ferroviária  29/11/2013

Mais Médicos atenderá toda a Amazônia e o Semiárido até o fim de dezembro

Saúde

Fernanda Cruz
Repórter da Agência Brasil


São Paulo - O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, informou hoje (29), que o Programa Mais Médicos chegará a todos os municípios da Amazônia Legal e do Semiárido nordestino que fizeram a solicitação de profissionais até o último dia do ano.
De acordo com o ministro, a expectativa é que todos os municípios tenham recebido os 13 mil médicos previstos pelo programa até março do próximo ano. Até o final de dezembro, mais de 6,6 mil médicos atuarão no país. “Teremos a oferta de médicos brasileiros que se formam no final deste ano”, disse ele. As inscrições para a terceira etapa do Mais Médicos foram abertas ontem (28).
Sobre o levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado hoje (29), que identificou uma desigualdade regional acentuada na distribuição de médicos pelo país, Padilha disse que apesar de a média de profissionais do Sudeste ter ficado dentro da ideal, isso não se traduz em distribuição igualitária de médicos entre as comunidades. O Ministério da Saúde recomenda a proporção de 2,5 médicos por mil habitantes e apenas o Sudeste atingiu essa meta, com 2,61.
“São Paulo tem grande número de pessoas concentradas na periferia das metrópoles”, disse ele. Isso explica o fato de São Paulo ter sido o estado que mais recebeu médicos na segunda etapa do programa. “O estado de São Paulo foi o que mais pediu médicos, foram 2,5 mil”, completou Padilha.
Fonte - Agência Brasil  29/11/2013

Acidente em Rio Preto paralisa transporte de carga

Ferrovias

O Estado de S. Paulo
foto - ilustração
O acidente com o trem de carga da América Latina Logística (ALL), em São José do Rio Preto, provocou um congestionamento na malha ferroviária e paralisou o transporte de grãos, açúcar e combustível entre São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
Na região de Rio Preto, pelo menos 10 trens, com 80 vagões em média cada um, carregados com soja, milho, açúcar e combustíveis, que saíram do Mato Grosso com destino ao porto de Santos, estão parados no meio do caminho.
A Malha Paulista da ALL recebe o tráfego de 60 mil toneladas de produtos por dia e desde domingo está com o fluxo interrompido por causa do acidente. E não há prazo para retomada.
Na manhã desta sexta-feira, 28, a Polícia Federal (PF) interditou o trecho da malha no local do acidente, proibindo os funcionários da ALL de reiniciarem a reconstrução da ferrovia.
Eles foram proibidos de remover dormentes, trilhos e dos vagões que se envolveram no acidente pelo menos até sexta-feira, porque, segundo a PF, peritos devem chegar de Brasília nos próximos dias para fazer uma avaliação do acidente que, enquanto não for feita, o local deve permanecer inalterado.
Fonte - Revista Ferroviária  29/11/2013

Maioria de jovens que não estudam nem trabalham é mulher

Brasil


Um em cada cinco jovens de 15 a 29 anos não trabalhava nem frequentava a escola em 2012, sendo que cerca de 70% eram mulheres. Segundo a Síntese de Indicadores Sociais – Uma Análise das Condições de Vida dos Brasileiros, o grupo nem-nem reúne 9,6 milhões de pessoas...

Flávia Villela
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Um em cada cinco jovens brasileiros de 15 a 29 anos não trabalhava nem frequentava a escola em 2012, sendo que cerca de 70% eram mulheres. Os números são resultado da Síntese de Indicadores Sociais – Uma Análise das Condições de Vida dos Brasileiros, divulgada hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo, chamado de nem-nem, reúne 9,6 milhões de pessoas e era maior entre os jovens de 18 a 24 anos de idade (23,4%). No subgrupo de 15 a 17 anos, a proporção foi 9,4%.
Entre as mulheres nem-nem, 58,4% tinham pelo menos um filho. A proporção cresce com a idade: 30% das meninas com idade entre 15 e 17 anos, 51,6% entre 18 a 24 anos e 74,1% do grupo entre 25 e 29 anos.
Aos 19 anos, Thayane dos Santos é mãe de Carlos, de 2 anos. Ela mora na casa da mãe dela com mais dois irmãos. A jovem terminou o ensino médio, mas não estuda nem trabalha. “Não tenho quem fique com ele [Carlos], porque minha mãe trabalha e meus irmãos estudam. Não há creche pública perto de casa e os trabalhos que encontrei pagavam pouco e não daria para eu pagar alguém para cuidar dele”, explicou Thayane, ao contar que teve uma oportunidade de trabalhar em casa de família e em uma loja, mas recusou por causa do filho.
De acordo com a coordenadora-geral da pesquisa, Ana Lúcia Saboia, não é possível atestar uma causa direta entre ter filho e não trabalhar nem estudar. “Precisamos ter uma estrutura melhor de creches, por exemplo. Nós mulheres sabemos como é difícil conciliar trabalho com filho”, comentou ela.
Entre as pessoas de 15 a 17 anos de idade que não frequentavam escola e não trabalhavam, 56,7% não tinham o ensino fundamental completo, embora devessem estar cursando o ensino médio, segundo as recomendações do Ministério da Educação.
Em relação as pessoas de 18 a 24 anos, que deveriam ter ao menos o ensino médio completo, somente 47,4% das que não trabalhavam e não estudavam tinham completado esse nível de ensino. A maioria (52,6%) tinha o ensino médio incompleto.
Segundo os pesquisdores, a situação é preocupante para as pessoas de 25 a 29 anos que não trabalhavam e não estudavam, uma vez que 51,5% tinham ensino médio incompleto, 39,2% completo e 9,3% ensino superior incompleto ou completo.
Segundo o IBGE, entre as mulheres de 15 a 17 anos que não tinham filho, 88,1% estudavam e somente 28,5% das que tinham um filho ou mais estudavam. Um total de 68,7% delas não estudavam nem completaram o ensino médio.
No grupo de mulheres de 18 a 24 anos de idade, 40,9% daquelas que não tinham filho ainda estudavam, 13,4% não estudavam e tinham até o ensino médio incompleto, 45,6% não estudavam e tinham pelo menos o ensino médio completo.
No mesmo grupo etário, entre aquelas que tinham filho, somente 10% estudavam, 56,7% não estudavam e tinham até o ensino médio incompleto, 33,3% não estudavam e tinham pelo menos o ensino médio completo.
Fonte - Agência Brasil  29/11/2013

East Japan Railway apresenta novo modelo de TAV

Transportes sobre trilhos

Mundo-Nipo/ NHK
foto ilustração - Wikipédia
A East Japan Railway revelou nesta quinta-feira (28) seu mais novo modelo de trem-bala Shinkansen “E7″, que vai ser operado na linha Hokuriku.
O trem é equipado com um dispositivo de borracha para arar através da neve na região gelada de Hokuriku. Ele também possui luzes de LED produzidas para reduzir o consumo de energia elétrica e o sistema de travagem é reforçado para responder rapidamente aos terremotos.
Todos os passageiros poderão conectar seus computadores em tomadas de energia, a primeira para trens-bala. O E7 também possui um vagão de luxo capaz de acomodar 18 passageiros. O trem alcança velocidade de 260 km/h.
A linha de Hokuriku Shinkansen, uma extensão da linha Nagano Shinkansen, vai encurtar a viagem de trem entre Tóquio e Kanazawa em cerca de 4 horas, para apenas 2 horas e meia.
A extensão da linha será aberto em março de 2015. Mas os viajantes entre e Tóquio e Nagano poderão experimentar o E7 já em março de 2014.
Fonte - Revista Ferroviária  28/11/2013

RECIFE,o governo acabou cedendo à pressão dos empresários,só 30% dos ônibus vão ter ar condicionado

Transporte público

Só 30% dos ônibus vão ter ar

Tânia Passos
Passageiros ônibus/Recife
 Foto – Roberto Ramos /DP/D.A. Press
A última etapa da licitação do Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP) da Região Metropolitana do Recife começa amanhã com a publicação do edital das linhas referentes aos lotes 3, 4, 5, 6 e 7, que correspondem a 70% do sistema. A publicação do edital não deverá surpreender os empresários do setor.
O governo vai manter os mesmos critérios em relação às exigências de climatização, câmbio automático e motor traseiro nos ônibus, referente ao edital dos lotes 1 e 2, onde estão inseridos os corredores Norte/Sul e Leste/Oeste. Dessa forma, as empresas terão até dois anos para climatizar os ônibus que façam parte das linhas do Sistema Estrutural Integrado (SEI).
Já os ônibus convencionais não têm mais prazo para climatização. No primeiro edital, lançado em janeiro deste ano, a previsão era refrigerar toda a frota do SEI até junho de 2014 e os convencionais até 2020, mas a licitação foi esvaziada e o governo acabou cedendo à pressão dos empresários.
Na prática, dos 2.603 ônibus da frota prevista com a nova licitação para todo o sistema, somente 764 serão climatizados em até dois anos, o que corresponde a 30% da frota. De acordo o secretário das Cidades, Danilo Cabral, a climatização vai atender principalmente os ônibus que integram o Sistema Estrutural Integrado (SEI), que atualmente têm uma frota de 1.416 veículos e deverá passar a ter 852.
“Nós estamos priorizando a frota do SEI, que hoje atende 800 mil usuários e, com a implantação dos 25 terminais, passará a atender 1,6 milhão de usuários”, afirmou. Segundo o presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano, a climatização dos ônibus convencionais pode ser definida no futuro depois que se tiver dados concretos de custo.
“Nós não temos no país nenhum parâmetro com toda a frota climatizada para avaliarmos os custos. Nós esperamos que a frota que será climatizada em até dois anos possa nos dar subsídios para definir se compensa ampliar a refrigeração para toda a frota”, explicou Nélson Menezes.
A nova licitação vai cobrir 269 linhas com uma frota de 1.892 veículos, sendo 1.338 convencionais e 554 articulados no modelo padron, dotado de câmbio automático e motor traseiro, uma das principais reivindicações dos motoristas. “Em uma das inaugurações dos terminais um motorista me parou e disse que chega a passar até 500 machas por dia. O câmbio automático trará mais conforto ao usuário e principalmente ao motorista”, ressaltou o governador Eduardo Campos.
Os ônibus que serão equipados com câmbio automático e motor traseiro também serão climatizados, o que chega ao mesmo percentual de 30% da frota. As empresas têm até dois anos para implantar os equipamentos, sendo 50% da frota no primeiro ano.
Fonte - Mobilidade Urbana  (DP)  28/11/2013

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

AS CHUVAS EM SALVADOR




Comentário Pregopontocom
Rios e córregos urbanos tampados e aprisionados (chamam isso de obras de drenagens) o solo ostensivamente impermeabilizado,a falta de infraestrutura adequada para escoamento de águas pluviais,a eliminação das bacias pluviais,a falta de planejamento urbano,a ocupação desordenada do solo,o inchaço imobiliário dos bairros,uma cidade que vai se expandindo desordenadamente,a falta de competência,de planejamento,a especulação imobiliária desenfreada,e a extinção de áreas verdes com os constantes desmatamentos.....ai a natureza da o troco.


Concurso “VLT na Sua Onda” anuncia o vencedor

VLT

O paulistano João Eduardo Watanabe Pinhata foi o vencedor do concurso nacional “VLT na sua Onda”, promovido pela EMTU/SP

RF

O paulistano João Eduardo Watanabe Pinhata foi o vencedor do concurso nacional “VLT na sua Onda”, promovido pela EMTU/SP, para a escolha da melhor arte para estampar o primeiro VLT da Baixada Santista, que circulará entre as cidades de Santos e São Vicente. A primeira composição do Veículo Leve sobre Trilhos vai circular por seis meses com o adesivo da arte desenvolvida Pinhata.
Como prêmio, o vencedor irá conhecer a fábrica dos VLTs na Espanha. O consórcio vencedor da licitação dos 22 VLTs da Baixada Santista é composto pela Vossloh e a brasileira T´Trans. Os três primeiros VLTs serão produzidos na Espanha e os demais em Três Rios. O primeiro VLT chegará ao Brasil no final do primeiro semestre de 2014. O contrato entre as empresas do consórcio prevê a transferência de tecnologia. O modelo para a Baixada Santista é o TramLink da Vossloh.
Segundo a EMTU, o concurso teve 1.126 trabalhos inscritos, sendo 169 desenhos/pinturas dentro dos critérios e especificações do concurso. Os trabalhos pré-aprovados passaram por votação dos internautas de todo o Brasil. Desse total de 169, os 20 mais votados foram encaminhados para a comissão julgadora, formada por representantes da EMTU, das prefeituras de Santos e São Vicente, artistas plásticos das duas cidades, do consórcio fabricante dos trens e do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (CONDEPHAAT), entre outras instituições. Para escolher o vencedor, a comissão levou em conta a criatividade, aderência ao tema, harmonia e originalidade.
Fonte - Revista Ferroviária  28/11/2013

Cardozo diz que processará pessoas que o ofenderam no caso do Metrô de São Paulo

Política

Heloisa Cristaldo
Repórter da Agência Brasil

Brasília - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (28) que processará criminalmente e por danos morais as pessoas que o ofenderam no caso de investigação do Metrô de São Paulo. No entanto, o ministro não especificou os nomes de quem pretende acionar judicialmente. “Todos, sem exceção, os que me chamaram de vigarista, de membro de quadrilha, de sonso, e outras adjetivações 'tão elegantes', serão processados criminalmente”.
“O ministro de Estado da Justiça não pode aceitar ser chamado de 'vigarista' e 'sonso', no sentido de dissimulado. [Não pode] aceitar ser chamado de membro de quadrilha e não reagir, ele não defende seu cargo, porque esse é um cargo de Estado. Acusar um ministro de vigarista é inaceitável e atinge o próprio cargo”, ressaltou, em entrevista coletiva.
Cardozo disse que irá na próxima terça-feira (3) ao Senado Federal e na quarta-feira (4) na Câmara para falar sobre as denúncias de irregularidades em licitações para obras do metrô de São Paulo envolvendo políticos do PSDB.
Ontem (27), o PSDB ingressou com representação contra o ministro na Comissão de Ética Pública. O partido acusa Cardozo de ter usado informações falsas para incriminar adversários do governo e do PT. Durante a entrevista coletiva, o ministro subiu o tom ao reiterar que a polêmica desvia o foco do assunto principal.
“Querem uma cortina de fumaça em relação aos fatos. Parece que se tem perdido um pouco a dimensão de que essa investigação que ocorre relativo às obras do metro não é apenas brasileira, é mundial e está diretamente relacionada ao que ocorre em vários países do mundo. Temos vários países que já investigaram e já puniram o cartel”, disse. “Acho inaceitável, seja que pretexto for, seja para tentar desviar a atenção de uma investigação séria, seja para intimidar, que pessoas atinjam a honra com tão baixo nível”.
Cardozo informou que mais de 30 terabites de informações já foram encaminhados pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) ao Ministério Público Federal. O documento contém informações detalhadas sobre as investigações com fotografias, contrato, planilha, tabelas, matérias de jornais que falam de outras operações feitas pela Polícia Federal. “Há muitos fatos narrados, se são procedentes ou não, é isso que vamos investigar”, disse o ministro.
Fonte - Agência Brasil  28/11/2013

Trem que descarrilou em Rio Preto estava acima do limite

Ferrovias

O Estado de S. Paulo
foto - ilustração
O trem de carga que descarrilou, matando 8 pessoas e ferindo outras 8 no domingo, em São José do Rio Preto, estava acima da velocidade permitida para o trecho. De acordo com a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), a velocidade máxima seria de 25 km/h, mas a composição estava acima de 40 km/h quando os últimos nove vagões, dos 78 da composição, descarrilaram, destruindo duas casas e danificando outras três.
Em sua primeira manifestação após o acidente, a ANTT divulgou nota informando que a velocidade permitida para trecho urbano de passagem de nível - como era o caso do cruzamento da linha férrea com a Rua Presidente Roosevelt, Jardim Conceição, é de 25 km/h.
Segundo peritos do Instituto de Criminalística (IC) que avaliaram o local no dia do acidente, o trem trafegava a uma velocidade de 44 km/h, quando houve o descarrilamento. Até o depoimento do maquinista Donizete Aparecido Herculano, 32 anos, indica velocidade superior. "Em depoimento, ele disse que estava a 42 km/h, velocidade abaixo dos 50 km/h que para ele era a velocidade máxima permitida para o trecho", diz o delegado Luís Alberto Bovolon, que preside o inquérito.
A diferença na interpretação está no fato de que, na zona urbana, a velocidade máxima é de 50 km/h, mas, segundo a ANTT, não se aplica nas passagens de nível. Procurada, a América Latina Logística (ALL) diz apenas que "estão em curso uma sindicância para identificar as causas do acidente e a discussão sobre a divergência na interpretação de velocidade nesse trecho específico". A nota reafirma que a empresa "segue prestando todo o auxílio às vítimas e famílias".
Fim dos trilhos. A prefeitura de São José do Rio Preto entrou com representação no Ministério Público Federal para obrigar a União a promover deslocamento da linha férrea para fora da área urbana. Em março de 2009, a prefeitura acertou com o Ministério dos Transportes que faria o estudo de viabilidade para um contorno ferroviário. O estudo foi entregue, mas nenhuma obra aconteceu.
Ao mesmo tempo, a Câmara Municipal de Rio Preto ajuizou Ação de Obrigação de Não-Fazer, na Justiça Federal, solicitando a suspensão da passagem de composições pelo município até que se concluam as investigações do acidente.
Fonte - Revista Ferroviária  28/11/2013

Bacias de Sergipe-Alagoas e Recôncavo rendem maiores bônus de assinatura em leilão da ANP

Economia

Vinícius Lisboa
Repórter da Agência Brasil
foto - ilustração
Rio de Janeiro – As maiores somas de bônus de assinatura pagas no leilão de gás em terra da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) foram registradas nas bacias do Recôncavo, na Bahia, e de Sergipe-Alagoas. Em ambas, a Petrobras arrematou a maior parte dos blocos leiloados.
A Bacia de Sergipe-Alagoas, considerada madura pela ANP, teve blocos leiloados em quatro setores: SSEAL-T2, SSEAL-T3, SSEAL-T4 e SSEAL-T5. No T2, apesar de 14 blocos não terem recebido ofertas, o bônus de assinatura total passou de R$ 16 milhões. Quatro blocos foram arrematados pela Petrobras e quatro pela empresa panamenha Trayectoria. O investimento mínimo previsto para esses locais é de R$ 28 milhões.
No setor T3, a Petrobras garantiu sete blocos, e a Geopark Brasil ficou com um. Ao todo, 20 não receberam ofertas. Mais R$ 22 milhões em bônus de assinatura foram somados neste setor, e o investimento mínimo previsto é estimado em R$ 34 milhões.
Os blocos arrematados do setor T4 também foram para a Petrobras, quatro com 100% para a estatal e três em um consórcio em que 50% ficaram com a Nova Petróleo. No T4, 14 blocos não tiveram oferta, e o bônus de assinatura total ficou em cerca de R$ 13 milhões. A previsão de investimento está em torno de R$ 33 milhões ao menos. No setor T5, apenas a Petrobras fez oferta por um dos blocos, o que rendeu bônus de R$ 1,3 milhão e deve gerar investimento calculado em mais de R$ 4 milhões.
Na Bacia do Recôncavo, os dois setores receberam a oferta de seis consórcios diferentes, sendo quatro deles com presença da Petrobras. No setor SREC-T2, a estatal arrematou dez blocos sozinha, e seis ficaram com a Trayectoria. No setor SREC-T4, a Petrobras integrou três consórcios que arremataram mais dez. A colombiana Alvopetro obteve quatro blocos.
No setor T2, o bônus de assinatura total chegou a R$ 56 milhões, enquanto no T4, ficou em torno de R$ 22 milhões. Os investimentos mínimos previstos são R$ 98 milhões e R$ 54 milhões, respectivamente. Não receberam oferta 20 blocos dos dois setores.
Fonte - Agência Brasil  28/11/2013

TAV Barcelona-Paris começa a operar dia 15

Transportes sobre trilhos

Agência Estado
Associated Press
foto - ilustração
A linha de trem-bala entre Barcelona e Paris será inaugurada em 15 de dezembro, anunciaram hoje em Madri o presidente da França, François Hollande, e o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy.
Reunidos na capital espanhola, os dois líderes qualificaram a nova linha como um sinal de aproximação entre as duas nações.
A viagem entre Barcelona e Paris vai levar apenas seis horas. Isso irá eliminar problemas que viajantes atualmente enfrentam na mudança de trens, além de ser uma alternativa para o percurso que hoje dura pelo menos 11 horas.
Rajoy e Hollande fizeram um discurso nesta quarta-feira lembrando questões europeias, como a união bancária e o alto índice de desemprego entre os jovens.
O presidente francês disse que há urgência para que o Branco Central Europeu (BCE) encontre maneiras de facilitar o microcrédito, ao qual pequenas e médias empresas dos dois países hoje enfrentam dificuldade de acesso.
Fonte - Revista Ferroviária 28/11/2013

Reserva extrativista sofre com extração ilegal de madeira

Meio Ambeiente

Ana Cristina Campos
Repórter da Agência Brasil
A repórter viajou a convite da Andi
foto - ilustração

Gurupá (PA) – A Reserva Extrativista (Resex) Gurupá-Melgaço, no leste do Pará, onde ocorre hoje (27) e amanhã o 2º Chamado da Floresta, evento que deve reunir mil lideranças extrativistas dos nove estados da Amazônia Legal, resume muitos dos problemas enfrentados pelas unidades de conservação. Criada em 2006, a Resex, com 145 mil hectares (o equivalente a 145 mil campos de futebol), sofre com a extração ilegal de madeira, com a falta de um plano de manejo que permita a exploração sustentável dos recursos naturais e com a ausência de políticas públicas.
Do alto, é possível ver diversas clareiras com árvores caídas, toras empilhadas e estradas abertas pelos madeireiros no meio da mata fechada, segundo denúncia dos moradores da Resex. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Agroextrativistas de Gurupá, Heraldo Pantoja da Costa, conta que a entidade vem denunciando desde 2008 a presença de madeireiros ilegais na região.
O barulho das motosserras e o vaivém de caminhões e embarcações carregados de madeira serrada no Rio Pucuruí não passam despercebidos pelos moradores. De acordo com o presidente do sindicato, a madeira é processada dentro da Resex Gurupá-Melgaço em serrarias ilegais. “O movimento sindical tem trabalhado para segurar essa floresta, mas não é fácil por causa da má gestão do ICMBio [Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade], das políticas públicas que não chegam, da invasão de madeireiros”.
As cerca de 800 famílias da reserva vivem da produção de açaí, palmito, farinha de mandioca e pescado. Um dos líderes da Resex, Mateus Souza de Carvalho, de 21 anos, diz que a ausência do Estado propicia que alguns moradores sejam cooptados por madeireiros e vendam árvores entre R$ 50 e R$ 100 cada. “Tirar milhares de árvores como os madeireiros fazem, como vai ficar o meio ambiente de Gurupá? [Essa situação] deixa os madeireiros mais ricos e a gente mais pobre. Se continuar nesse ritmo, do que vamos viver daqui a 20 anos?”, pergunta Carvalho.
A ministra do Meio Ambiente (MMA), Izabella Teixeira, ressaltou que a exploração ilegal de madeira em reservas extrativistas da Amazônia é objeto de investigação do governo federal. “Isso [a extração ilegal de madeira] tem um ônus para as populações que vivem lá, joga essa população na pobreza e exclui, além da degradação ambiental”, disse ela.
O presidente do ICMBio, autarquia vinculada ao MMA, Roberto Vizentin, informou que a extração ilegal de madeira antes da criação das Resex era muito maior. “O fato de ter criado as reservas extrativistas assegurou o território a essas populações e uma condição de assumir o controle da área e planejar o uso dos recursos. A extração ilegal de madeira que ainda persiste é uma realidade e vamos ter uma ação mais enérgica de controle com os mecanismos de fiscalização e ação policial”, disse.
Ele ressaltou que o governo pretende apoiar as populações extrativistas a fazer a transição para uma economia de base sustentável. “Se as famílias não têm alternativa de renda, elas ficam mais vulneráveis à ação desses madeireiros ilegais. Reconhecemos o problema e estamos apresentando no 2º Chamado da Floresta um pacote de ações muito concretas de apoio ao extrativismo”, disse Vizentin.
Fonte - Agência Brasil  28/11/2013

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Taxa de desemprego no país recua para 9,8%, mostram Dieese e Fundação Seade

Economia


A taxa de desemprego caiu de 10,2% em setembro para 9,8% em outubro, o terceiro mês consecutivo de queda. Levantamento feito em seis regiões metropolitanas pelo Dieese e a Fundação Seade mostra que o total de desempregados foi estimado em 2,044 milhões, o que representa 94 mil a menos que no mês anterior...

Fernanda Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – A taxa de desemprego no país caiu de 10,2% em setembro para 9,8% em outubro, o terceiro mês consecutivo de queda. Levantamento feito em seis regiões metropolitanas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Fundação Seade) mostra que o total de desempregados foi estimado em 2,044 milhões, o que representa 94 mil a menos que no mês anterior.
O nível de ocupação teve aumento de 0,5% em outubro, na comparação com setembro. O total de ocupados foi 18.84 milhões e a População Economicamente Ativa somou 20,89 milhões de pessoas. A redução no contingente de desempregados foi impulsionada pela geração de 90 mil postos e pela estabilidade na força de trabalho.
Entre as regiões analisadas, tiveram redução nas taxas de desemprego as capitais Belo Horizonte (passou de 7,2% para 6,9%), Fortaleza (de 7,7% para 7,3%), Recife (de 14,5% para 13,5%), Salvador (de 17,8% para 17,1%) e São Paulo (de 10% para 9,6%). Em Porto Alegre, a taxa ficou relativamente estável (passou de 6,2% para 6,1%).
Fonte - Agência Brasil  27/11/2013

R$ 1,7 trilhão em infraestrutura até 2018

Infraestrutura

RF 
foto - ilustração
A Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema) fez um relatório sobre os principais investimentos em infraestrutura, com visibilidade até 2018, que visam a atualização das informações e obras monitoradas, e a apresentação de perspectivas dos segmentos mais relevantes da Construção Pesada do nosso País.
No relatório consta que até 2018 serão investidos em obras de infraestrutura R$ 1,7 trilhão. Esse montante une o que foi investido das obras em andamento em 2012, as obras em andamento entre 2013 e 2018, mais os projetos/intenção de obras até 2018. Desse valor R$ 441 bilhões serão designados para o setor de transportes e vias urbanas.
Dos R$ 441 bilhões designados para infraestrutura de transporte, a maior parte será investida no setor ferroviário, R$ 152 bilhões. Em infraestrutura de metrôs serão investidos outros $ 42 bilhões.
Mas segundo o relatório, apesar do volume expressivo de investimentos no setor, o Brasil continua figurando entre os piores resultados mundiais no setor de transportes. No Ranking Mundial de Qualidade do Transporte, que conta com 132 países, o Brasil vem caindo de posição. Em ferrovias, por exemplo, no ano de 2012 ocupávamos o 87° lugar e no final de 2013 passamos para o 103°. O ranking é montado pelo World Economic Forum.
Fonte - Revista Ferroviária  27/11/2013

Queda de guindaste nas obras do estádio do Corinthians deixa três pessoas feridas

Notícias

Camila Maciel
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – A queda de um guindaste nas obras do estádio do Corinthians, o Itaquerão, que será palco da abertura dos jogos da Copa do Mundo de 2014, provocou o desabamento de parte da estrutura das arquibancadas. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente, que ocorreu por volta das 12h30, deixou três pessoas feridas. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.
Os bombeiros informaram ainda que quatro carros foram enviados ao local, além do helicóptero Águia da Polícia Militar. O estádio fica na Avenida Miguel Ignácio Curi, no bairro Itaquera, zona leste da capital paulista.
Fonte  - Agência Brasil  27/11/2013

VLT e estações do metrô de Fortaleza só devem sair em 2014

Transportes sobre trilhos

Diário do Nordeste
foto - ilustração
Dentro do projeto de obras em execução voltadas para o campeonato Mundial de Futebol, as duas sob a responsabilidade do governo estadual estão previstas para o primeiro semestre do próximo ano. As estações do metrô Padre Cícero e Juscelino Kubitschek, com montante de R$ 22,5 milhões, devem ser finalizadas até o fim do mês de abril. Já o Veículo Leve sob Trilhos (VLT) do Ramal Parangaba-Mucuripe, cujo contrato é de R$ 276,9 milhões, não teve o mês de conclusão divulgado.
Entretanto, as novas datas diferem do último prazo divulgado, em 2011, na matriz de responsabilidades, disponível no site Portal da Copa 2014. Tanto o cronograma do VLT Parangaba-Mucuripe como das duas estações do metrô previam a conclusão para junho deste ano.

Novas estações
No caso das estações do metrô, o vencimento do contrato está marcado para o dia 30 de abril do próximo ano. O avanço físico das obras civis de ambas as estações atualmente é de 46,36%, conforme informou a assessoria de comunicação do Metrô de Fortaleza (Metrofor).
De acordo com o coordenador de Transportes e Obras da Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), André Pierre, os trabalhos de implantação do ramal metroviário do VLT Parangaba-Mucuripe deverão ficar prontos ainda no primeiro semestre de 2014, portanto, "a tempo de atender a população durante os jogos da Copa Fifa de Futebol", avalia.
Ainda segundo o engenheiro, as obras de implantação da linha, desenvolvidas pelo consórcio CPE-VLT Fortaleza, estão dentro do cronograma e, por conta disso, são desenvolvidos em dois turnos de trabalho, não havendo ainda necessidade de ser ampliado. Em contrapartida, a matriz de responsabilidades, atualizada no Portal da Copa 2014, previa a conclusão da obra em junho deste ano.

Readequação
Porém, por conta das questões envolvendo as desapropriações, o projeto chegou a ser alterado. A maior mudança foi a localização da estação Rodoviária, no Bairro de Fátima, que estava prevista para ser construída ao lado da atual estação rodoviária Engenheiro João Tomé.
Segundo o economista e membro do Comitê Popular da Copa, André Lima, o governo cometeu uma série de erros no processo de remoção das famílias, sem o diálogo adequando.
"Essa é uma obra que, a meu ver, começou errada, porque ela está saindo em função do mega evento e a partir de uma definição que veio de fora para dentro. Para se ter uma ideia, o último estudo de mobilidade urbana que Fortaleza teve foi em 1996. De lá para cá, o número de habitantes aumentou em pelo menos um milhão", afirma.
foto - ilustração
Ele diz acreditar que o projeto não será concluído a tempo para os jogos e afirma que uma das propostas do Comitê é que os trabalhos sejam adiados, para dar mais tempo a população que mora na região e para o próprio governo do Ceará.
"A gente tem defendido que essa obra não é imprescindível para a realização dos jogos, até porque a Copa das Confederações ocorreu e o VLT não estava pronto. A urgência da obra faz com que o governo pressione cada vez mais as famílias", comenta o especialista.
Fonte - Abifer  27/11/2013

Ferrovia chegará a Cuiabá e pode transportar passageiros

Ferrovias

Cenário MT 
foto - ilustração
O secretário de Logística Intermodal de Transporte, Francisco Vuolo (PP), acredita que a ferrovia até Cuiabá vai sair do papel. De acordo com ele, a classe política está empenhada em viabilizar a obra e a iniciativa já tem avanços significativos como, por exemplo, o termo de compromisso assinado entre a Valec – responsável pelas obras da Ferronorte –, a ANTT e o DNIT, em 2011, a fim de dar andamento nos estudos.
Nesta primeira etapa, as análises são feitas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e, até agora, um relatório foi entregue, sendo que o segundo, já com o desenho do traçado do trecho, será concluído neste ano.
Mais do que atender a expectativa do setor produtivo no Estado, há também a possibilidade de que a ferrovia faça o transporte de passageiros pelo menos no trecho de Cuiabá a Rondonópolis. “Esse é um avanço importante que nós conseguimos. A ferrovia avança até porque foi desenhado pelo governo federal um novo modelo de concessão, um novo marco regulatório”, explicou.
Dessa forma, a ferrovia deixa de ser um monopólio, hoje concentrada nas mãos da América Latina Logística (ALL). Assim, conforme o secretário, se um empreendedor, que tiver uma locomotiva, quiser adquirir vagões ele vai poder colocar isso nos trilhos e levar de Cuiabá até o Porto de Santos.
Em relação a outras prioridades, o secretário cita a ferrovia da integração Centro-Oeste, a Fico (com 1 mil km), do trecho Campinorte (GO) a Lucas do Rio Verde – com previsão para ser lançado em 2019. A expectativa é de que o processo licitatório comece em dezembro, sendo que o início do processo depende apenas de um parecer do TCE. O investimento total previsto para a Fico é de R$ 6,5 bilhões.
Vuolo também destacou a viabilização da ferrovia Senador Vuolo, inaugurada em setembro pela presidente Dilma Rousseff (PT). Com investimento de R$ 150 milhões, apenas da ALL é o maior da América Latina, com condições de carregar duas composições ao mesmo tempo. A projeção é que a ferrovia receba mais R$ 450 milhões de empresas da iniciativa privada que estão se instalando no complexo. “Esse é um terminal potente que vai agregar, em termos de transporte, pelo menos mais 5 a 7 milhões de toneladas a serem transportadas já na próxima safra”, ressalta.
O terminal tem capacidade estática para armazenagem é de 60 mil toneladas, no entanto, esse tópico faz parte de outras ações desencadeadas pela secretaria. “Estamos trabalhando outra ação forte dentro do Estado especificamente para garantir a armazenagem de um modo geral e dar condições melhores para os produtores rurais”, reforça. A pasta vem dialogando com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller (PMDB), juntamente com a Conab, para viabilizar os trabalhos.
Fonte - Abifer 27/11/2013

Calor de metrô londrino vai aquecer casas da cidade

Metrô

O Estado de S. Paulo
foto - ilustração
O aperto nos trens do metrô pode incomodar muita gente mas, com uma iniciativa instalada em Londres, a população britânica vai pensar duas vezes antes de achar isso ruim.
O prefeito da cidade, Boris Johnson, se uniu a importantes instituições londrinas e criou um sistema de reaproveitamento do calor nos metrôs. Esse calor será usado para aquecer as casas da região, já que o inverno vai começando a apertar por lá nessa época do ano.
O calor será armazenado e processado numa estrutura especial que se conecta à rede térmica da cidade. Com isso, a atividade das usinas de carvão tendem a diminuir, e consequentemente diminui também a poluição do ar. Vale lembrar que existe em Londres um plano de responsabilidade ambiental, no desejo de se reduzir em 60% as emissões de carbono.
Fonte - Revista Ferroviária  26/11/2013

terça-feira, 26 de novembro de 2013

José Lúcio Lima Machado é o novo presidente da Valec

Ferrovias

Ex Presidente da Conder na Bahia José Lúcio Lima Machado é o novo presidente da Valec

RF
foto - ilustração
Foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (25/11) o nome do novo diretor-presidente da Valec, José Lúcio Lima Machado. Machado assume o cargo ocupado por Josias Sampaio Cavalcante Júnior desde setembro de 2012. A posse deve acontecer ainda nesta semana.
A mudança foi definida na 8ª reunião extraordinária do Conselho de Administração da Valec, deliberou pela destituição/eleição de diretores da empresa. Foram destituídos dos cargos o diretor-presidente e diretor de engenharia interino, Josias Sampaio Cavalcante Júnior; a diretora administrativo-financeira, Vera Lúcia de Assis Campos; e o diretor de planejamento, Jair Campos Galvão.
Em seguida, foram eleitos para ocupar os cargos vagos José Lúcio Lima Machado como diretor-presidente; Sérgio de Assis Lobo para o cargo de Diretor de Planejamento; e Mário Rodrigues Júnior como diretor de engenharia. O atual diretor de operações da Valec, Bento José de Lima, permanecerá no cargo e responderá interinamente pela Diretoria Administrativo-Financeira.
Machado era presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). Baiano, Machado formou-se em Engenharia Civil, pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e em Administração de Empresas, pela Unifacs, além de ter mestrado na área de Marketing e Gestão Empresarial, na Universidade de Lisboa. Ele já foi superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) na Bahia e diretor-presidente da Embasa.
Fonte - Revista Ferroviária  26/11/2013

Cardozo diz que tinha o dever de pedir investigação da PF sobre caso Siemens

Política

Stênio Ribeiro
Repórter da Agência Brasil


Brasília – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, rebateu hoje (26) as acusações de que teria facilitado o vazamento de denúncias sobre irregularidades em licitações para obras do metrô de São Paulo envolvendo políticos do PSDB.
Em entrevista coletiva, Cardozo informou que recebeu uma pasta de documentos, no dia 11 ou 12 de maio deste ano, com indícios de irregularidades nas licitações. O material foi entregue por Pedro Simão, secretário de Serviços da prefeitura de São Paulo, na residência do ministro. “Ele me passou o relatório para investigação, e frisou que não estava assinado. Como tinha indícios fortes, com planilhas e detalhamentos, trouxe os documentos para Brasília, chamei o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, e pedi que fizesse exame de plausibilidade, com o máximo de cautela”, contou Cardozo.
O ministro acrescentou que os documentos continham “relatos minuciosos” e que, por isso, ele se viu obrigado a pedir a investigação. “[Se] Há denúncias, não importa de quem sejam, o ministro da Justiça tem obrigação de encaminhar. Pode envolver meu partido [o PT] e até pessoas da minha família. Se eu não encaminhasse, seria prevaricação. Agora, eu não poderia supor que os documentos com tais características, pelas informações que têm, fossem falsos.”
A cúpula do PSDB anunciou hoje que apresentará denúncia à Comissão de Ética da Presidência da República contra o ministro da Justiça, por entender que ele agiu politicamente no caso.
Segundo Cardozo, os documentos citam detalhes e envolvem pessoas também de outros estados, cujos nomes ele não informou sob o argumento de sigilo. Cópias foram enviadas às superintendências da Polícia Federal nos locais citados para análise.
Para o ministro, “não há nenhuma ilegalidade” no fato de ele ter recebido a denúncia, encaminhando-a para apreciação da Polícia Federal. Entretanto, Cardozo considera um ponto negativo a transformação das investigações em objeto de disputa política. Ele destacou que tanto a PF quanto o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que também investiga as denúncias de um esquema de corrupção no metrô de São Paulo, são órgãos que “têm estrutura republicana, com padrão de responsabilidade, e não se intimidam nem se curvam a pressões daqueles que não têm visão republicana dos fatos”.
O diretor-geral da PF, Leandro Daiello, e o presidente do Cade, Vinícius Carvalho, também participaram da entrevista. Vinícius Carvalho garantiu que “esse documento nunca passou pelo Cade”. Não ficou esclarecido onde ocorreu o vazamento das denúncias, inicialmente atribuídas ao ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer, mas desautorizadas por ele na semana passada.
Fonte - Agência Brasil  26/11/2013

Senado aprova fim do voto secreto para processos de cassação

Política

O texto, aprovado em segundo turno, estabelece que os votos dos parlamentares em processos de cassação de mandato e na análise de vetos presidenciais serão públicos, e não mais secretos. A partir de agora, os senadores vão analisar os destaques para emendas que propõem mudanças a esse texto. A maioria dos destaques visa a ampliar os casos em que as votações devem ser públicas

Senado aprova texto-base da PEC do Voto Aberto em segundo turno

Mariana Jungmann
Repórter da Agência Brasil
Brasília - O plenário do Senado aprovou, em segundo turno, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição 43/2013, conhecida como PEC do Voto Aberto. O texto estabelece que os votos dos parlamentares sobre processos de cassação de mandato e vetos presidenciais serão públicos, e não mais secretos como atualmente.
A partir de agora os senadores vão analisar os destaques para emendas que propõem mudanças a esse texto. A maioria dos destaques é destinada a ampliar o escopo de votações que deverão ser públicas. Se forem aprovadas as emendas, os votos dos parlamentares também podem passar a ser abertos em casos de indicações de autoridades e eleições das mesas diretoras da Câmara e do Senado.
Por se tratar de PEC, para os destaques serem aprovados eles precisam de 49 votos favoráveis. Nos casos de vetos e autoridades há bastante polêmica e o plenário se manifesta até o momento de maneira dividida, com alguns senadores considerando que será prejudicial para a independência do Legislativo o fim do sigilo nas votações de indicações presidenciais. Esses também defendem emendas que estipulem o voto secreto também para vetos presidenciais. A votação continua e deve se encerrar ainda hoje.
Fonte - Agência Brasil  26/11/2103

Economia informal tem menor índice desde 2003, aponta FGV

Economia

Pesquisadores destacam importância da elevação do nível de escolaridade e da queda no desemprego

Jornal do Brasil
foto - ilustração
O Índice de Economia Subterrânea (IES) – a produção de bens e serviços não reportada ao governo, que fica à margem do PIB nacional – atingiu a marca de 15,9% em 2013, redução de 0,8 ponto porcentual em relação ao ano anterior. Em valores absolutos, a estimativa é de que a economia subterrânea supere a marca de R$ 760 bilhões neste ano. Trata-se do menor índice desde 2003, quando foi iniciada a pesquisa, com taxa de 21%.
Os números foram divulgados nesta terça-feira (26/11) pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) em conjunto com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). O pesquisador do Ibre/FGV, Fernando de Holanda Barbosa Filho, destacou a contribuição do crescimento demográfico cada vez menor, a elevação do nível geral de escolaridade do brasileiro e a queda no desemprego, para a redução da informalidade.
“O processo de formalização do emprego no País veio para ficar", comentou. Entre 2001 e 2011, reforça, houve aumento de 22 milhões de pessoas com educação formal. Para o pesquisador, no entanto, é preciso considerar também outros fatores, como a desoneração da folha de pagamento temporária. “A desoneração da folha, teoricamente, deve ter impacto na informalidade, mas não há como afirmar ou fazer uma análise do impacto direto da medida na informalidade, ainda”, declarou.
O presidente executivo do ETCO, Roberto Abdenur ressaltou o esforço do Governo em criar mecanismos de incentivo a determinados setores da economia. “Só não se pode perder de vista o possível impacto dessa renúncia fiscal na arrecadação e, consequentemente, na oferta de serviços públicos”, avalia. Em 2012, a renúncia fiscal foi da ordem de R$ 4 bilhões. Para 2013, estima-se que chegue a R$ 18 bilhões, enquanto para 2014 a perspectiva é de R$ 34 bilhões.
“Medidas como essa certamente têm muito valor ao equilibrar a economia, mas devem sempre ser analisadas sob a ótica dos reflexos em curto, médio e longo prazo. É preciso olhar a reforma tributária de forma mais ampla, de modo que permita uma desoneração mais duradoura e horizontal”, defende Abdenur, lembrando a necessidade de medidas como o controle de gastos públicos.
Fonte - Jornal do Brasil  26/11/2013

Votação do Marco Civil da Internet é adiada

Politica

Presidente da Câmara descarta votação do Marco Civil da Internet para hoje

Carolina Gonçalves
Agência Brasil
foto - ilustração
Brasília – Na contramão da expectativa de alguns parlamentares e do desejo do governo, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse há pouco que a votação do projeto que estabelece o Marco Civil da Internet (PL 2.126/11) está longe de ser concluída e não deve ocorrer hoje (26). O debate sobre a neutralidade da rede é o ponto de maior divergência.
“O impasse continua e não há viabilidade de votar hoje. Mas vou reunir com líderes porque esta Casa não pode ficar com a pauta trancada por esse projeto, pelo projeto do FGTS [PL 328/13, que destina multa adicional de 10% para o Programa Minha Casa, Minha Vida], e do porte de armas [para agentes penitenciários, do PL 6.565/13]. Quero ver com líderes como desobstruir a pauta”, lamentou.
Veja mais matérias sobre o Marco Civil da Internet no Portal EBC
Todos os projetos citados pelo presidente da Câmara trancam a pauta da Casa e serão assunto da reunião de líderes, marcada para o início desta tarde. Henrique Alves quer aproveitar a reunião com as lideranças partidárias para definir matérias que podem ser votadas mesmo com a pauta trancada, como o projeto do novo Código de Processo Civil (PL 8.046/10).
“A Casa sabe que tem pauta remanescente importante e não vejo sentido ficarmos com a pauta trancada nas semanas finais de trabalho legislativo. Tem uma pauta de projetos importantes que precisa ser votada antes do recesso”, argumentou.
O texto básico da proposta do novo CPC foi aprovado no início do mês, mas ainda há pontos polêmicos que precisam ser definidos. Não há consenso, por exemplo, em torno do dispositivo que determina o pagamento aos advogados públicos federais de honorários por causas ganhas para a União, como ocorre na iniciativa privada.
O líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse que a base aliada vai tentar votar o CPC na sessão extraordinária prevista para a tarde de hoje. Segundo ele, as lideranças que apoiam o governo na Casa querem apresentar um requerimento para esvaziar a pauta da sessão ordinária do início da tarde, para que a votação do novo código possa ser concluída ainda hoje.
Fonte - EBC  26/11/2013