sábado, 1 de junho de 2013

TREM DE ALTA VELOCIDADE será ameaça à ponte aérea Rio-SP, dizem especialistas

Trem-bala é ameaça à ponte aérea Rio-SP, dizem especialistas
Entrada em operação do TAV deve ser mais um fator de redução da rentabilidade das companhias aéreas.

O Estado de São Paulo – Wladimir Dandrade e Luciana Collet
O trem de alta velocidade (TAV) está previsto para começar a operar no fim da década em um trecho muito sensível para as companhias de aviação e, num primeiro momento, deve ser mais um fator de redução da rentabilidade das empresas aéreas. A ponte aérea Rio-São Paulo estará ameaçada assim que o TAV iniciar o transporte regular de passageiros na rota, afirmam especialistas consultados pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.
Para as companhias aéreas, há demanda suficiente para ambos os modais e o trem-bala pode, até mesmo, alavancar o crescimento, ao alimentar os aeroportos das principais cidades do País com passageiros.
A ponte aérea Rio-São Paulo é a terceira mais movimentada do planeta, de acordo com estudo da Amadeus, empresa global de tecnologia em transações comerciais para agências de turismo. Em 2012, movimentou 7,7 milhões de passageiros, atrás apenas dos trechos Sapporo-Tóquio (Japão) e Jeju-Seul (Coreia do Sul).
Os últimos dados fornecidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) mostram que a ponte aérea registrou, em março, 3.651 voos por TAM, Gol, Azul e Avianca, número que equivale na média do mês, a 121 operações diárias. É nesse mercado que o trem-bala brasileiro vai entrar em 2020, data prevista pelo governo. "Onde o trem-bala conseguiu entrar ele destruiu a ponte aérea", diz o diretor da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) Hélio Mauro França.
Dados da União Internacional de Ferrovias (UIC, na sigla em inglês) mostram que o trem de alta velocidade conseguiu abocanhar 45,6% do mercado na rota Madri-Barcelona em 2011, três anos depois de entrar em operação nesse trecho, um dos mais movimentados do continente. O mesmo ocorreu entre Osaka e Tóquio (Japão), Colônia e Frankfurt (Alemanha) e entre Paris e Lyon (França).
"A tendência, por causa do conforto, da pontualidade e da segurança do trem-bala, é de que a ponte aérea desapareça", diz França. "Além disso, os aeroportos são mal conectados."
Pesquisa da Secretaria de Aviação Civil (SAC) de janeiro a março com 21,2 mil passageiros informa que a maioria das pessoas que viajam de avião no País chega ao aeroporto de carro particular, e mesmo quem opta pelo transporte público dois em cada três vão de táxi.
Aéreas. O presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, entende que a perda ocorrerá em um primeiro momento, quando passageiros testarão a nova opção, mas no curto prazo TAV e aéreas tendem a conseguir passageiros suficientes para a convivência entre os dois meios. "A princípio não estamos encarando o trem-bala como um concorrente."
Já o professor de Estratégia da Fundação Dom Cabral, Paulo Vicente, trata o TAV como substituto da ponte aérea. "O trem-bala do Brasil pode não acabar com a ponte aérea de imediato, mas no longo prazo tende a levar para esse caminho."
Entretanto, para que isso ocorra o TAV deve ser eficiente e pontual e ter preços competitivos - o edital do primeiro leilão do trem-bala, que vai escolher o operador do sistema, estipula tarifa-teto de R$ 0,49 por quilômetro, o que leva a cerca de R$ 200 na classe econômica.
O governo já tentou licitar o trem-bala em 2011. Por ser muito caro - está orçado em cerca de R$ 35 bilhões - e oferecer riscos elevados ao investidor em relação às taxas de retorno oferecidas, o leilão fracassou com a falta de interessados. O governo federal, então, decidiu dividir o projeto em duas etapas. Na primeira fase, cujo leilão ocorrerá em setembro, escolherá o operador do TAV e, em um momento posterior, vai contratar as obras de infraestrutura.
Fonte -  São Paulo Trem Jeito  01/06/2013

Governo zera PIS e Cofins de empresas de transporte urbano

Portal  EBC
O Diário Oficial da União publicou em edição extra a Medida Provisória 617 que zera as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) pagas por empresas de transporte coletivo urbano. O intuito do governo é evitar reajustes maiores nas tarifas

Daniel Lima*
Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Diário Oficial da União publicou em edição extra a Medida Provisória 617 que zera as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) pagas por empresas de transporte coletivo urbano.
A medida já tinha sido confirmada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, em mais uma das iniciativas do governo para combater a inflação e aliviar o bolso de quem precisa andar de transporte coletivo. “Está confirmada, sim, a retirada do PIS/Cofins das passagens de ônibus”, disse Mantega no último dia 23 ao chegar ao Ministério da Fazenda.
O intuito do governo é que a medida auxilie as prefeituras a fazer reajustes menores nas tarifas de transporte público.
A partir deste mês, as tarifas de ônibus aumentam em pelo menos duas capitais. Em São Paulo, o preço chegará a R$ 3,20 a partir de amanhã (2). Segundo informações da prefeitura da cidade, o reajuste de 6,67% está abaixo da inflação acumulada desde janeiro de 2011, quando passou a vigorar a tarifa atual de R$ 3.
Na cidade do Rio, vigora a partir de hoje (1º) a nova tarifa de R$ 2,95 para ônibus urbano - até ontem (31), o valor era R$ 2,75. No mês passado, o prefeito Eduardo Paes já tinha anunciado a intenção de reajustar os valores do transporte na cidade.
Fonte - Agência Brasil  01/06/2013

Associação Latino-Americana seleciona estudantes brasileiros para bolsas em universidades RUSSAS

As Bolsas de estudos são destinadas a graduação e mestrado em grandes instituições de ensino da Rússia


A ALAR, Associação Latino-Americana Russa, está realizando um processo de seleção de nove brasileiros para receberem bolsas de estudos integrais em universidades russas. De acordo com a Professora Sylvia Capriles, coordenadora para o Brasil da ALAR, a instituição foi escolhida para implementar o programa devido aos convênios de cooperação que mantém com algumas das mais importantes instituições de ensino superior da Rússia. As bolsas que estão sendo oferecidas por esse programa foram outorgadas pelo Ministério da Educação da Rússia às suas universidades.
As bolsas se destinam a estudantes de graduação ou mestrado oriundos da América Latina. Elas cobrem 100% do custo dos estudos e acomodação em pequenos apartamentos mobiliados, administrados pelas universidades.
As inscrições serão aceitas até as 23h59min da sexta-feira, 14 de junho, e deverão ser feitas pelo site -www.universidades-rusia.com. - Os nomes dos nove selecionados serão conhecidos em agosto, e os escolhidos viajarão para a Rússia entre os meses de setembro e outubro.
De acordo com a Professora Sylvia Capriles, não é exigido dos interessados nas bolsas de estudos o conhecimento do idioma russo. Os selecionados farão o curso da língua russa nas próprias instituições universitárias para as quais forem designados.
As universidades russas participantes desse projeto são as seguintes: MGSU – Universidade de Construção Civil de Moscou, com uma vaga; KFU – Universidade Federal de Kazan, uma vaga;UNN – Universidade Estatal de Nizhnii Novgorod, três vagas; VlSU – Universidade Estatal de Vladimir, uma vaga; e SGAU – Universidade Aeroespacial de Samara, com três vagas.
A ALAR, Associação Latino-America Russa, tem sede na Rua José de Alencar, 166, bairro Juvevê, em Curitiba, Paraná. O número de telefone para informações é (41) 3387-8791.
Fonte - Diário da Russia - 01/06/2013

Petrobras aprova projetos de investimento no Recôncavo Baiano

A Petrobras aprovou três grandes projetos de investimento na Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bahia. Os projetos preveem, além da ampliação de instalações da companhia na região, a perfuração de 26 novos poços de produção e 227 intervenções em poços já existentes, com o objetivo de aumentar o fator de recuperação de petróleo em campos maduros da área.
foto - ilustração
As principais características dos projetos aprovados são o baixo tempo de retorno e a rápida geração de caixa, que contribuirão para aumentar a produção de petróleo e gás de concessões maduras, abrangendo os campos de Miranga, Água Grande, Taquipe e Candeias, dentre outros do Recôncavo Baiano.
O campo de Candeias foi o primeiro campo de petróleo com produção comercial no Brasil. O poço descobridor daquela jazida foi o Candeias-01, que começou a produzir em 14 de dezembro de 1941. Esse poço está em produção até hoje e opera de forma automatizada. Esses projetos fazem parte do Plano de Negócios e Gestão para o período 2013-2017 (PNG), que prioriza a continuidade da atividade exploratória nas áreas das concessões vigentes, buscando incorporar reservas e produção.
Nessa mesma linha, a Petrobras avalia continuamente sua carteira de oportunidades na região, com o objetivo de aumentar a produção pela introdução de novas tecnologias. Além disso, confirma a disposição de continuar investindo nos campos maduros do estado da Bahia, bem como em outras áreas no Norte e Nordeste do país.
A Petrobras confirma que mantém o compromisso de aplicar, no período de 2013 a 2017, cerca de R$ 3,2 bilhões entre investimentos e custos operacionais para garantir a manutenção estável da produção no estado da Bahia em torno de 50 mil barris de petróleo por dia e 8 milhões e 300 mil m3/d de gás.
Nos últimos cinco anos, as atividades da Petrobras, na Bahia, permitiram um recolhimento superior a R$ 1 bilhão e 650 milhões em Participações Governamentais (Participação Especial, Royalties, pagamento a proprietários de terras, taxas de retenção e pesquisa e desenvolvimento) aos cofres do estado e dos municípios. Além disso, foram pagos mais de R$ 11 bilhões e 500 milhões de ICMS e ISS, resultantes dos contratos de fornecimento de bens e serviços de fornecedores locais.
Fonte - Jornal do Brasil 31/05/2013

Viagem do homem a Marte é perigosa

Radiação cósmica extrapola limites estabelecidos pela ciência

O Curiosity fez mais uma descoberta importante para a ciência. Os dados coletados pelo jipe-robô confirmaram que uma viagem humana ao Planeta Vermelho poderia custar a vida dos exploradores. Os níveis de radiação cósmica a que os astronautas estariam expostos seria maiores que os limites de segurança estabelecidos pela Agência Espacial Norte-Americana (NASA).


O detector de radiação do rover mediu pela primeira vez os níveis radioativos durante a viagem, calculada em oito meses. A exposição em Marte, porém, seria ainda maior. Segundo funcionários do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA, os astronautas receberiam 662 milisievert por dia, o equivalente a uma tomografia de corpo inteiro por semana em um ano. Na Terra, cada ser humano recebe apenas três milisievert anualmente. A exposição aumentaria consideravelmente as chances de se contrair câncer. Os dados do estudo estão publicados na revista Science.Uma viagem humana a Marte poderia ser fatal
Segundo os especialistas da JPL, há inicialmente duas alternativas para levar o homem a Marte. A primeira seria a construção de cápsulas especiais com maior proteção. A outra alternativa é a redução significativa do tempo de viagem, o que exige o desenvolvimento de motores mais potentes.
O jipe-robô Curiosity chegou a Marte em agosto e vem realizando uma série de pesquisas no Planeta Vermelho. Entre os equipamentos utilizados está o Dinâmico de Nêutrons Albedo, contribuição da Rússia para o projeto, e que é capaz de encontrar indícios de água a até 50 cm do solo marciano.
Fonte - Diário da Russia  31/05/2013

ANEEL autoriza repasse de recursos para garantir descontos nas tarifas de energia

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje (31) que já autorizou o repasse antecipado dos recursos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para as distribuidoras de energia, para compensar a redução no preço das tarifas anunciada pelo governo. A antecipação foi anunciada na última quarta-feira e foi necessária porque a Medida Provisória (MP) 605, que permite o uso dos recursos da CDE para cobrir os descontos na conta de luz, vence na próxima segunda-feira (3) e não será aprovada a tempo pelo Senado.
O governo incluiu o conteúdo da MP 605 em outra medida provisória, mas a autorização do uso da CDE só vai valer quando a nova matéria for sancionada, porque entrou como uma emenda. Por isso, foi necessário editar um decreto para permitir o uso dos recursos da CDE durante esse período e garantir que a redução das tarifas prometida pelo governo no início do ano continuasse valendo.
O decreto, publicado em edição extraordinária na última quarta-feira (29), determina que a Aneel deverá autorizar o repasse antecipado de sete meses dos recursos da CDE às distribuidoras. Segundo o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, isso deve representar um adiantamento de R$ 2,8 bilhões.
O despacho publicado hoje pela Aneel diz que os valores antecipados são referentes ao período de maio a novembro e servem para a cobertura dos descontos incidentes sobre as tarifas aplicáveis aos usuários do serviço público de distribuição de energia elétrica e a redução equilibrada das tarifas. Ao anunciar as medidas, o ministro Lobão disse que o desconto nas tarifas não será revertido e garantiu que este é um “compromisso inarredável do governo”.
Fonte - Agência Brasil  31/05/2013

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Vice-presidente dos EUA diz que Brasil é exemplo de democracia

Ag. Br
Danilo Macedo e Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília - O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse hoje (31), logo após a reunião que teve com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, que os dois países estão prontos para aprofundar relações. Depois de uma hora e meia de conversa, Biden destacou que o Brasil é um exemplo de democracia.
“A mágica do que está acontecendo aqui, a parte mais incrível da história do Brasil nos últimos 15 anos, é que vocês demonstraram para o mundo, e boa parte do mundo está lutando contra esse problema, que não é necessária a falsa escolha entre desenvolvimento e democracia”, disse.
Ele ressaltou que esse “dilema” entre democracia e desenvolvimento ocorre em várias partes do mundo e o Brasil pode ser uma influência para mostrar como é possível compatibilizar os dois temas. “É possível ter democracia e desenvolvimento, dos quais todos se beneficiam. E essa é a magia do que vocês fizeram aqui, o que a presidenta de vocês está fazendo agora e a razão pela qual ela pode ter tão incrível influência bem além deste país.”
Bem-humorado, Biden disse que Dilma, depois da conversa de hoje, provavelmente deve passar a gostar mais dele, apesar do bom relacionamento com o presidente Barack Obama. O vice-presidente norte-americano destacou que o propósito de sua viagem foi fazer formalmente o convite para que a presidenta Dilma faça uma visita oficial aos Estados Unidos e deixar clara a disposição para estreitar as relações entre dois países em todas as áreas, desde a militar, educação, o comércio, os investimentos diretos estrangeiros. “Não acredito que exista qualquer obstáculo que não possamos superar.”
Também acompanharam a reunião os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, de Minas e Energia, Edison Lobão, e a presidente da Petrobras, Graça Foster.
Biden vem ao Brasil a menos de cinco meses da primeira visita de Estado de Dilma aos Estados Unidos, em outubro. Para diplomatas, a visita de Biden deve ser interpretada como uma demonstração da relevância do Brasil no cenário internacional. Ao lado do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, Biden é responsável por várias negociações internacionais.
Fonte - Agência Brasil 31/05/2013

Mobilidade urbana em Salvador...um trauma genético

O nome da cidade é SALVADOR... mais por enquanto ainda não apareceu nem um.

foto ilustração - correio24horas
Da redação
A cada dia que passa me surpreende a capacidade dos "técnicos" e "especialistas" de transito da prefeitura da nossa cidade em se especializarem (desculpem a redundância) em fazer gambiarras,improvisos,e os famosos jeitinhos, e entre elas a mais nova a de  implantar uma 5ª faixa na Paralela, pensei logo... vão diminuir a área verde do canteiro central aumentando com isso a impermeabilização do solo aumentando os alagamentos nos dias de chuva,jogando asfalto em cima da terra e de tabela contribuindo para aumentar a temperatura ambiente no local. Mais depois pesquisando sobre o assunto o susto foi muito maior.Bom se fizessem do jeito que eu citei aqui antes ( a 5ª faixa no canteiro) já seria uma aberração,mais para piorar mais ainda os "gênios" (com o habitual entusiasmo) decidiram colocar a dita 5ª faixa sem alargar um centímetro da pista,simplesmente irão reduzir a largura das faixas existentes para acomodar 5 faixas de rolamento na atual largura da pista .Será que esses "doutores" não tem conhecimento que  por questões técnicas de segurança deve-se adotar uma largura nas faixas de rolamento que não ofereça riscos aos que por elas transitam principalmente em vias de tráfico intenso com velocidades superiores a 60 km/h???...se fossem em vias de baixa velocidade em áreas centrais da cidade  ou nos bairros até caberia tal solução,mais numa via expressa como a Paralela????, estarão criando um ambiente propenso ao aumento do numero de acidentes e colisões mais frequentes (principalmente com motocicletas).Mais ainda assim por tudo isso aqui já citado esses não são os únicos problemas,de nada adiantara aumentar a capacidade de tráfego da Av.Paralela se as vias das cabeceiras ( inicio e fim) continuarão as mesmas,e as interceições (vias que se interligam) e vias de acesso ao longo da avenida também.De nada adiantara esse espreme gato,apenas agravara mais ainda as zonas de conflito aumentando o afunilamento e os gargalos já existentes.Então essa gambiarra não funcionara,só ira piorar mais ainda o atual caos existente.Será que esse "povo"(digo especialistas) ainda não entendeu que a solução para a mobilidade de Salvador não esta no transporte individual??? e que a mesma  passa pela implantação de um bom e eficiente sistema de transportes publico????...e não continuar insistindo em privilegiar o transporte individual a qualquer custo... Bem, daqui a dois ou três anos ( torcemos por isso )  já devera estar operando na cidade o nosso tão esperado (la se vão 12 anos) sistema metroviário,mais enquanto isso a cidade não pode ficar sem uma solução de emergência,bem planejada e bem executada,para diminuir a atual calamidade até que o Metrô passe a operar definitivamente com todos os seus pendurucalhos (sistemas alimentadores e complementares).Então la vai aqui algumas sugestões : Uma das providências seria já a implantação da integração física e tarifária (solução adotada em SP e agora em Fortaleza) com bilhete único com validade de 2 horas para todo o sistema.A renovação e modernização da frota de ônibus,passando a contar com veículos longos com portas nas duas laterais melhorando a acessibilidade ( para acabar a operação Zig-Zague nos atuais corredores exclusivos),com piso baixo,suspensão a ar,com 03 portas largas,a extinção dos esdrúxulos currais existentes (Ônibus não carrega gado,transporta pessoas) só aqui em Salvador,o funcionamento efetivo das faixas exclusivas para os ônibus com fiscalização permanente,a reorganização dos atuais pontos de ônibus com remanejamento de linhas evitando-se o excesso de ônibus parados nos mesmos pontos,reprogramar e racionalizar os atuais itinerários da maioria das linhas existentes acabando com a sobreposição de linhas,com as linhas "turísticas" (com itinerários excessivamente longos e cheios de arrodeios).Criar linhas especiais com ônibus padron,com piso baixo, ( até o funcionamento do Metrô) integradas as linhas de ligação com os bairros nos principais corredores: Lapa/ V. da Gama/ Bonoco/ Iguatemi/ Paralela/ São Cristóvão/( ida e volta)  *Aeroporto - Lapa/ Centenário/ Orla/ Itapuã/ D. Caymi/ São Cristóvão/( ida e volta) *Aeroporto - Lapa/ Vasco da Gama/ Sete Portas/ Rt.do Abacaxi/ B.Reis/ Retiro/ Est.Pirajá ( ida e volta) - Lapa/ V. da Gama/  Bonoco/Acesso Norte/ Est.Pirajá (ida e volta) - Shopping Barra/ Centenário/ V.da Gama/  Ogunja/ Bonoco/ Acesso Norte/ Est.Piraja - Pituba/ Av.Acm/ Rodoviária/ Rt.do Abacaxi/ Retiro/ Est.Pirajá.( ida e volta). - (*) Uma parte dos ônibus fariam o retorno no Aeroporto que contaria também com linhas de ônibus executivos.- Criar linhas de integração ( com bilhete único ) com o trem do subúrbio - Calçada/ T da França / Arquidabã/ Lapa ( ida e volta) - Calçada/ Lgo.do Tanque/ Retiro/ B.Reis/ Rt.do Abacaxi/ Rodoviária  ( ida e volta) - Calçada/ Lgo. do Tanque/ São Caetano/ Est. Pirajá. Lembrando que a maioria das sugestões aqui apontadas são de caráter "emergencial"e reestruturantes, não são paliativas nem definitivas,servirão apenas para organizar, racionalizar e agilizar a operação do transporte público existente, dando folego e amenizando atual pressão negativa existente na mobilidade de Salvador até que tenhamos o sistema do transportes de massa ( Metrô / Trem / VLT ) funcionando de maneira plena com os sistemas alimentadores,complementares e as ciclovias,cumprindo o seu papel na mobilidade da cidade.Salientamos que também é muito importante,aproveitando as características  topográficas da cidade,se investir em transportes "verticais" e "teleféricos",que encurtarão distâncias entre bairros.Continuar privilegiando o transporte  individual só contribuirá para agravar mais ainda o caos na mobilidade da cidade cada dia....O nome da cidade é SALVADOR...mais por enquanto ainda não apareceu nem um.
Pregopontocom

VEJA MAIS AQUI  - Mobilidade Urbana - Soluções viáveis em Salvador   

Justiça revoga liminar que impedia amistoso no Maracanã


Cristiane Ribeiro
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - A juíza Gracia Cristina Moreira do Rosário, do Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça (TJ), revogou a liminar concedida mais cedo, também pelo plantão do TJ do Rio, que suspendia a realização do jogo amistoso entre o Brasil e a Inglaterra no próximo domingo (2) no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã. O jogo marcará a inauguração oficial do estádio e havia sido suspenso em acolhimento a uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Estadual, que exigia a apresentação de laudos técnicos comprovando as condições de higiene e segurança do local para sediar jogos e eventos.
De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do estado, a Procuradoria apresentou os laudos da Polícia Militar exigidos na ação do Ministério Público. No despacho concedido no fim da noite de ontem (30) a juiza Gracia Cristina Moreira do Rosário diz: “Compulsando os autos, percebo que os laudos exarados pelos órgãos competentes encontram-se presentes no procedimento em epígrafe, não havendo que se falar em ausência de segurança para a coletividade quando da realização dos eventos, inclusive aquele a ser realizado no dia 2/6/2013. Dessa forma, reconsidero a decisão anteriormente proferida e indefiro o pleito formulado pelo Ministério Público, no que tange à proibição da realização dos jogos e eventos a serem realizados no Estádio do Maracanã, inclusive do próximo dia 2".
O jogo da seleção brasileira contra a Inglaterra está marcado para as 16h do próximo domingo (2) e, além de marcar a inauguração do Maracanã, servirá como preparação do Brasil para a Copa das Confederações. O Brasil jogará na abertura da Copa contra a seleção do Japão, no Estádio Nacional de Brasília/Mané Garrincha. Os treinos da seleção brasileira são feitos na Escola do Exército, na Urca, zona sul do Rio,
Fonte -  Agência Brasil  31/05/2013

quinta-feira, 30 de maio de 2013

CONSPIRAÇÃO CONTRA A PÁTRIA

O Jornal do Brasil mantém a confiança na chefia do estado Democrático

Foto - ilustração

Jornal do Brasil
O mundo inteiro passa por uma crise econômica e social, decorrente da ganância dos banqueiros, que controlam o valor das moedas, o fluxo de crédito, o preço internacional das commodities. Diante deles, os governos se sentem amedrontados, ou cúmplices, conforme o caso e poucos resistem.

A União Europeia desmantela-se: o fim do estado de bem-estar, o corte nos orçamentos sociais, a desconfiança entre os países associados, a indignação dos cidadãos e a incapacidade dos governantes em controlar politicamente a crise, que tem a sua expressão maior no desemprego e na pauperização de povos. Se não forem adotadas medidas corajosas contra os grandes bancos, podemos esperar o caos planetário, que a irresponsabilidade arquiteta.

A China, exposta como modelo de crescimento, é o caso mais desolador de crescente desigualdade social no mundo, com a ostentação de seus bilionários em uma região industrializada e centenas de milhões de pessoas na miséria no resto do país. Isso sem falar nas condições semi escravas de seus trabalhadores – já denunciadas como sendo inerentes ao “Sistema Asiático de Produção”. Os Estados Unidos, pátria do capitalismo liberal e neoliberal, foram obrigados a intervir pesadamente no mercado financeiro a fim de salvar e reestruturar bancos e agências de seguro, além de evitar a falência da General Motors.

Neste mundo sombrio, o Brasil se destaca com sua política social. Está eliminando, passo a passo , a pobreza absoluta, ampliando a formação universitária de jovens de origem modesta, abrindo novas fronteiras agrícolas e obtendo os menores níveis de desemprego de sua história.

Não obstante esses êxitos nacionais, o governo está sob ataque histérico dos grandes meios político-financeiros. Na falta de motivo, o pretexto agora é a inflação. Ora, todas as fontes demonstram que a inflação do governo anterior a Lula foi muito maior que nos últimos 10 anos.

O Jornal do Brasil, fiel a sua tradição secular, mantém a confiança na chefia do Estado Democrático e denúncia, como de lesa-pátria, porque sabota a economia, a campanha orquestrada contra o Governo – que lembra outros momentos de nossa história, alguns deles com desfecho trágico e o sofrimento de toda a nação.
Fonte -  Jornal do Brasil  30/05/2013

Um magnata, o massacre de baleias e a comida de cachorro‏

baleia - fin
Pascal V - Avaaz.org Um homem islandês está prestes a começar uma caça com arpão às baleias-fin, cortando-as em pedaços e enviando a carne para o Japão, onde será usada como comida para cachorros! A melhor maneira de impedir esse massacre é expondo o primeiro-ministro holandês, que permite o tráfico de carne de baleia pela cidade de Roterdã, e fazê-lo rejeitar esse carregamento sangrento. Se os baleeiros não puderem vender a carne, nós poderemos impedir a caça antes que ela comece. Eles zarparão pra alto-mar em questão de dias -- assine agora e compartilhe com todos:

Caros amigos:
As baleias-fin são gigantes mágicos do mar. Mas em questão de dias, mais de 180 animais dessa espécie ameaçada correm o risco de serem abatidos por um magnata e seus parceiros. Sua diversão de verão é caçar as baleias usando arpões, cortá-las em pedaços e enviar a carne para o Japão, passando pela Holanda, para ser usada na alimentação de cães!
Há uma maneira de impedir essa caça antes que ela comece: não são todos os lugares que aceitam receber um barco cheio de carcaças de baleias. As autoridades alemãs e filandesas, por exemplo, têm evitado esse comércio vergonhoso. Agora, a bola está com a Holanda. Os holandeses têm uma enorme preocupação com sua reputação de protetores do meio ambiente, e não podem deixar que esse comércio sangrento chegue aos olhos da comunidade internacional. Mas se nós expusermos a participação da Holanda nisso agora e exigirmos que as autoridades holandesas rejeitem a movimentação de carne de baleia nos portos do país, poderemos impedir um massacre.
Precisamos agir rapidamente -- navios baleeiros devem começar a caça em questão de dias. Assine agora e divulgue para todos. Vamos construir uma forte campanha com 1 milhão de assinaturas direcionada ao primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, e avisá-lo de que criaremos um rebuliço na mídia a menos que ele impeça o comércio de baleias-fin em portos holandeses:

 - http://www.avaaz.org/po/days_to_stop_the_whale_slaughter_global/?boYqKbb&v=25281 - 

Estas criaturas majestosas são o segundo maior animal do planeta, e podem atingir o tamanho de 3 ônibus, ao passo em que se movem rapidamente na água. A incrível combinação de suavidade, elegância e velocidade lhe fizeram ganhar o apelido de "cães galgos do mar".
Tragicamente, caçadores como o magnata Kristjan Loftsson têm abatido centenas de milhares de baleias e mais de 70% da população mundial destes animais foi dizimada. Mas desde que a Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies Ameaçadas e a Comissão Baleeira Internacional impuseram uma proibição sobre essas atividades, a espécie tem crescido em números. Podemos ajudar a espécie a se distanciar do risco de extinção se impedirmos que as baleias sejam massacradas para servirem de alimento para cachorro!
Fazer com que os holandeses rejeitem o carregamento sangrento trazido pelo magnata Loftsson para Roterdã é a melhor maneira de parar essa caça antes que ela comece, já que isso criará um precedente para outros portos em toda a Europa. Até agora, o governo holandês permitiu que Loftsson saísse ileso dessa matança. Vamos expô-los agora e dar um fim neste massacre. Assine a petição e divulgue para todos -- vamos acabar com esse comércio antes que o primeiro arpão seja disparado:

 - http://www.avaaz.org/po/days_to_stop_the_whale_slaughter_global/?boYqKbb&v=25281 -

Os membros da Avaaz já conseguiram realizar grandes feitos em prol da biodiversidade, desde se opor ao comércio de marfim à luta pela proibição dos pesticidas de abelhas, seguida de vitória. Em 2010, os membros da Avaaz foram peça-chave para manter uma moratória internacional sobre a atividade baleeira. Neste momento crucial, vamos impedir essa caça horrível e continuar caminhando rumo a um mundo mais humano.
ASSINE AQUI A PETIÇÃOhttp://www.avaaz.org/po/days_to_stop_the_whale_slaughter_global/?boYqKbb&v=25281
Com esperança,
Pascal, Lisa, Oliver, Alice, Ricken, Allison, David, Alaphia e toda a equipe da Avaaz

Enviado por e-mail por  Pascal V - Avaaz.org - http://www.avaaz.org/ - em 30/05/2013

Metroviários fazem greve de 24 horas em Lisboa

Portugal

De acordo com trabalhadores, a companhia não cumpre o acordo de reajuste e não apresenta proposta formal aos trabalhadores



Gilberto Costa
Agência Brasil
Lisboa – A capital de Portugal amanheceu com congestionamentos nesta quinta-feira (30). Hoje é dia normal de trabalho no país e cerca de 500 mil pessoas – o equivalente a 17% da população residente na região metropolitana de Lisboa, tiveram que usar o carro ou pegar ônibus por causa da greve de 24 horas dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa.
A paralisação termina amanhã (31), às 6h30 (horário local). A Justiça portuguesa (Tribunal Arbitral) não fixou obrigatoriedade de serviços mínimos durante a greve, que é a quarta da categoria este ano. As paralisações anteriores, no entanto, foram só no começo da manhã e tiveram duração de quatro horas.
De acordo com a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), o ganho real dos trabalhadores caiu 27% nos últimos dois anos e a companhia não cumpre o acordo de reajuste e não apresenta proposta formal aos trabalhadores.
Portugal se aproxima de ter 1 milhão de desempregados (20% da população economicamente ativa) e o governo admite vender empresas estatais para diminuir a dívida pública – que já soma 125% do Produto Interno Bruto. Por causa disso, há temor entre os metroviários de que a companhia possa ser privatizada e que ocorram demissões de trabalhadores.
Além disso, os empregados denunciam o alto custo do pagamento de empréstimos feitos pela companhia recentemente. Segundo a Fectrans, até 2012 a empresa já havia “perdido” 1,24 bilhão de euros com o pagamento da dívida, cobrada em percentuais pré-fixados acima dos juros de mercado (contratos swaps). “Os valores das perdas com as swaps seriam suficientes para pagar os salários dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa durante 17 anos”, diz nota da federação que ainda calcula que o montante equivale a 25 anos de passe livre (sem pagamento) a todos os usuários do serviço de transporte.
O Conselho de Administração da Metropolitano de Lisboa divulgou nota lamentando “profundamente todas as perturbações causadas pelos sindicatos aos clientes e à cidade”, mas não anunciou nenhum possibilidade de reajuste. A empresa apenas assinala que “prosseguirá com determinação o seu propósito de assegurar a sustentabilidade e o futuro do Metropolitano de Lisboa para servir, cada vez melhor, as necessidades da mobilidade de Lisboa”.
A greve dos metroviários lisboetas conseguiu unir as duas centrais sindicais do país - a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), ligada ao Partido Comunista Português; e a União Geral dos Trabalhadores (UGT), ligada ao Partido Social Democrata (governo) e ao Partido Socialista (oposição). A duas centrais participaram de manifestação no início da paralisação.
A mobilização dos metroviários ocorre em momento de grande contestação dos sindicatos quanto à política econômica e insatisfação da população. Hoje, o Instituto Nacional de Estatísticas (INE), equivalente ao IBGE, divulgou que caíram os índices de confiança dos consumidores portugueses (futuro das famílias, situação econômica do país e capacidade de poupança).
Fonte - ( EBC ) Agência Brasil 30/05/2013 

Dia Mundial do Meio Ambiente será lançado pela ONU na Mongólia

Carolina Gonçalves
Repórter da Agência Brasil

Brasília - Na próxima semana, representantes de diversos escritórios da Organização das Nações Unidas (ONU) estarão na Mongólia para lançar o Dia Mundial do Meio Ambiente, tentando estimular uma mudança de consciência e encorajar iniciativas ambientais em todo o mundo. A data é celebrada pela organização desde 1972, no dia 5 de junho. Na edição deste ano, a ONU vai destacar uma campanha que já havia sido lançada em janeiro para alertar sobre o desperdício e a perda de comida - Pensar. Comer. Conservar.
O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) criou um site ( http://www.unep.org/portuguese/wed/ ) do Dia Mundial do Meio Ambiente (WED, na sigla em inglês) em português, que será o único traduzido para um idioma que não é oficial da ONU.
Com informações do Pnuma e da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o site reserva um espaço para que qualquer pessoa registre atividades que serão promovidas para celebrar a data e aponta sugestões para organizações que querem realizar algum evento. Como a página está integrada ao site em outros idiomas e a redes sociais, a expectativa é que essas atividades ganhem visibilidade global e possam atrair mais pessoas.
As informações reunidas em artigos e textos apontam para cenários alarmantes. De acordo com a FAO, no mundo quase 1,3 bilhão de toneladas de comida são jogadas fora a cada ano, o que equivale a toda a produção da África Subsaariana no mesmo período. O órgão alerta que enquanto esse desperdício continua sendo registrado, uma em cada sete pessoas no mundo passa fome e mais de 20 mil crianças com menos de 5 anos morrem todos os dias por desnutrição.
“Devido a esses enormes contrastes entre estilos de vida e os efeitos devastadores sobre o meio ambiente, o tema deste ano — Pensar. Comer. Conservar — procura prover maiores informações sobre os impactos ambientais das escolhas que são feitas em relação à comida e, consequentemente, conscientizar sobre essas decisões”, destacam os órgãos no site criado.
A intenção da ONU é mostrar que qualquer pessoa pode adotar decisões conscientes, como a escolha de alimentos que tenham menor impacto ambiental para serem produzidos, como os orgânicos que não usam produtos químicos, e os produzidos no próprio país onde vive. “É importante pensar antes de comer e, assim, ajudar a conservar o meio ambiente”, acrescentam nos documentos.
A adoção de algumas mudanças nos processos produtivos, estimuladas pelo governo da Mongólia, fez com que o país fosse escolhido para sediar o lançamento este ano. Os principais setores da economia do país asiático estão recebendo incentivos para uma transição para a economia verde.
Dirigentes do Pnuma acreditam que, sendo sede do evento oficial do Dia Mundial do Meio Ambiente, o governo da Mongólia tem a oportunidade de mostrar ao mundo que a transição para a economia verde é possível a qualquer setor. Recentemente, o governo aprovou uma lei contra a poluição atmosférica. Há três anos, a Mongólia suspendeu todos os pedidos de criação de minas de carvão até que uma legislação atualizada fosse estabelecida.
Fonte - Agência Brasil  30/05/2013

 orla Salvador Ba.
Devastação da mata Atlântica - Av.Paralela Salvador Ba.


Bilhete Único é aprovado em consenso na Câmara de Fortaleza

Programa passa a valer no próximo dia 15 de junho

Foto: Kleber A. Gonçalves
A implantação do Bilhete Único na Capital foi aprovada em consenso na Câmara Municipal de Fortaleza nesta quarta-feira (29). Por volta das 14h, os vereadores validaram em votação o programa que possibilita ao fortalezense utilizar o transporte público por 2 horas pagando apenas uma passagem.
Após os ônibus, vans e metrô serão inclusos no programa do Bilhete Único. 


A votação da pauta foi solicitada em regime de urgência, pois o Bilhete Único começa a funcionar no dia 15 de junho. Na última segunda-feira (28), o secretário de Conservação e Serviços Públicos de Fortaleza, João Pupo, esteve na Câmara para prestar esclarecimento sobre o programa.
Vereadores questionaram se o Bilhete Único iria manter a meia-passagem dos estudantes e da gratuidade aos idosos. O secretário afirmou que os direitos serão resguardados.
A primeira etapa do programa, que será implantada a partir do dia 15, irá atingir apenas os ônibus da capital. Em um segundo momento, vans e o metrô também serão inseridos no Bilhete Único, explicou o secretário.
Fonte -  Diário do Nordeste  29/05/2013

Banco Central - A covarde decisão

A covarde decisão do Banco Central



Por Altamiro Borges

A oligarquia financeira e a mídia rentista venceram mais uma batalha. Já o governo Dilma, acovardado e acuado, perdeu mais um ponto da luta de ideias na sociedade. Pela segunda vez consecutiva, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou na noite desta quarta-feira (29) o aumento da taxa básica de juros, a Selic. A "calunista" Miriam Leite, a urobóloga das Organizações Globo, havia apostado numa alta de 0,25%. Mas o BC foi ainda mais generoso com os rentistas e aumentou os juros em 0,5%. Os maiores perdedores desta contenda, como sempre, são os trabalhadores e o povo brasileiro.
A decisão de elevar os juros agradou os rentistas e desagradou os setores produtivos da sociedade. Até a Confederação Nacional das Indústrias (CNI) soltou uma dura nota de crítica à medida. "Como acaba de mostrar o comportamento do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, a indústria permanece estagnada. Segundo a CNI, neste cenário, o aumento nos juros é ainda mais prejudicial ao setor, justamente o de maior capacidade de recuperação e de contribuição à retomada da economia. Sem uma participação expressiva da indústria, o país cresce pouco... Para a CNI, a elevação isolada dos juros não é a melhor forma de enfrentar essa equação, porque prejudica a expansão dos investimentos e dificulta o aumento da oferta".
Entre os trabalhadores, os mais afetados pelo aumento dos juros - com seus efeitos deletérios na geração de emprego e renda -, as críticas foram ainda mais incisivas. "A elevação da Selic pela segunda vez seguida no ano é um desastre do ponto de vista econômico e social. Não existe a ameaça de descontrole inflacionário e a decisão do BC vai frear ainda mais o ritmo do crescimento econômico, a expansão do crédito, o fortalecimento da produção e do consumo e a geração de empregos”, afirma o presidente da Confederação dos Trabalhadores no Sistema Financeiro (Contraf), Carlos Cordeiro.
Para Wagner Gomes, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a medida é um verdadeiro desastre. "A elevação da taxa básica de juros para 8% está na contramão dos interesses de uma nação que anseia pelo desenvolvimento. O Brasil precisa crescer. Mas a alta dos juros conspira contra esta necessidade e fortalece as tendências de estagnação do PIB, que avançou apenas 0,6% no primeiro trimestre e tende a repetir um desempenho medíocre em 2013".
O sindicalista ainda refuta a campanha midiática para defender a alta dos juros. "A inflação é apontada como justificativa para a decisão do Copom. O pretexto não convence num momento em que os preços das mercadorias, a começar pelos alimentos, estão desacelerando. Mas já não é segredo para ninguém que a alta dos juros vai ao encontro dos interesses dominantes no sistema financeiro... Os banqueiros e grandes credores ganham bilhões a cada momento em que a Selic sobe. Percebe-se a persistente pressão pela alta das taxas de juros e spread nas análises dos porta-vozes 'autorizados' do mercado veiculadas na mídia burguesa. Estes não se cansam de agitar o fantasma da inflação e alardear a necessidade de juros mais altos, bem como protestar contra a suposta falta de autonomia do Banco Central quando este adota uma orientação que contraria a vontade dos rentistas”.
Fonte - Blog do Miro 29/05/2013

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Os 65 novos trens da CPTM - Nota da ABIFER

Indústria Ferroviária Nacional pede condições de igualdade em licitação em São Paulo 


Ao conduzir, em condições desiguais, a concorrência internacional para a maior compra de trens da história para a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) – 65 trens, num total de 520 carros - o governo de São Paulo coloca em risco a sobrevivência da indústria metroferroviária nacional. As consequências podem ser muito graves: perda de 40 mil empregos (10 mil diretos e 30 mil indiretos), correspondentes a 50% do total da indústria ferroviária, renúncia fiscal de todo imposto recolhido pelas fabricantes com plantas no Estado e interrupção da transferência de tecnologia para nosso País.

HISTÓRICO
Na primeira licitação, o edital previu o fornecimento dos trens por um preço inexequível. As empresas comprovaram as necessidades de mudança ao governo e, para demonstrar a inviabilidade do preço, somente dois fabricantes nacionais apresentaram proposta.
Na segunda tentativa, o governo adotou outra postura: condições iguais para nacionais e estrangeiras. Nada mais desigual, pois, como a Secretaria de Transportes Metropolitanos tem imunidade tributária, as estrangeiras terão a oportunidade, mais uma vez, de colocar seus trens no País com isenção de todos os impostos locais, inclusive o imposto de importação, além de contar com incentivos fiscais em seus países.
Os mesmos benefícios de isenções, entretanto, não valem para as fabricantes nacionais, que, devido ao custo Brasil, são obrigadas a incorporar em seus preços altos tributos, além de outros custos já conhecidos por todos. Ou seja, o governo paulista está indo no caminho contrário ao que o governo federal tem feito com as indústrias automobilística e naval, por exemplo, que vêm crescendo com a política de incentivos.

PLEITO
O que a indústria nacional pleiteia neste momento é uma nova licitação com igualdade de condições na concorrência, já que investiu em capacidade instalada no País, física e técnica, já fornece usualmente seus produtos para a própria CPTM e o Metrô, gerando emprego e renda no País, além de contar com expertise local. A indústria nacional pede isonomia de competição a fim de atingir o melhor custo x benefício às iniciativas pública e privada, e à população.
Dentro da situação criada, muitas empresas nacionais não tiveram condições de apresentar suas propostas. Após tentar recurso administrativo, não acatado, uma das empresas nacionais recorreu à Justiça para solicitar alteração no processo licitatório. O desembargador Venício Salles, do Tribunal de Justiça de São Paulo, concedeu liminar “para franquear às agravantes a entrega de dois envelopes contendo as propostas, considerando os termos do edital, e uma segunda, com a consideração dos favores fiscais conferidos às empresas estrangeiras para nivelar a situação entre concorrentes nacionais e internacionais”.
No último dia 20 de maio, os envelopes foram entregues à Comissão de Licitação, que em função desse mandado de segurança achou por bem, porém contrariamente à decisão do juiz, recebê-los, rubricar, fazer uma ata e convocar as empresas no futuro, situação que desapontou a indústria ferroviária brasileira e, de se esperar, a própria Justiça.
Espera-se, contudo, que o bom senso do Estado prevaleça e que sejam preservados os empregos dos brasileiros, o incentivo ao crescimento da indústria nacional e a valorização dos bens locais.
Fonte -  ABIFER  29/05/2013

Vice-presidente dos Estados Unidos manifesta interesse em parcerias com o Brasil


Joe Biden destacou os avanços alcançados pelo Brasil em programas sociais, como o Bolsa Família, que, de acordo com ele, está sendo copiado ao redor do mundo(Governo EUA/Wikimedia Commons)


Cristina Indio
Agência Brasil
Rio de Janeiro – O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, repetiu hoje (29), várias vezes, em discurso que deu início a seus compromissos oficiais no Brasil, a frase "nós podemos fazer juntos". Com isso, Biden procurou confirmar a intenção do governo norte-americano de fazer parcerias com o Brasil.
Em cerimônia no Armazém 3 da zona portuária do Rio de Janeiro, Biden lembrou que, na atual administraçação, vários integrantes do governo americano estiveram no Brasil. Segundo ele, os Estados Unidos querem e precisam da parceria com Brasil. Além disso, destacou, os investimentos no mundo estão mudando e as portas estão abertas para o Brasil, país que "está em um incrível dinamismo".
O vice-presidente destacou os avanços alcançados pelo Brasil em programas sociais, como o Bolsa Família, que, de acordo com ele, está sendo copiado ao redor do mundo. Na avaliação de Biden, o Brasil mostrou que pode haver desenvolvimento e democracia, combateu a inflação e ainda incluiu milhões de pessoas na classe média.
Para o vice-presidente americano, os dois países têm condições de trocar experiências no setor de energia: "Nós podemos aprender juntos". Ele comentou ainda a possibilidade de negócios entre empresas no campo da aviação, como a americana Boeing e a Empresa Brasileira de Aviação (Embraer).
Nesta tarde, o vice-presidente Joe Biden visita o Centro de Pesquisas da Petrobras e o Parque Tecnológico da Universidade Federal Fluminense (UFRJ).
Fonte  - ( EBC ) Agência Brasil 29/05/2013

Pelo menos 1,7 milhão de veículos devem deixar a capital paulista no feriado

Marli Moreira
Repórter da Agência Brasil

São Paulo - A saída de motoristas da cidade de São Paulo rumo ao litoral, interior e outros estados, no feriado prolongado de Corpus Christi, deve começar a aumentar na tarde de hoje (29). A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estima que 1,7 milhão de veículos deixem a cidade no período.
A Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, prevê que entre 160 mil e 270 mil veículos desçam a Serra do Mar, da meia-noite de hoje (29) até as 23h59 de domingo, dia 2 de junho.
A Operação Estrada, da Polícia Rodiviária Estadual, será implantada a partir das 14h nos 22 mil quilômetros de rodovias estaduais, com reforço no policiamento. Serão 700 viaturas nos mais em diversos pontos. Além disso, para coibir abusos com o excesso de velocidade e flagrar motoristas na condução de veículos em situação irregular, o sistema de segurança contará com 61 radares móveis. Foram distribuídos ainda 300 bafômetros para os testes de embriaguez.
A multa aplicada ao motorista que for flagrado com teor de álcool acima do permitido chega a R$ 1.915,40. Se o motorista reincidir na infração dentro do prazo de um ano, o valor da multa será duplicado, chegando a R$ 3.830,60.
Em caso de infração, a Lei Seca determina que a carteira do motorista e os documentos do veículo devem ser recolhidos pelas autoridades. O veículo também deve ser levado para o depósito dos departamentos de Trânsito. De acordo com o Artigo 262, o veículo será mantido sob o Poder Público.
Fonte - Agência Brasil  29/05/2013

Países do Brics deverão crescer em média 4,3% ao longo do ano

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul, que integram o grupo denominado Brics, e os países emergentes deverão crescer, em média, 4,3% até dezembro, com previsão de elevação para 5,3% em 2014. A estimativa é do estudo Economic Outlook, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgado hoje (29), em Paris, na França.
De acordo com o relatório, a China lidera a lista dos países emergentes no que se refere ao crescimento econômico, registrando 7,8% este ano e com possibilidade de chegar a 8,4% em 2014. Depois, vem a Índia, com crescimento de 5,7%, em 2013, e 6,6% no próximo ano. O Brasil registra crescimento de 2,9%, em 2013, e 3,5% em 2014. A Rússia deve registrar crescimento de 2,3% ao longo do ano e 3,6% para 2014. A África do Sul deverá ter um crescimento econômico de 2,8%, até dezembro, e 4,3% no próximo ano.
Pelo estudo, as estimativas de crescimento mais modestas são da Rússia, do Brasil e da África do Sul, em torno dos 3% neste e no próximo ano. Já a China deve ultrapassar os Estados Unidos e passar a ser a maior economia do mundo, nos próximos anos, enquanto a Índia deverá ser ultrapassada pelo Japão.
*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa
Fonte - Agência Brasil 29/05/2013

Economia brasileira tem mesmo crescimento do PIB norte-americano

Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – No primeiro trimestre deste ano, em relação ao trimestre anterior, o crescimento de 0,6% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro (soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi o mesmo registrado pela economia norte-americana. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no entanto, a economia do Brasil cresceu menos que a japonesa e a coreana (ambas com alta de 0,9%).
O Brasil cresceu mais que países como México (0,5%), Reino Unido (0,3%) e Alemanha (0,1%). Outros países tiveram queda no primeiro trimestre de 2013 em relação ao trimestre anterior: Portugal (-0,3%), Itália (-0,5%) e Espanha (-0,5%). A economia da União Europeia caiu 0,1%.
Na comparação com o Brics, o crescimento de 1,9% do Brasil no primeiro trimestre de 2013 em relação ao mesmo período do ano passado foi o mesmo observado pela África do Sul e superior ao registrado pela Rússia (1,6%). A China teve crescimento econômico de 7,7%. A Índia ainda não divulgou seu PIB.
Fonte - Agência Brasil  29/05/2013

TRENS DA CTS VOLTAM A FUNCIONAR - Acabou a greve dos Ferroviários em Salvador

Após receberem salários e tíquetes, ferroviários da CTS encerram a greve




Os trabalhadores da Companhia de Transporte de Salvador (CTS) decidiram em assembleia realizada na Estação da Calçada, na manhã de hoje (29), pelo fim da greve, depois de receberem o pagamento do salário de abril, os tíquetes alimentação/refeição de maio e junho, bem como o vale-transporte, referente ao mês de junho.
Após 21 dias de paralisação, os funcionários retornaram às suas atividades normais, ao meio-dia.
Inspeção nas linhas férreas:
Será realizada uma inspeção de segurança de todo o trecho ferroviário, que vai da Calçada a Paripe, no intuito de identificar alguma irregularidade.
A expectativa é que os trens fiquem a disposição da população suburbana a partir de sexta-feira (31).
Fonte - SindiFerro 29/05/2013


VLT de Goiás não sai até 2015

Diário de Goiás
O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), a ser implantado no Eixo Anhanguera, viaja em ritmo lento e a chance de chegar em 2014, como o governo esperava inicialmente, já está descartada. A luta agora é para que a obra – e as desapropriações – comecem entre agosto e o final do ano e os carros estejam em circulação pelo menos até o final de 2015. Nem mesmo o edital para escolha do grupo que vai elaborar o projeto executivo, realizar a obra e operar o sistema por 35 anos tem data para ser divulgado. O governo evita publicar o documento antes do aval do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
Foto - ilustração
A conselheira Carla Santillo e uma equipe técnica criada para analisar a licitação da primeira parceria público privada (PPP) do Estado expediram 17 recomendações acerca do projeto básico, publicado em 2011. São 9 recomendações quanto a aspectos econômicos financeiros e fiscais, 4 quanto a aspectos técnicos e de engenharia e 4 quanto a aspectos jurídicos – entre eles, a realização de nova consulta pública. O tribunal informa ter recebido a resposta no dia 22 de maio e que ainda fará a análise. O órgão ressalta, no entanto, que a atuação é “pedagógica” e não impede a publicação do edital.
Carlos Maranhão afirma que prefere esperar as considerações do tribunal antes de publicar o documento. Quando isso acontecer, calcula que serão necessários mais 60 dias (45 de prazo para apresentação e análise de propostas e 15 para assinatura do contrato) para o início das obras – caso não haja nenhum entrave, como recursos judiciais contra o resultado da licitação. Se nada der errado, a expectativa é de que os bondes elétricos comecem a rodar somente no final de 2015. Isto porque o prazo de realização da obra é de dois anos, com chances quase nulas de ser reduzido. “Não tem jeito de entregar antes de dois anos”, diz Maranhão.
VEJAMAIS  - AQUI
Fonte - Revista Ferroviária 28/05/2013

Protestos de estudantes contra o aumento das passagens de ônibus em Goiânia

GO: estudantes enfrentam a polícia
durante protesto

\

O estudantes protestam contra o aumento das passagens de ônibus em Goiânia . Os manifestantes entraram em confronto com a polícia. Dois ônibus e duas agências bancárias foram incendiados durante o protesto.

São Paulo adere a programa nacional para moradores de rua

Após quatro anos, São Paulo adere a programa nacional para moradores de rua

Ministros Gilberto Carvalho e Maria do Rosário participam hoje da cerimônia de adesão ao lado do prefeito Fernando Haddad

MARCELO CAMARGO/ABR

No final de março, São Paulo criou o Comitê PopRua, que tem formação paritária entre o governo e a sociedade civil

São Paulo – A ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, e o secretário-geral da Presidência da República, ministro Gilberto Carvalho, participam hoje (28), em São Paulo, da cerimônia de adesão da cidade à Política Nacional para a População de Rua – programa do governo federal criado em 2009 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O evento será realizado às 16h, na Escola Senai Roberto Simonsen, no Brás, zona leste da capital, contará com a presença do prefeito Fernando Haddad (PT).
Para participar do plano, os municípios precisam criar um comitê intersetorial e formalizar à adesão às diretrizes nacionais. No final de março, São Paulo criou o Comitê PopRua, que tem formação paritária entre o governo e a sociedade, com representantes de várias secretarias municipais.
No mesmo mês, a prefeitura lançou um programa de qualificação profissional, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que pretende formar em 2,5 mil pessoas em áreas como confecção de bolsas e tecidos, eletrotécnica, pintura e encanamentos, entre outras. Os cursos terão duração de dois meses e serão viabilizados pelo Pronatec, do Ministério da Educação.
De acordo com censo realizado em 2011 pela prefeitura e pelo governo federal, existem na capital paulista cerca de 15 mil cidadãos dormindo nas ruas. Os movimentos sociais calculam o contingente em 20 mil.
Fonte  - Rede Brasil Atual  28/05/2013

terça-feira, 28 de maio de 2013

Transordestina poderá ter nova rota por conta de cidade planejada

Nova rota para a ferrovia

Por André Clemente
A Ferrovia Transnordestina passará por mais uma alteração de traçado em Pernambuco. A nova rota muda em 6,8 quilômetros o caminho dos trilhos no último trecho de implantação do projeto, próximo a Suape, para desviar do centro do Cabo de Santo Agostinho e da cidade planejada Convida Suape. Com isso, a proposta também possibilitará a implantação de um pátio de trens com seis linhas de trilhos com três quilômetros cada, para auxiliar o fluxo de demanda de cargas ao Complexo Industrial Portuário de Suape. A proposta depende de aprovação federal para sair do papel e exigirá novos estudos de impacto ambiental e processos de indenização, o que pode deixar a obra ainda mais lenta.
foto - ilustração
Depois de outras três alterações de traçado (veja histórico de mudanças no quadro), os gestores envolvidos na obra reforçam a necessidade do replanejamento. De acordo com o diretor de desenvolvimento do Convida Suape, Armênio Ferreira, sair dos centros urbanos reduzirá os gastos com desapropriações em até R$ 40 milhões, segundo levantamento interno da empresa. Outro ponto positivo é o ganho energético pela nova região ser mais plana, o que deixa os sistemas de partida e de freio do trem mais ágeis e confortáveis.
“A alteração é viável por ainda não haver obras no local. Deixaremos de ter quase sete quilômetros para ganhar 600 metros em áreas urbanas. O projeto novo foge de áreas de produção, de zonas de granjas, do Convida Suape, e fica nas proximidades de áreas do complexo, inclusive sem indústrias”, justificou. O Convida Suape é um projeto do Cone Suape, braço da Moura Dubeux, que prevê a construção de uma cidade planejada para 100 mil habitantes no Cabo.
Outro ponto positivo, ainda segundo Ferreira, é a otimização do escoamento produtivo em Suape. “Cada trem possui 1,5 quilômetro e a implantação de um pátio deixará a demanda segura no equipamento. Serão mais seis linhas, podendo abrigar dois trens em cada uma delas, tanto para descarregar grandes cargas como para manutenção dos transportes. Isso trará segurança para o complexo”, complementou.
As três recentes mudanças estão dentro do último trecho da ferrovia no estado, que reúne cerca de 100 quilômetros de trilhos e deixam suspensas as desapropriações, principal entrave do reprojeto. “Os acordos entre TLSA e governo federal sobre o novo (e mais real) custo da obra, que pode passar de R$ 5,4 bilhões para R$ 7,5 bilhões, têm sido um grande problema ao avanço deste último trecho. Como o traçado demora a ser aprovado, as negociações para a liberação de terrenos não conseguem andar”, disse o secretário de projetos especiais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do estado (Sdec), Luiz Quental. A TLSA informou que não vai comentar os projetos por ter o custo da obra ainda em análise em âmbito federal.
Veja o que já mudou no projeto da Ferrovia Transnordestina:
O projeto sofrerá a quarta intervenção para desviar parte dos trilhos no centro do Cabo de Santo Agostinho, onde, inclusive, está sendo implantado o projeto Convida Suape, cidade planejada para 100 mil habitantes.
A segunda alteração ocorreu para que o centros urbanos das cidades de Escada, Gameleira e Ribeirão não fossem cortados pelos trilhos. A proposta foi apresentada em 2012.
Para evitar áreas de inundação com a construção da barragem de Serro Azul, iniciada neste ano, o traçado foi readequado, pela segunda vez, em 2011.
Em Custódia, no Sertão, depois de anos de entrave para definição da manutenção da Igreja São Luiz Gonzaga, no Sítio Fazendinha, uma nova rota foi planejada, passando 14 metros ao lado da unidade. Uma nova igreja chegou a ser construída em 2011, mas não houve adesão da comunidade.
Entenda a obra:
A Ferrovia Transnordestina terá 1.728 quilômetros e partirá de Eliseu Martins, no Piauí, até o município de Salgueiro, no Sertão do estado. A cidade será a conexão para os dois portos nordestinos, de Pecém, no Ceará, e de Suape, em Pernambuco.
O custo da obra já foi reajustado duas vezes:
Começou em 2007 com R$ 4,5 bilhões
foi reajustado em 2010 para R$ 5,4 bilhões
e acaba de ser revisto para R$ 7,5 bilhões
O prazo de entrega do projeto, atualmente, é indefinido. Apesar de o último balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) destacar 2015, a falta de celeridade da obra já faz o cronograma ser estendido a 2016.
Fonte: Transnordestina Logística S.A. (TLSA)/Ministério dos Transportes

Fonte - Diário de Pernambuco  28/05/2013

Ferrovia suspensa no Texas pega fogo e desaba

Ferrovia suspensa de 300 metros no Texas pega fogo e desaba



Uma ferrovia suspensa de 300 metros no estado do Texas, nos Estados Unidos pegou fogo e desabou. Depois de muitas horas os bombeiros concluíram que continuar o trabalho era muito perigoso e decidiram acompanhar o desabamento. A reconstrução da ponte é estimada em 10 milhões de dólares e os motivos do incêndio são desconhecidos.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

SALVADOR MAIS UMA VEZ PAROU,TRAVOU,EMPACOU

Da  Redação
Para nós que já estamos acostumados,mais não conformados,com os constantes e rotineiros  engarrafamentos na cidade de Salvador em dias normais,seja de carro ou de buzu tanto faz estão todos no mesmo barco, o pesadelo se agrava quando a chuva desaba sobre a nossa metrópole.Hoje apesar de todos os atalhos possíveis,conhecidos e imagináveis,de ruas secundárias e transversais levei 2:40 hs de Patamares ao Itaigara para um compromisso com hora marcada.Claro que chegamos atrasados apesar de sairmos com 2:00 hs de antecedência o que em circunstância normal sem correrias e sem pressa no máximo gastaria-mos 0:40 minutos.Nem vou me dar ao trabalho de postar as fotos que fiz durante o tempo em que fiquei parado nos engarrafamentos em sequência durante todo roteiro percorrido,seria apenas mais uma repetição,perda de tempo,um lugar comum,pois a unica diferença de um dia para o outro é que mudam apenas os veículos, atores do espetáculo,o enredo é sempre o mesmo e a locação também,as ruas de Salvador.O CAOS já é presença constante em nossa cidade e no cotidiano da sua população,"um dia muito pior o outro menos ruim",e haja paciência,haja pneu furado (para a alegria dos borracheiros)e haja carro parado e virando barco para vencer as lagoas os rios e as enxurradas que de repente se formam nas ruas da cidade,paciência nos engarrafamentos e o stress que corrói a todos sem distinção.Salvador está assim,travada e ruim a beira do apocalipse ...quer conhecer o CAOS???...o CAOS está aqui.....Salvador!!!!!!!!!!!!!!!!....ainda não apareceu nenhum......
*As fotos são velhas e surradas,tão velhas quanto a calamitosa situação que a cidade se encontra,só para ilustrar a matéria....com um pouco de humor é claro.
Pregopontocom





Travessia Salvador-Mar Grande é interrompida pela maré baixa

A travessia marítima entre Salvador e Mar Grande interrompeu o atendimento às 8h30 desta segunda-feira, 27, por conta da maré baixa. A previsão é que o serviço volta a funcionar às 11h30, de acordo com a Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab).
A Tarde
Quando retomar o atendimento, o sistema funcionará com oito embarcações, que partem dos terminais a cada 30 minutos.A última saída do dia de Salvador para Mar Grande será as 20h. No sentido inverso, às 18h30.
Já a linha marítima que liga Salvador a Morro de São Paulo opera com conexão em Itaparica. Os catamarãs saem do Terminal Náutico da Bahia, no Comércio, e atracam em Itaparica, de onde os passageiros seguem via terrestre até Ponta do Curral, em Valença, e fazem a travessia para o Morro. Com conexão, a viagem dura 3h20, uma hora a mais.
As fortes chuvas que caem em Salvador também provocaram a suspensão das operações das escunas de turismo que fazem o passeio pelas ilhas da Baía de Todos os Santos.
Fonte - A Tarde  27/05/2013

Belo Monte - Índios voltam a ocupar o canteiro de obras


É a segunda ação indígena, só este mês, com a finalidade de obrigar o Consórcio Construtor Belo Monte a paralisar os trabalhos no Sítio Belo Monte – um dos três grandes canteiros do empreendimento, localizado a 55 quilômetros de Altamira (PA). Os trabalhos foram suspensos por questão de segurança. Os índios alegam que não foram ouvidos no processo


Índios voltam a ocupar canteiro de obras de Belo Monte

Alex Rodrigues
Repórter Agência Brasileiros
Brasília - Um grupo de índios voltou a ocupar, esta madrugada, um dos três canteiros de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará. É a segunda ação indígena, só este mês, que tem por finalidade obrigar o Consórcio Construtor Belo Monte a paralisar os trabalhos no Sítio Belo Monte – um dos três grandes canteiros do empreendimento, localizado a 55 quilômetros de Altamira (PA). Os trabalhos foram suspensos por uma questão de segurança. Os índios alegam que não foram ouvidos no processo.
Segundo a assessoria do consórcio, o grupo é formado por cerca de 100 índios que chegaram ao canteiro por volta das 4h. Eles tomaram o escritório central, mas nenhum ato de violência contra funcionários ou patrimônio foi registrado até o momento. No local, apenas os serviços essenciais estão sendo feitos. Nos outros dois canteiros, Pimental e Canais e Diques, o trabalho continua normalmente.
Os manifestantes não apresentaram nenhuma reivindicação, mas adiantaram que só deixam o canteiro após se reunir com um representante do governo federal, de acordo com a assessoria do consórcio. Policiais da Força Nacional estão no local, monitorando a manifestação. A Norte Energia, empresa responsável pela instalação e operação da usina hidrelétrica, ainda está verificando as medidas legais que deverá tomar. A Agência Brasil não conseguiu contatar as lideranças da manifestação.
A última ocupação do canteiro ocorreu no início de maio. Como em outros protestos, os manifestantes exigiam a suspensão de todos os empreendimentos hidrelétricos na Amazônia até que o processo de consulta prévia aos povos tradicionais, previsto na Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), seja regulamentado.
Aprovado pelo Congresso Nacional em 20 de junho de 2002, na forma do Decreto 143, e promulgada pela Presidência da República em 19 de abril de 2004, a Convenção 169 estabelece, entre outras medidas, que os povos indígenas e os que são regidos, total ou parcialmente, por seus próprios costumes e tradições ou por legislação especial, sejam consultados sempre que medidas legislativas ou administrativas afetarem seus interesses.
Em janeiro de 2012, o governo federal instituiu um grupo de trabalho interministerial para avaliar e apresentar a proposta de regulamentação dos mecanismos de consulta prévia. O grupo é coordenado pelo Ministério das Relações Exteriores e pela Secretaria-Geral da Presidência da República e conta com a participação de vários órgãos e entidades governamentais.
Em 25 de abril, uma comitiva do governo federal se reuniu, em Jacareacanga (PA), com índios mundurukus, além de representantes da prefeitura e da Câmara de Vereadores, para tratar do processo de consulta aos povos indígenas que vivem na Bacia do Rio Tapajós.
Fonte - Agência Brasil  27/05/2013

domingo, 26 de maio de 2013

Dois milhões em Marcha Global contra gigante dos transgênicos




 Os organizadores da Marcha Global contra a multinacional Monsanto, sediada nos Estados Unidos, descrevem um sucesso, dizendo que dois milhões de pessoas protestaram no sábado em centenas de cidades norte-americanas e noutros cinquenta países contra o recurso aos transgênicos.
No Kansas, uma manifestante diz que "as pessoas têm o direito de saber o que comem. Esses direitos nunca serão defendidos enquanto corporações puderem gastar quantidades ilimitadas de dinheiro para influenciar o resultado de eleições".
Outra diz que "não têm o direito de transformar a comida numa experiência de laboratório".
Os ambientalistas afirmam que existe um vazio de informação da parte da Monsanto a respeito dos efeitos dos organismos geneticamente modificados na saúde humana e no meio-ambiente, sobretudo em termos de eventuais contaminações de cultivos adjacentes, e exigem que seja explicitado o uso de OGM nas etiquetas dos produtos para consumo humano.
Publicado em 26/05/2013
http://pt.euronews.com/



Expedição 36 partirá na terça-feira, 28, para a Estação Espacial Internacional

Nova tripulação é formada por um russo, uma americana e um italiano



Os membros da Expedição 36 já estão prontos para serem enviados à Estação Espacial Internacional. O cosmonauta russo Fyodor Yurchikhin, da Roscosmos, e os astronautas Karen Nyberg (americana, da NASA) e Luca Parmitano (italiano, da Agência Espacial Europeia) partirão do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, a bordo de uma nave Soyuz TMA-09M às 23h31min (hora de Moscou) da terça-feira, 28. A nave será transportada por um foguete cargueiro Soyuz-FG.O foguete Soyuz-FG com a nave Soyuz TMA-09M a caminho da base de lançamento de BaikonurO cosmonauta Yurchikhin é o comandante da Soyuz, e Nyberg e Parmitano são os engenheiros de bordo. Ao chegar à Estação Espacial Internacional, após o chamado “voo expresso” de apenas seis horas de duração, eles se juntarão à tripulação formada pelo Comandante Pavel Vinogradov e o engenheiro de voo Alexander Misurkin, russos, e o americano da NASA Chris Cassidy.
Fonte - Diário da Russia  26/05/2013


Obra da Linha 17-Ouro do Metrô começa a receber vigas


Avenida Jornalista Roberto Marinho terá interdições todas as noites.
Bruno Ribeiro
O Estado de São Paulo
SÃO PAULO - Uma cerimônia com direito a queima de fogos marcou a instalação da primeira viga de sustentação dos trilhos do monotrilho da Linha 17-Ouro do Metrô, que ligará os bairros de Jabaquara ao Morumbi, na zona sul da capital paulista, passando pelo Aeroporto de Congonhas, na manhã deste sábado, 24. A festa, na Avenida Jornalista Roberto Marinho, teve participação do governador Geraldo Alckmin, que não fez um discurso oficial no evento.
A linha já sofreu atrasos no cronograma de obras por causa de demora na emissão de licenças ambientais de instalação e só deve ficar pronta em 2015, depois da Copa do Mundo. Originalmente, o ramal faria a ligação entre o aeroporto e a Linha 9-Esmeralda da CPTM antes da abertura dos jogos.
As duas primeiras vigas instaladas ontem foram construídas em Cajamar, na Grande São Paulo, onde uma fábrica foi instalada especialmente para a confecção das vigas. Ao todo, a linha terá mais de 1.000 vigas.
O cronograma é que, daqui em diante, duas vigas sejam instaladas todas as noites da semana para que a obra recupere o tempo perdido. Por isso, a Roberto Marinho terá interdições ao trânsito durante as madrugadas.
A Linha 17-Ouro está orçada em quase R$ 5 bilhões. Quando estiver pronto, o ramal deverá transportar cerca de 500 mil passageiros por dia.
Fonte - São Paulo Trem Jeito 26/05/2013

ESPECIAL - MOBILIDADE ARENA PERNAMBUCO

Ministério dos Transportes lança campanha para reduzir acidentes nas estradas no próximo feriado

Ministério lança campanha para evitar acidentes no feriado

Começa a ser veiculada em todo o país a campanha “Prevenção de acidentes nas rodovias”, do Ministério dos Transportes. A finalidade é sensibilizar os motoristas que vão viajar nas estradas no feriado de Corpus Christi, na próxima quinta-feira (30), quanto à necessidade da mudança de comportamento ao volante...

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil


Brasília - Começa a ser veiculada hoje (25) em todo o país a campanha publicitária do Ministério dos Transportes denominada “Prevenção de acidentes nas rodovias”, para sensibilizar os motoristas que vão viajar nas estradas no feriado de Corpus Christi, na próxima quinta-feira (30). O objetivo é mobilizar a sociedade sobre a necessidade da mudança de comportamento nas rodovias brasileiras como forma de prevenir acidentes causados por imprudência dos condutores.
A ação começa hoje com spots nas principais emissoras de rádio e com banners em mídias sociais e portais na internet. Amanhã (26), a campanha estará no horário nobre das emissoras de televisão aberta, em filme com o slogan“Imprudência não é acidente. É crime. Contra a vida de quem foi. Contra a vida de quem fica”. A veiculação, que também estará na tevê paga, será realizada até o dia 31. Placas de estrada também serão afixadas em 23 pontos das rodovias de 11 estados .
De acordo com o Ministério dos Transportes, diagnósticos da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que todos os dias pelo menos 55 pessoas morrem nas ruas, avenidas e estradas brasileiras. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), cerca de 20 mil mortes por ano são ocasionadas por acidentes de trânsito no país.
Na avaliação da PRF, campanhas publicitárias de esclarecimento do governo federal sobre o perigo de acidentes nas estradas ajudam na redução de acidentes. No carnaval deste ano, houve queda de 18% no número de mortes, de 19% no total de feridos e de 10% no número de ocorrências, em relação ao mesmo período de 2012.
Fonte - Agência Brasil  25/05/2013

Código Florestal: após um ano, continuam divergências


A lei, aprovada sob fortes disputas políticas e interesses no Congresso Nacional, completa um ano em uma situação semelhante. Enquanto, desta vez, o setor produtivo está mais afinado com as estratégias do governo, as organizações ambientais criticam a demora na implementação...



Código Florestal: após um ano, continuam divergências entre ambientalistas e ruralistas

Carolina Gonçalves
Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Código Florestal, aprovado sob fortes disputas políticas e interesses no Congresso Nacional, completa um ano hoje (25) em uma situação semelhante. Enquanto, desta vez, o setor produtivo está mais afinado com as estratégias do governo, as organizações ambientais criticam a demora na implementação de dispositivos da lei. Mais de 20 itens da nova legislação precisam ser regulamentados.
Essa semana, sete organizações civis – Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), SOS Mata Atlântica, Instituto Centro de Vida (ICV), The Nature Conservancy Brasil (TNC), Conservação Internacional (CI), Instituto Socioambiental e WWF-Brasil – criaram um observatório do Código Florestal para acompanhar o que vem sendo feito pelo governo federal e pelas administrações estaduais e municipais.
Uma das ameaças à implementação da nova lei é a deficiente estrutura dos órgãos ambientais nos estados e municípios. Para André Lima, advogado do Ipam, é esse o diagnóstico. “Queremos identificar com mais clareza onde estão os principais gargalos dessa implementação e tentar propor soluções”, explicou.

Representantes dessas organizações criticaram o processo de implementação da lei. Segundo eles, o governo não terá condições de cumprir os prazos se não agilizar as regulamentações que o código e o decreto que complementou a lei preveem.
A avaliação do presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente, da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Gilman Viana, é diferente. Para ele, os sinais da implantação da nova lei são positivos. “O ponto de partida não está atrasado, a implementação da lei não está fora de hora e não há desatenção sobre os prazos”, garantiu. A CNA foi umas das organizações que se comprometeram a difundir informações sobre o cadastro entre os produtores para agilizar o processo quando o sistema estivesse no ar, o que deve ocorrer na próxima semana....
VEJA MAIS - AQUI
Fonte - Agência Brasil  25/05/2013

Estudantes brasileiros conquistam prêmio em Feira Internacional de Ciências e Engenharia


Yara Aquino
Repórter da Agência Brasil

Brasília - Preocupadas com os alertas sobre o risco de escassez de água própria para o consumo, duas alunas de ensino médio resolveram unir ecologia e ciência e desenvolveram um projeto para dessalinizar água do mar por meio de uma bactéria. A intenção das estudantes é que, sem o sal, a água seja usada para a irrigação, por exemplo, e, no futuro, também para o consumo humano.
“A grande importância desse projeto é que o processo é simples e econômico e pode ser aplicado em vários lugares”, explica uma das autoras da pesquisa, Desireé de Böer Velho, que terminou no ano passado o ensino médio técnico de química na Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, de Novo Hamburgo (RS). Aluna da mesma escola, Ágatha Lottermann Selbach é a outra autora da pesquisa.
Com o trabalho, as duas chegaram à Feira Internacional de Ciências e Engenharia, cuja sigla em inglês é Intel Isef, competiram com estudantes de outros países e conquistaram o quarto lugar na categoria gestão ambiental. Desireé conta que a experiência serviu de incentivo para seguir a carreira científica e as estudantes vão dar continuidade ao estudo para tornar a água dessalinizada adequada ao consumo humano. A partir daí, elas pretendem buscar apoio para aplicar o projeto no dia a dia e até em escala empresarial.
A estudante Desireé de Böer conta que todo o esforço na pesquisa e o reconhecimento com o prêmio foram experiências que a incentivaram. “Esse projeto me incentivou entrar na área científica, foi um grande passo. Viemos de escola pública onde não tínhamos tanto recurso. Agora entrei na faculdade e mudou toda minha vida. Olho o mundo de outro jeito, me agregou muito em relação ao conhecimento, o fato de ter viajado e conhecido novas culturas”, disse.
O projeto das estudantes de Novo Hamburgo foi um dos nove premiados na feira que teve a participação de mais de 1,5 mil estudantes de 70 países, em maio, nos Estados Unidos. Os brasileiros ficaram com o primeiro lugar entre os países latino-americanos e com o 3º no geral, atrás apenas dos Estados Unidos e do Canadá.
A coordenadora-geral da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), organização que selecionou parte dos estudantes para o evento internacional, Roseli Rodrigues Lopes, ressalta que o sucesso que os brasileiros alcançaram competindo com estudantes de tantos países mostra que é possível trabalhar o incentivo para a ciência e a engenharia ainda na educação básica. Ela avalia que esse trabalho deve ser ampliado. “Precisamos descobrir quem são os talentos, às vezes os jovens estão na escola e não têm ideia do que é engenharia. Ele não recebe o estímulo e às vezes é um grande talento”, diz.
Outra pesquisa premiada é a de Túlio Vinicius Andrade, aluno do 3º ano do ensino médio do Grupo Gênese de Ensino, do Recife. Ele ficou com o terceiro lugar na categoria ciências sociais e comportamentais. Por meio da leitura, Túlio percebeu que as doenças que mais matam no mundo estão ligadas a comportamentos sedentários. As informações indicavam que esses comportamentos começam ainda na infância e juventude, por isso, o estudante resolveu investigar a situação das aulas de educação física em escolas no Recife e descobriu que os professores da área enfrentavam dificuldades.
“Identifiquei que há falta de espaço físico, de materiais e de interesse dos alunos. Adaptei a prática pedagógica do construtivismo e criei soluções com metodologia de ensino para as principais dificuldades”, explica. O estudante fez testes com os alunos e, comprovada a eficácia do trabalho, Túlio passou a dar palestras para professores de educação física da rede pública. Após, elaborou um manual que será distribuído aos professores.
Diante dos desdobramentos das pesquisas, Roseli Rodrigues Lopes, avalia que a iniciação científica permite novas perspectivas aos jovens. "Eles acabam tendo uma trajetória acadêmica mais rápida que a de outros. Vão para a universidade sabendo o que querem e chegam com mais maturidade. Terminada graduação, muitos seguem para o mestrado", diz.
Fonte - Agência Brasil  25/05/2013