sábado, 10 de novembro de 2012

A Venezuela que a mídia esconde

Por Altamiro Borges
A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) acaba de confirmar que a Venezuela cumpriu com a meta principal dos Objetivos do Milênio da ONU antes do prazo estabelecido de 2015. O país reduziu pela metade o número de pessoas em pobreza extrema. Segundo o estado intitulado “Estado da insegurança alimentar no mundo", divulgado no final de outubro, o percentual de venezuelanos subnutridos hoje é inferior a 5%. Em 1992, a subnutrição vitimava 13,5% dos habitantes da nação vizinha.
Segundo o embaixador da Venezuela no Brasil, Maximilien Arvelaiz, “essa conquista é um dos principais resultados da implantação das ‘missões sociais’ levadas a cabo pelo governo bolivariano na área de alimentação, agricultura e erradicação da fome”. Em 2000, os 198 países membros da ONU acordaram os “Objetivos do Milênio” para superar a miséria e agora a Venezuela é reconhecida como um dos primeiros países a cumprir as metas. Em 2005, a ONU também elegeu o país como “território livre do analfabetismo”.
É evidente que esta notícia não será destaque na mídia colonizada do Brasil. Até hoje, ela não engoliu a reeleição de Hugo Chávez em outubro passado e não tolera as conquistas da revolução bolivariana. Ela só publica factoides contra a Venezuela e dá destaque para as ações da oposição golpista do país vizinho. Em recente artigo publicado na Folha, o embaixador Maximilien Arvelaiz até criticou de maneira corajosa as manipulações da imprensa nativa. O seu alerta, porém, não serviu para muita coisa. Mas vale reproduzi-lo:
*****
Conheçam a Venezuela
Maximilien Arvelaiz – FSP, 21/10/2012
Quando amanheceu o dia 8 de outubro, os venezuelanos puderam se sentir orgulhosos. Nosso sistema eleitoral, automatizado e seguro, foi respeitado por governo e oposição, acompanhado por entidades e personalidades internacionais e considerado o melhor do mundo pelo ex-presidente americano Jimmy Carter.
Nossa população, numa demonstração de consciência e politização, compareceu em massa às urnas desde a madrugada até que votasse a última pessoa na fila, já de noite. Alcançamos mais de 80% de participação do eleitorado em um país onde o voto não é obrigatório. Não se pode ignorar: a Venezuela é exemplo de democracia para o mundo.
Diante de tudo isso, constrange a forma com que os meios de comunicação internacionais, dentre os quais os brasileiros têm relevância, custam a enxergar a existência de uma democracia consolidada na Venezuela.
Seja por puro desconhecimento da realidade do nosso país, seja em união a uma campanha internacional contra os avanços da revolução bolivariana, a mídia privada brasileira fez uma cobertura desequilibrada do processo eleitoral no país.
É claro que utilizo aqui o recurso da generalização. Mas, numa leitura rápida das notícias, salta aos olhos o apoio deliberado da mídia pela oposição e a tentativa sistemática de deslegitimar o processo revolucionário em curso na Venezuela.
Grande parte das reportagens e editoriais priorizou ressaltar as críticas ao governo Chávez, deu exagerada importância a uma minoria de pesquisas que apontavam o empate ou a vitória de Henrique Capriles e ainda alardeou um caos político que viria da não aceitação do resultado das urnas por parte do governo, supostamente, "ditatorial" de Chávez.
Ainda mais graves foram as teses que tentavam buscar explicações para os mais de 8 milhões de votos a favor da reeleição de Hugo Chávez, como se não fosse nada menos do que natural a vitória do candidato que proporcionou uma série de mudanças positivas na vida dos venezuelanos, tendo reduzido à metade a pobreza extrema nos últimos 13 anos.
O favoritismo de Chávez foi creditado primeiro a um "populismo" do presidente "caudilho" e depois ao suposto uso da máquina pública e abuso de tempo de propaganda televisa. Tal análise, elitista e preconceituosa, pressupõe que a população, passiva e despolitizada, troca votos por casas, comidas e eletrodomésticos --o que é facilmente desconstruído com uma visita ao país.
Mais do que comparecer às urnas toda vez sempre (entre eleições e referendos, já aconteceram 16 pleitos desde que Chávez chegou ao poder), os venezuelanos, incentivados pelo presidente Chávez, constroem a cada dia mecanismos de participação direta na vida política do país.
O mais importante deles são os Consejos Comunales, microgovernos construídos no interior das comunidades, compostos e geridos por moradores. Se há um povo despolitizado e passivo, não é o nosso.
A liberdade de expressão, imprescindível na democracia, também é facilmente constatável. Os principais jornais da Venezuela hoje, o "El Nacional", o "El Universal" e o "Últimas Noticias", são claramente simpáticos à oposição e circulam sem qualquer censura ou boicote. Quadro similar se dá na TV e no rádio.
O que não foi divulgado em quase nenhum meio de comunicação internacional é que Capriles, cuja família é dona de uma cadeia de comunicação, teve, segundo estudo do Centro de Análise e Estudos Estratégicos Aluvión, mais tempo de propaganda eleitoral na televisão privada do que Hugo Chávez. A propaganda do presidente ocupou apenas 12% do tempo nos meios privados. A do candidato da oposição, 88%.
Vencer o desconhecimento sobre o que ocorre na Venezuela é hoje nosso maior desafio. Por isso, transmito o convite feito pelo presidente Hugo Chávez em coletiva de imprensa aos meios de comunicação nacionais e internacionais logo depois de votar: "Aos que queiram ver uma democracia pujante, sólida e madura, venham à Venezuela". Torço para que venham livres de preconceitos e dispostos a enxergar as verdadeiras razões pelas quais Hugo Chávez foi reeleito com 55,25% dos votos.
Postado por Miro
Fonte - Blog do Miro 09/11/2012

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

CEARÁ,pega onda na geração de energia alternativa

Energia sustentável

No Ceará além dos surfistas poderá a partir do primeiro semestre de 2013 a esta gerando 100 quilowatts para abastecer o principal porto cearense.O sistema inédito tem apoio do governo do Ceará e foi financiado pela Tractebel Energia por meio do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ao custo de R$ 18 milhões em quatro anos.

O Estado de S.Paulo.
foto - ilustração
Fortaleza – Porto do Pecém, no litoral cearense, aproximadamente 60 km da capital recebe em caráter experimental a primeira Usina da América Latina que gera energia através da onda do mar. No Ceará além dos surfistas poderá a partir do primeiro semestre de 2013 a esta gerando 100 quilowatts para abastecer o principal porto cearense.
O funcionamento é interrompido para verificações do sistema de geração, criado pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)e patenteado nos Estados Unidos.O sistema inédito tem apoio do governo do Ceará e foi financiado pela Tractebel Energia por meio do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ao custo de R$ 18 milhões em quatro anos.
O protótipo criado pelo instituto, acrescenta o especialista, não tem a pretensão de ser definitivo nem de nortear sistemas de geração de energia a partir da força do mar. “Estamos disputando com outros sistemas e em processo de evolução, mas ninguém tem a pretensão de desenvolver um protótipo e querer que ele seja a solução”, comenta Estefen. “Há um esforço grande de alguns países, Reino Unido à frente, de aproveitar os recursos do oceano na geração de eletricidade.”
Além das ondas, o mar oferece a possibilidade de geração de energia impulsionada pela movimentação das marés, correntes marinhas, variação superior a 20 graus Celsius entre as temperaturas mínimas e máximas da água e até pelo teor de salinidade. O Brasil tem condições de explorar todas essas fontes.
O sistema de captação da energia das ondas consiste em dois braços mecânicos com boias flutuadoras presas na ponta de cada um deles. A energia é gerada pela movimentação das boias, que ativa um sistema de bombas hidráulicas, reservatório interno de água doce e ambiente de alta pressão.
O plano da Tractebel é atrair, com base no protótipo do Ceará, fabricantes de equipamentos para usinas interessados em dar continuidade e melhorar o projeto / S.T.
Fonte  - Pinto News  08/11/2012

Uberlândia inicia estudo para implantação de VLT

( Ninguem segura mais esse trem... )

 Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - 07/11/2012
Foto ilustração
A Universidade Federal de Uberlândia iniciou os estudos de viabilidade para implantação na cidade de transporte público na modalidade de Metrô ou VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).
O estudo será coordenado pelo Instituto de Geografia e realizado por uma equipe multidisciplinar da Universidade Federal de Uberlândia composta por docentes e estudantes das áreas de Arquitetura e Urbanismo e Engenharias Civil e Elétrica, Economia, Administração e Biologia.
Na primeira etapa, a equipe fará visitas aos principais projetos existentes de VLT e em implantação no Brasil, como é caso de Cuiabá, Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Fortaleza. Também serão visitados projetos internacionais bem sucedidos como em Nortfolk e Chalortte, nos Estados Unidos, e nas cidades europeias de Paris, na França, Barcelona, na Espanha e Lisboa, em Portugal, além de Singapura na Ásia.
Segundo a professora Marlene Colessanti, diretora do Instituto de Geografia da UFU, “o objetivo das visitas técnicas é apreender com as experiências já realizadas para aproveitar suas virtudes e evitar que eventuais erros de projeto sejam repetidos”.
Também serão realizadas reuniões com indústrias fabricantes desses veículos sob trilhos, especialmente Auston (francesa) e Bom Sinal (brasileira) para selecionar melhores alternativas em termos de tecnologia, custo de manutenção e capacidade de transporte.
O Coordenador Executivo do Estudo, Edson Pistori, explicou que um dos interesses do contato com essas indústrias é considerar a possibilidade delas se também se instalarem em Uberlândia para produzir veículos dessa natureza para atender outros projetos nacionais.
A análise de viabilidade será composta pelos estudos de demanda, de mobilidade e planejamento urbano; de viabilidade funcional, de viabilidade ambiental e de viabilidade econômico-financeira.
O novo Câmpus Glória da UFU já foi projetado para que o VLT possa transitar dentro dele.
“A cidade precisa estar preparada para construir um futuro em que o trânsito não seja um problema e o VLT pode ser uma alternativa interessante”, afirma a professora Denise Labrea, especialista em transporte.
As conclusões do estudo serão apresentadas à sociedade e às autoridades públicas em setembro de 2013.
Fonte - Revista Ferroviária  07/11/2012

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

O "mensalão" dos 79... e o "Faz-me rir" da Bahia... $$$$$$$$ - por Bob Fernandes


 Bob Fernandes / O "mensalão" dos 79... e o "Faz-me rir" da Bahia
Publicado  por jornaldagazeta 07/11/2012

Transcrição
Quando o assunto é corrupção nunca é demais lembrar dois números impressionantes: os brasileiros devem mais de R$ 1 trilhão em impostos à receita federal. por outro lado, o governo federal, e os estados, devem R$100 bilhões aos cidadãos. Isso, em precatórios que não foram pagos.
As surpresas nunca acabam. O jornal "o estado de s.paulo" revela: quando depôs no ministério público, já há anos, Marcos Valério, entregou uma lista com 79 nomes. Mas essa lista de Valério não é de petistas, não diz respeito ao chamado "Mensalão do Pt". Essa lista é sobre "o mensalão" do Psdb de Minas
Numa carta enviada ao jornalista Luis Nassif, reproduzida no "Estadão", Marcelo Leonardo, advogado de Valério, diz que Valério entregou uma lista com os nomes de 79 parlamentares e ex-parlamentares. Lista com os valores e os recibos do chamado "Mensalão do Psdb". Fato esse, o dos 79, que estranhamente, seguia inédito nas manchetes.
O advogado de Valério acusa o ex procurador geral da República, Antonio Fernando de Souza, de ter usado dois pesos e duas medidas. diz ele: "No caso (do mensalão mineiro) ele (o procurador) não ofereceu denúncia contra os deputados; por entender que era caixa II eleitoral e que o crime já estava prescrito". O mesmo procurador entendeu e encaminhou de maneira diversa o caso do PT.
Essas são denúncias, e casos, nacionais. Vamos um exemplo municipal de impunidade e de esculhambação. João Henrique é prefeito de salvador desde 2005. O tribunal de contas dos municípios reprovou as contas do prefeito nos anos de 2009 e 2010.
O tribunal julga, até dia 15 de dezembro agora, as contas de 2011. pelo que já se sabe, o caminho é o mesmo: contas reprovadas pela maioria dos conselheiros. O que falta é a Câmara de Vereadores confirmar ou não a rejeição das contas de 2009 e 2010. O que pode deixar João Henrique inelegível.
Dos 41 vereadores, a oposição tem 9; e teria 14 votos pela rejeição. João Henrique é avaliado como o pior prefeito do brasil. a câmara, assim como o executivo, tem um histórico de, digamos, simbiose com empreiteiros de salvador. nos últimos anos a cidade foi vítima de um estupro imobiliário devastador.
Por que os vereadores não rejeitam as contas de João Henrique, ou, não recusam a rejeição? Dos 41 vereadores, 22 não foram reeleitos. Entre eleitos e não eleitos, muita gente precisa cuidar da vida. É aí que entra o "faz-me rir".
"Faz-me rir" é expressão surgida numa operação da PF na Bahia. Num grampo, alguém pedia ao corruptor um "Faz-me rir". Pois bem, o blogueiro @erickissa, da rádio metrópole, informa: a votação não anda na câmara porque ainda não se chegou a um acordo sobre o "faz-me rir".
Segundo Erick vereadores reclama abertamente: tendo como desculpa a copa do mundo, a câmara aprovou lei que ampliou o estupro imobiliário. Foi um escândalo à época. Mas até hoje a rapaziada não viu a cor do "faz-me rir" anterior.

PÂNICO EM SÃO PAULO - ONDA DE VIOLÊNCIA ASSUSTA A POPULAÇÃO

Guerra em SP: onda de violência
assusta população



Paulistanos estão com medo da onda de violência que atinge várias regiões do estado. Policiais enfrentam bandidos e o número de mortes aumenta mais a cada dia.

Perseguição e tiroteio acabam em morte na zona norte de SP





Três homens foram perseguidos por um táxi na zona norte de SP. Eles tentaram se esconder, mas foram descobertos. Armado, um homem desceu do táxi e atirou nos ocupantes do carro. Duas pessoas ficaram feridas, um deles não resistiu. As vítimas são filhos de um ex-policial da Rota.
Fonte - R7.com   06/11/2012

Greve dos jornalistas... na Espanha

Por Altamiro Borges
A redação do El País, da Espanha, está vazia e o diário impresso, tão paparicado pela mídia nativa, pode não circular nesta quarta-feira. Desde ontem, os jornalistas entraram em greve contra o plano de demissões imposto pela direção do Grupo Prisa, que edita o jornal. Fotos postadas no twitter confirmam a força da paralisação. Segundo a entidade dos trabalhadores, 95% dos profissionais aderiram à greve. A direção da empresa admitiu adesão de 79% e anunciou que a edição impressa poderá não circular ou terá menos páginas.
A paralisação, prevista para durar três dias, foi decretada após o fiasco das negociações com a direção da empresa, que é comandada pelo carrasco Juan Cebrián, uma das estrelas da máfia midiática no convescote da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), realizado em São Paulo no mês passado. O Grupo Prisa aceitou reduzir o número de demitidos de 149 para 139 e diminuir o percentual de corte dos salários de 15% para 13%. Diante desta provocação, os 460 jornalistas do El País decidiram entrar em greve.
Já no Brasil...
Enquanto a coisa esquenta na Espanha, no Brasil ocorre nestes dias, em Rio Branco (AC), o 35º Congresso Nacional dos Jornalistas. O evento, organizada pela Fenaj, terá como tema “os desafios do jornalismo e sua contribuição para o desenvolvimento sustentável”. Ele também deverá se debruçar sobre os perigos que rondam a categoria no país. Na semana passada, dois veículos tradicionais, o Jornal da Tarde e o Diário do Povo, foram extintos; também ocorreram demissões massivas na Rede Record.
Além disso, os impérios midiáticos nativos conquistaram no Supremo Tribunal Federal o fim do diploma obrigatório para o exercício do jornalismo, com o único intento de precarizar a atividade profissional. Tramita agora no Senado Proposta de Emenda Constitucional que visa restabelecer a obrigatoriedade deste documento. Ou seja: os jornalistas brasileiros – pelo menos os que se recusam a chamar o patrão de “companheiro” – têm muitos desafios pela frente. A greve no El País deveria servir de inspiração!
Postado por Miro
Fonte - Blog do Miro  07/11/2012

O resultado das eleições nos EUA

Por Fillipe Mauro, no sítio Opera Mundi:
Na madrugada desta quarta-feira (07/11), o democrata Barack Obama não apenas foi reeleito presidente dos Estados Unidos com a maioria popular do país como também recebeu a notícia de que governará com apoio majoritário do Senado.
Embora na Câmara dos Representantes (instância legislativa equivalente à Câmara dos Deputados brasileira) republicanos tenham conquistado mais de 50% dos assentos, no Senado a conjuntura se inverte e democratas surgem como donos de 51 das 100 vagas da casa.
Republicanos elegeram 45 senadores e outros dois assentos foram preenchidos por candidatos independentes, isto é, desvinculados das siglas com representação institucional no país. Ainda estão em aberto as duas vagas pertencentes à Flórida, estado onde foi registrado o confronto mais acirrado das eleições.
O sistema eleitoral norte-americano é classificado como “colegiado indireto”, o que permite que um presidente seja eleito com a maioria dos delegados de cada estado, mas não com os votos da maior parte da população. Faltando apenas a conclusão da apuração na Flórida, democratas vivenciam o cenário ideal para o segundo mandato de Obama, isto é, uma vitória com a maioria de delegados e de eleitores.

Recuo democrata
Quando o critério é o número de Estados para cada candidato, o democrata também é líder. Foram 26 as unidades federativas que declararam voto a Obama, contra 24 a Mitt Romney. O dividido Estado da Flórida ainda não manifestou seus 29 votos, mas há leve tendência democrata.
No entanto, a larga maioria dos Estados democratas desta eleição, Obama não conseguiu manter o mesmo número de eleitores que conquistou em 2008. Apenas em Nova Jersey e Rhode Island o presidente reeleito teve mais votos que há quatro anos. Nos outros 24, ele perde parte de seu eleitorado.
Nesta eleição, Obama não conquistou nenhum Estado que em 2008 tenha votado pelo republicano John McCain. Por sua vez, Indiana e Carolina do Norte, que há quatro anos votaram pelos democratas, desta vez preferiram os republicanos.
Para os próximos quatro anos de governo, o presidente se beneficiará de um sentimento mais forte de legitimidade e deve sofrer, portanto, pressões menores por uma reforma do sistema eleitoral norte-americano. A maioria no Senado não garante que ele encontre maior facilidade para a aprovação de novos projetos de lei, dado que na câmara a presença republicana é bem superior à democrata. No entanto, é quase certo um aumento de seu poder de barganha política dentro do Legislativo.

Postado por Miro
Fonte - Blog do Miro 07/11/2012

terça-feira, 6 de novembro de 2012

No Supremo, há quem não esconda: Lula é o alvo por Bob Fernandes

Bob Fernandes/ No Supremo, há quem não esconda: Lula é o alvo



Publicado em 05/11/2012 por jornaldagazeta
Transcrição
Marcos Valério teve relações financeiras com o PT. Como teve com o PSDB de Minas. Empresas de Valério tiveram negócios com empresas do grupo Oportunnity, de Daniel Dantas. Dantas teve ligações importantíssimas com gente importante no PSDB. Como teve ligações importantes com gente importantíssima no PT. Já passou da hora do PT vir a público e admitir os erros brutais que cometeu nesse contubérnio.
Condenado há 40 anos, Valério não quer ir para a cadeia. Para isso, fará e dirá qualquer coisa. Assim como Valério pode dizer o que quiser, a mídia tem o direito, e o dever, de publicar o que ele diz. Mesmo que, por ora, baseada apenas na palavra do condenado que não quer ser preso.
Há um consenso que esses são direitos democráticos, os de Valério, e os da Mídia. Como é de direito quem recebe tais informações, o telespectador, o leitor, fazer uma pergunta: por que o que Valério diz sobre Lula chega às manchetes e 115 páginas de documentos verídicos não são nem notícia? 115 páginas de documentos confidenciais produzidos em uma CPI ou obtidos em paraísos fiscais.
Valério prestou depoimento ao Ministério Público. Ele quer delatar e ser beneficiado com a liberdade. As 115 páginas de documentos estão num livro chamado "A Privataria Tucana". As informações contidas no livro receberam um registro em dois grandes jornais.
Essas informações seguem inéditas em boa parte da chamada Grande Mídia. Inclusive na revista Veja. A pergunta de quem não conhece esse ramo é: por que manchetes num caso e silêncio, ou desqualificação, no outro caso? Em outros casos também.
O PT errou, gravemente, ao montar parceria com Marcos Valério. Como errou quando alguns dos seus construíram pontes com, entre outros, Daniel Dantas e seus negócios. O PT erra quando não reconhece e não se desculpa publicamente pelos seus erros. Esses, e outros.
É claro como o dia que partidos de oposição também têm seus escândalos. Mas, para ter autoridade ao abordar escândalos alheios, o PT deve, antes, tratar dos seus. E, ao contrário do que sempre fizeram os demais partidos, tratar disso também publicamente.
Como já informado aqui em outros comentários, além dos que estão em julgamento do mensalão, havia, e há, um outro grande alvo. Esse alvo é Lula. No Supremo há quem não esconda isso em conversas reservadas. Da mesma forma, na mídia.
Lula deixou o governo com aprovação de 87% no Ibope. Felizmente, 13% não aprovaram seus 8 anos de governo; só nas ditaduras não existe oposição.
Brasil afora há quem venere Lula. E ele sabe disso; é muito mais agradável informar e ser informado sobre isso. Mas certamente Lula deve saber, alguém deve dizer a ele de quando em quando: além de fazer oposição, um direito de todos, há quem lhe devote um ódio profundo.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

PLANO INCLINADO DE SALVADOR - ABANDONO DESCASO E DESLEIXO

Mobilidade

Plano Inclinado é invadido e tem peças danificadasO Plano Inclinado da Liberdade está sem funcionar a dois meses
  
Com informações de A Tarde
Aratu Online 
O plano Inclinado da Liberdade/Calçada (PILC) foi invadido na madrugada deste domingo, 4, e teve parte dos seus equipamentos danificados. De acordo com informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Salvador (Secom), vândalos entraram na casa de maquinas e provocaram estragos nas chapas de proteção do painel de comando.
Na manhã desta segunda-feira, 5, a Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador), que administra o PILC, deu queixa na delegacia da Polícia Civil do Estado da Bahia e vai comunicar formalmente à administração municipal o atual quadro de abandono que se encontra o equipamento.Há cerca de três semanas, o local já havia sido invadido por vândalos. Na ocasião, eles roubaram o painel de comando, fiação e chave dos conectores, o que causou a paralisação do sistema que se estende por dois meses.

******

Wikipédia

O abandono total
O Plano Inclinado Gonçalves que "faz" a ligação entre a cidade alta ( Pça.da Sé) e o Comércio já se encontra desativado a dois anos sem  perspectiva de reativação e sem que nenhuma solução seja apresentada pela Prefeitura de Salvador para que o equipamento abandonado volte a operar.Esse equipamento que faz parte do tradicional sistema de transportes verticais de Salvador que atendia entre oito a dez mil usuários por dia quando em funcionamento na ligação cidade alta/cidade baixa também é muito procurado por turistas que visitam a nossa cidade.O descaso,o desleixo e o abandono do sistema de transportes verticais de Salvador (Elevador Lacerda,Plano Gonçalves,Plano do Pilar,Plano da Liberdade e o esquecido e tradicional Elevador do Taboão) é apenas uma das muitas questões que retrata muito bem  a trágica "desadministração" que hora se "enterra" deixando a nossa cidade numa situação lastimável e caótica,em um dos períodos mais nefastos que a nossa cidade até então já viveu.
Pregopontocom - 05/11/2012

Veja também -
Elevador do Taboão -Transportes verticais
Cidade em Ruínas -Salvador Decadente 

domingo, 4 de novembro de 2012

Acidente com trem de Campos do Jordão


Acidente com bondinho de Campos do Jordão (SP) repete tragédia de 1959
G1 – Renato Ferezim - 04/11/2012
(foto Renato Ferezim)
Cenário deste sábado é o mesmo de acidente ocorrido há 53 anos. Cruz, colocada em homenagem ao motorneiro morto, permanece intacta.
Eram 17h50 de sábado (3) quando o trem partiu da estação de Santo Antônio do Pinhal. Nele, 39 turistas que haviam passado o dia em Campos do Jordão, retornavam. Segundo comerciantes do local, nenhum deles havia comentado sobre qualquer anormalidade no passeio.
Chovia e havia neblina. Cerca de dez minutos depois da partida o trem entrava em uma descida em linha reta, de pouco mais de 300 metros. Segundo os passageiros, o veículo parecia desenvolver alta velocidade. Em uma curva, a Automotriz 02 da Estrada de Ferro Campos do Jordão saiu da linha, acertou um barranco e foi levando parte da vegetação do local. Andou fora da linha por pouco mais de 30 metros e parou exatamente ao lado de uma cruz de pedra.
A cruz é uma homenagem ao motorneiro - condutor do bondinho - Benedito da Silva, morto em 1959 em um acidente idêntico, ocorrido no mesmo local. "O trem veio em alta velocidade e desceu muito rápido. Machucou muita gente e morreu o motorneiro", diz Geralda dos Santos, de 60 anos.
Geralda não estava no trem neste dia, mas a cunhada, que morava no Rio de Janeiro, fazia o passeio pela primeira vez. "Ela ficou muito tempo depois com problemas de saúde devido ao acidente. Faleceu um tempo depois", diz a moradora em Santo Antônio do Pinhal que quando soube do acidente resolveu visitar o local.
Mesmo após o acidente deste sábado, a cruz de pedra permanece intacta. Ao lado dela está uma queda d'água e uma ribanceira. Se o trem tivesse seguido mais alguns metros, a tragédia poderia ter sido maior.<
Fonte - São Paulo Trem Jeito - 04/11/2012



Atualizado em 24/02/2013

Fumaça faz trem do metrô parar por 15 minutos no DF

G1.com 03/11/12
Adicionar legenda
Veículo ficou parado na estação shopping, onde o serviço foi interrompido.Trens usaram via alternativa durante o período, segundo gerência do Metrô.
Um trem do metrô ficou parado durante 15 minutos na estação Shopping, na tarde deste sábado (3), após ser constatada a presença de fumaça no piso. As informações foram confirmadas pelo gerente de operações do Metrô/DF, José Soares Paiva.
Segundo ele, os passageiros foram retirados dos vagões e a energia do veículo foi cortada. Equipes de manutenção levaram a composição para o pátio da companhia. "Durante o período em que o trem ficou parado nós usamos uma via que contorna o local para evitar maiores transtornos", informou Paiva.
Segundo Paiva, na estação Shopping o sistema foi interrompido por cerca de 15 minutos. No restante da via o sistema funcionou normalmente, segundo o gerente de operações do Metrô/DF. As causas da fumação ainda não foram identificadas.
Problemas frequentes
Um problema com a central de controle fez o metrô do Distrito Federal ficar parado por cerca de meia hora na manhã do último dia 24. Passageiros relataram que o tráfego de trens foi interrompido nos dois sentidos. Um dos veículos permaneceu logo depois de deixar a estação Águas Claras no sentido Plano Piloto.
Problemas com o metrô têm se tornado frequentes nas últimas semanas. No último dia 23 de outubro, um trem do metrô do Distrito Federal parou por meia hora próximo da estação Águas Claras. Um vagão apresentou problema de tração perto da estação e teve que ser paralisado. Os passageiros foram retirados do vagão quando o trem chegou na estação. Não houve tumulto durante a retirada dos passageiros.
No último dia 10 de outubro, a linha do metrô em direção a Ceilândia ficou parada por cerca de 15 minutos. Um dos trens passou sobre uma peça de mudança de trilho, que ficou danificada.
Fonte - São Paulo Trem Jeito 04/11/2012

Deputado qualifica ferrovia no Algarve, Portugal, como do terceiro mundo

Publico P  03/11/12

O deputado social-democrata Mendes Bota questionou neste sábado o Governo acerca da degradação da maioria das estações de comboios e apeadeiros da Linha Regional do Algarve, que classifica como sendo de “terceiro mundo”.
Em carta dirigida ao ministério da Economia, o deputado pergunta se o Governo tem consciência da situação, quais as medidas que tenciona tomar e quais os investimentos neste sector previstos para o próximo triênio.
Num comunicado, Mendes Bota aproveita para desafiar responsáveis políticos, cidadãos, elementos das empresas Refer (Rede Ferroviária Nacional) e CP (Comboios de Portugal) a percorrerem o roteiro ferroviário da Linha Regional do Algarve e refletirem sobre o que vêem.
“Não é demais salientar: a situação das estações de comboios e apeadeiros do Algarve é vergonhosa para a região. É uma sensação de Terceiro Mundo”, afirma, acrescentando que a região “não se pode dar ao luxo de fazer montra destas autênticas chagas paisagísticas”.
Entre os problemas com que se deparou, Mendes Bota enumera o facto de a maioria das casas de banho públicas se encontrarem vedadas, a proliferação de lixo, as dificuldades de acessibilidade e a deficiente sinalização no acesso às estações e apeadeiros.
“Sem condições, não há credibilidade. Sem credibilidade, perdem-se clientes. Sem clientes, corre-se o risco de desaparecer toda uma matriz econômica que durante décadas foi fomentada à custa desta linha e que foi erigida em torno desta e doutras estruturas semelhantes”, sublinha.
Mendes Bota lembra ainda que a linha que liga o Algarve de ponta a ponta, de Vila Real de Santo António a Lagos, e que no seu percurso estabelece um elo de ligação entre a vasta zona litoral do Algarve.
“Infelizmente, a situação de penúria financeira a que o país chegou, não augura tão cedo um pacote de investimento público que permita inverter em profundidade a estratégia do setor de transportes na região”, conclui.
Fonte -  São Paulo Trem Jeito  03/11/2012